Nome da Atividade
TEATRO, CULTURA E SOCIEDADE
CÓDIGO
05001006
Carga Horária
60 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CRÉDITOS
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

O teatro diante dos desafios da cultura contemporânea e da educação ambiental. As questões éticas do profissional de teatro na sociedade.

Objetivos

Objetivo Geral:

- Adquirir competências de análise e ação nas relações entre teatro em ambientes educativos, cultura contemporânea e as implicações éticas do profissional do teatro na sociedade;
- Perguntar(se) pela história, pela gênese das ideias, pelo contexto que as gerou desvendando, assim, sua trajetória e importância quanto às linhas autônomas, autogestivas e solidárias na relação teatro e cultura contemporânea;
- Compreender o teatro, a filosofia e a psicologia social como mediadoras das conexões imperfeitas da realidade social e de suas implicações éticas;
- Identificar os desafios e potencialidades do teatro na educação ambiental.

Conteúdo Programático

I. TEATRO E CULTURA
- Teatro e transdisciplinaridade: a filosofia contemporânea e a psicologia social;
- Dimensões atuais da cultura contemporânea: culturas extremas, cibercultura, teatro e videoarte, arte e loucura.
II. TEATRO E SOCIEDADE
- O teatro em organizações públicas e privadas, nos movimentos sociais e na educação para o lazer;
- Atelier de análise: teatro e práticas pedagógicas inovadoras em educação ambiental;
- O teatro terapia de Augusto Boal na prevenção e mitigação de desastres naturais.
III. TEATRO, ÉTICA E IDEOLOGIA
- Ética profissional: ver-se=ver melhor;
- As conexões imperfeitas éticas-estéticas-políticas: a “Crítica da violência ética” de Judith Butler;
- Ética e Sexualidade: a ecologia libidinal;
- O futuro do teatro: por qualquer coisa não ortodoxa.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • BOAL, Augusto. A estética do oprimido: reflexões errantes sobre o pensamento do ponto de vista estético e não científico. Rio de Janeiro: Garamond, 2008.
  • HALL, Stuart. Da diáspora: identidades e mediações culturais. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2006.
  • SALIH, Sara. Judith butler e a teoria queer. Belo Horizonte: Autêntica, 2012.

Bibliografia Complementar:

  • FOUCAULT, Michel. A arqueologia do saber. 7ª ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2009, 2010.
  • FOUCAULT, Michel. Os anormais: curso no Collège de France (1974 - 1975). São Paulo: Martins Fontes, 2010.
  • MACHADO, Roberto. Danação da Norma: Medicina Social e constituição da psiquiatria no Brasil. Rio de Janeiro: Ed. Graal, 1978.
  • MAY, Rollo. A coragem de criar. 9ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1975.
  • MAY, Rollo. O homem a procura de si mesmo. 5ª ed. Petrópolis: Vozes, 1976.

Página gerada em 17/08/2022 23:07:57 (consulta levou 0.053732s)