Nome da Atividade
PRÁTICAS DE ATUAÇÃO I
CÓDIGO
05001322
Carga Horária
60 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
1
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
2
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CRÉDITOS
4
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7
CARGA HORÁRIA EXTENSÃO
1

Ementa

Atividades práticas e teóricas que desenvolvam processos de improvisação através de experiências corporais no espaço. Introdução aos elementos que compõem o jogo teatral: personagem, ação e texto teatral. Intervenções e apresentações de esquetes/cenas/performances nos espaços acadêmicos e/ou da cidade.

Objetivos

Objetivo Geral:

- Exercitar a observação do comportamento;
- Desenvolver possibilidades expressivas na criação de ações;
- Experienciar a mimeses corporal na criação de personagens;
- Exercitar a improvisação espontânea e planejada, individual e coletiva;
- Conhecer os elementos da cena teatral: Quem? Onde? O quê?
- Desenvolvimento da ação cênica na improvisação.

Conteúdo Programático

Programa:
- o jogo físico como matéria-prima para o ator-professor;
- improvisação explícita como espetáculo teatral: construção de esquetes;
- improvisação implícita na construção do dramático;
- exercícios públicos teatrais: a presença do espectador.
Esta disciplina atende à Resolução 62/2018 que estabelece a curricularização da Extensão na UFPel, e está vinculada ao projeto A Cena na Cidade.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • BOAL, Augusto. 200 exercícios e jogos para o ator e o não-ator com vontade de dizer algo através do teatro. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1989.
  • CHACRA, Sandra. Natureza e sentido da improvisação teatral. São Paulo: Perspectiva, 1991.
  • OIDA, Yoshi. Um ator errante. São Paulo: Beca, 1999. 220 p.
  • OSTROWER, Fayga. Criatividade e processos de criação. Petrópolis: Vozes, 1989.
  • SPOLIN, Viola. Improvisação para o teatro. São Paulo: Perspectiva, 1992.

Bibliografia Complementar:

  • BARBA, Eugênio & SAVARESE, Nicola. A arte secreta do ator: dicionário de antropologia teatral. São Paulo: HUCITEC/UNICAMP, 1995.
  • BROOK, Peter. A porta aberta. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999.
  • HUIZINGA, J. Homo ludens: O jogo como elemento da cultura. São Paulo: Perspectiva, 1996.
  • MAGALDI, Sábato. Iniciação ao teatro. São Paulo: Ática, 1991.
  • MORENO, J.L. O teatro da espontaneidade. São Paulo: Summus, 1984.

Página gerada em 18/07/2024 12:33:37 (consulta levou 0.121744s)