Nome da Atividade
HISTÓRIA DO TEATRO IV
CÓDIGO
05001021
Carga Horária
60 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CRÉDITOS
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Estudo de encenadores, grupos e dramaturgos europeus paradigmáticos do teatro no século XX. O teatro popular latino-americano. O teatro pós-dramático e a performance.

Objetivos

Objetivo Geral:

- Estudar encenadores, grupos e dramaturgos paradigmáticos do teatro ocidental do século XX;
- Conhecer grupos teatrais latino-americanos;
- Refletir sobre o teatro pós-dramático e a performance.

Conteúdo Programático

UNIDADE 1 – ENCENADORES PARADIGMÁTICOS DO SÉCULO XX
1.1 Vsevolod Meyerhold
1.2 Bertolt Brecht
1.3 Antonin Artaud
1.4 Jerzy Grotowski
1.5 Eugenio Barba

UNIDADE 2 – O TEATRO POPULAR LATINO AMERICANO
2.1 Teatro Experimental de Cali (Colômbia)
2.2 Yuyachkani (Peru)
2.3 Catalinas Sur (Argentina)

UNIDADE 3 – ESTUDOS DRAMATÚRGICOS
3.1 O teatro épico
3.2 O teatro do absurdo

UNIDADE 4 – GRUPOS PARADIGMÁTICOS
4.1 Living Theater
4.2 Tanztheater Wuppertal (Pina Bausch)
4.3 Théâtre du Soleil (Ariane Mnouchkine)
4.4 Outros

UNIDADE 5– A PERFORMANCE E O TEATRO PÓS-DRAMÁTICO
5.1 Definições
5.2 A ruptura com o modelo dramático
5.3 Propostas cênicas e ações performativas

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • BORNHEIM, Gerd A. Brecht: a estética do teatro. Rio de Janeiro: Graal, 1992.
  • COHEN, Renato. Performance como linguagem: criação de um tempo espaço de experimentação. São Paulo: Perspectiva, 2007.
  • GROTOWSKI, Jerzy. O Teatro Laboratório de Jerzy Grotowski: 1959 – 1969. São Paulo: Perspectiva; Sesc, 2007.
  • LEHMANN, Hans-Thies. “Teatro pós-dramático doze anos depois”. Revista Brasileira de Estudos da Presença, Porto Alegre, v. 3, n.3 (2013). Disponível em: https://seer.ufrgs.br/presenca/article/view/39703. Acesso em: 1 out. 2020.
  • ZAPATA, Miguel Rubio. “O teatro e nossa América”. Urdimento, Florianópolis, v.1, n.22, 259 - 266, julho 2014. Disponível em: http://www.revistas.udesc.br/index.php/urdimento/article/view/1414573101222014259. Acesso em: 1 out. 2020.

Bibliografia Complementar:

  • ASLAN, Odette. O ator no século XX. São Paulo: Perspectiva, 2010.
  • CANDAU, V. M. F.; SACAVINO, S. B. Educação em direitos humanos e formação de educadores. Educação, v. 36, n. 1, 15 fev. 2013. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faced/article/view/12319. Acesso em: 1 out. 2020.
  • PAVIS, Patrice. A encenação contemporânea: origens, tendências, perspectivas. São Paulo: Perspectiva, 2013.
  • ROUBINE, Jean-Jacques. A linguagem da encenação teatral. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1998.
  • VIRMAUX, Alain. Artaud e o teatro. São Paulo: Perspectiva, 2009.

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
T1 2021 / 2 16 10 Teatro (Licenciatura - Noturno)
Horários
ManhãTardeNoite
QUA19:00 - 19:50
19:50 - 20:40
20:40 - 21:30
21:30 - 22:20
MARINA DE OLIVEIRA
Professor responsável pela turma

Página gerada em 25/06/2022 17:00:42 (consulta levou 0.118187s)