Nome da Disciplina
PROCESSOS DE CORTE EM MADEIRA
CÓDIGO
0570089
Carga Horária
68 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
2
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Ferramenta tradicional. Teoria de corte da madeira. Materiais das ferramentas de corte. Máquinas e condições de corte. Desgaste, afiação e manutenção do complexo de corte. Defeitos de usinagem e soluções. Usinagem em máquinas-ferramentas de controle numérico computadorizado. Corte com jato líquido a alta pressão e com laser

Objetivos

Objetivo Geral:

Capacitar o discente do curso de Engenharia Industrial Madeireira no conhecimento do processamento mecânico secundário da madeira (usinagem) na indústria.

 

Objetivos Específicos:

- Introduzir conceitos e tecnologias empregados para produção dos elementos de corte e maquinários utilizados para o processamento mecânico (usinagem) da madeira e seus derivados;

- Determinar soluções para os processos de corte da madeira e produtos à base de madeira;

- Proporcionar conhecimento ao discente sobre os problemas encontrados na indústria relacionados com o processamento mecânico secundário da madeira relativo ao meio ambiente e a qualidade do produto.

Conteúdo Programático

1.15. Programa:
1. Introdução: Revisão sobre propriedades da madeira;
2. 2. Ferramenta tradicional
2.1. Gume
a) Geometria e ângulos característicos;
b) Superfície de ataque, superfície livre, ângulo de cunha, ângulo de ataque, ângulo livre, outros tipos de ângulos, garganta do dente.
c) Concepção das ferramentas
3. Teoria do corte da madeira
3.1. Princípios e formas dos movimentos
3.2. Base e princípios de corte
3.3. Geometria do cavaco
4. Materiais das ferramentas de corte
4.1. Tratamentos térmicos dos metais
4.2. Ligas e tipos de aço
4.3. Processo de sinterização
5. Máquinas e condições de corte
5.1. Corte de trajetória retilínea
5.1.1.Serra-fita
5.1.2. Serra alternativa
5.2. Corte de trajetória cicloidal
5.2.1 Cavaco em forma de vírgula (plaina, tupia, moldureira)
5.2.2. Cavaco em forma de porção de vírgula (serra circular)
5.2.3. Cavaco em forma de croissant (tupia superior, furadeira)
5.3. Cortes com outras trajetórias
5.3.1. Helicoidal (furadeira, torno)
5.3.2. Espiroidal (torno desfolhador)
5.3.3. Complexos (furadeira com facas cavadoras)
6. Desgaste, afiação e manutenção do complexo de corte
6.1. Abrasivos e rebolos
6.2. Afiação: princípios e tipos de afiação
7. Força e potência de corte
7.1. Procedimentos de cálculo
7.2. Pressão específica de corte
7.3. Fatores de influência sobre o a força de corte
7.4. Tempo e custos de produção
8. Usinagem em máquinas-ferramentas de controle numérico
8.1. Estrutura de programação CNC
9. Corte com jato líquido a alta pressão e com laser
9.1. Dispositivo e princípio de corte
9.2. Máquinas e condições de corte
9.3. Desgaste e manutenção
9.4. Defeitos de usinagem e soluções

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • GONÇALVES, M.T.T. Processamento da Madeira. Bauru, SP. 242p. 2000
  • EISSENSTEIN, C. Afiação de Ferramentas para Usinar Madeira e seus Derivados. Bento Gonçalves. SENAI/CETEMO. 370 p. 1997
  • THE LEITZ - Lexicon: handbook for woodworking machine tools. Oberkochen: Leitz, 2011. 6ed

Bibliografia Complementar:

  • MACHADO, A. Comando Numérico Aplicado à Máquinas-Ferramenta. Ícone Editora, 3º ed. 461p. 1989
  • LATORRACA, J.V.F. Apostila: Processamento Mecânico da Madeira
  • UFRRJ. Seropédica. 115p. 2004
  • DINIZ, A. E.; MARCONDES, F.C.; COPINNI, N.L. Tecnologia da Usinagem dos Materiais. UNICAMP - Faculdade De Engenharia Mecânica. Campinas. 242p. 1999.
  • FERRARESI, D. Fundamentos da Usinagem dos Metais. Editora Edgard Blücher, São Paulo, 751p. 1970

Página gerada em 17/11/2019 15:30:20 (consulta levou 0.083485s)