Nome da Atividade
ARTE NA PRIMEIRA INFÂNCIA
CÓDIGO
05001105
Carga Horária
60 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
2
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CRÉDITOS
4
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Estudos sobre a arte na primeira infância. Ver, fazer e conhecer arte. As linguagens artísticas presentes no currículo da educação infantil. Possibilidades artísticas para e com crianças. Estudo e experiências teatrais com a primeira infância.

Objetivos

Objetivo Geral:

- Aprofundar os estudos sobre a arte na primeira infância, considerando aspectos psicológicos, antropológicos, sociológicos e culturais;
- Compreender a primeira infância a partir do ver, fazer e conhecer arte;
- Analisar as linguagens artísticas no currículo da educação infantil;
- Construir propostas teatrais com/para a primeira infância.

Conteúdo Programático

UNIDADE 1 – A PRIMEIRA INFÂNCIA
1.1 Primeira infância: um terreno fértil para as artes
1.2 O desenvolvimento cognitivo e corporal da criança
1.3 O brincar na primeira infância

UNIDADE 2 – A ARTE NO CURRÍCULO DA EDUCAÇÃO INFANTIL
2.1 Os referenciais para educação infantil
2.2 As linguagens artísticas no currículo da educação infantil

UNIDADE 3 – VER, FAZER E CONHECER ARTE DESDE A PRIMEIRA INFÂNCIA
3.1 O fazer artístico como atividade de imaginação, produção, expressão e comunicação
3.2 A fruição estética na primeira infância
3.3 Conhecer e apropriar-se dos elementos artísticos

UNIDADE 4 – POSSIBILIDADES ARTÍSTICAS
4.1 Propostas artístico-pedagógicas para infância
4.2 Experiências teatrais na educação infantil

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • CORSARO, William A. Sociologia da infância. 2. Porto Alegre: Penso, 2011 (recurso online).
  • DORNELLES, Leni Vieira. Infâncias que nos escapam: da criança na rua à criança cyber. 3. ed. rev. e atual. Petrópolis: Vozes, 2011. 116 p. (Coleção Infância e Educação).
  • KOUDELA, I. D. Nós ainda brincamos como voces brincavam?. Cena, [S. l.], n. 34, p. 83–103, 2021. DOI: 10.22456/2236-3254.112064. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/cena/article/view/112064. Acesso em: 3 jul. 2022.

Bibliografia Complementar:

  • BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf Acesso em: 30 jun. 2022.
  • FOCHI, Paulo. Afinal, o que os bebês fazem no berçário?. Porto Alegre, Penso: 2015 (recurso online).
  • LIMA, Caroline Costa Nunes (org.). A ludicidade e a pedagogia do brincar. Porto Alegre: SAGAH, 2018 (recurso online).
  • SLADE, Peter. O jogo dramático infantil. São Paulo: Summus, 1978.
  • SOUZA, Luiz Fernando de. Um palco para o conto de fadas: uma experiência teatral com crianças pequenas. Porto Alegre: Mediação, 2008.

Página gerada em 25/04/2024 05:37:46 (consulta levou 0.052876s)