Nome da Disciplina
SOCIOLOGIA III
CÓDIGO
06560005
Carga Horária
60 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
CRÉDITOS
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Ementa: Reflexões sobre o marxismo pós-Marx e a teoria critica da Escola de Frankfurt. Fundamentos teóricos da Escola de Chicago: o interacionismo simbólico, a etnometodologia e a fenomenologia social. A teoria funcionalista de “médio alcance” de Robert Merton e a teoria estrutural-funcionalista de Talcott Parsons.

Objetivos

Objetivo Geral:

Objetivo(s) geral(ais): Analisar a capacidade analítica dos conceitos elaborados pelos teóricos que buscavam compreender e interpretar a vida social no mundo contemporâneo entre as décadas de 1920 e 1960 (pós-guerras mundiais até os anos 60). Tais intelectuais produziram teorias que formaram o perfil sociológico norte-americano da Escola de Chicago, do interacionismo simbólico, da fenomenologia, da etnometodologia; da corrente funcionalista e da estrutural-funcionalismo. Por outro lado, analisar a reflexão teórica da tradição marxista pós-Marx na elaboração da teoria crítica da Escola de Frankfurt.

 

Objetivos Específicos:

Objetivo(s) específico(s): Analisar a contribuição de Georg Herbert Mead (interacionismo), Herbert Blumer (interacionismo), Alfred Shutz (fenomenologia), Harold Garfinkel (etnometodologia), Erving Goffman (microssologia), centrada na unidade analítica da interação simbólica que correlaciona papel (personalidade), estrutura e ação, situação e ação (indexibilidade), dos indivíduos nos processos constitutivos da vida social. Igualmente os estudos sobre cidade e mudança social de Robert Park, Ernest Burgess, William Thomas e Florian Znaniecki;
- analisar a teoria geral funcionalista de Robert Merton: teoria de médio alcance, ênfase no estudo empírico das expectativas mútuas que estabilizam
as ações dos diversos indivíduos atomizados, integrando-os à vida social. Também observar as categorias “funções manifestas e latentes”;
- examinar a teoria geral estrutural-funcionalista de Talcott Parsons sobre sistema social, estrutura e função;
- interpretar os conceitos de dominação, racionalização instrumental, cultura e ideologia, indivíduo na modernidade, dominação da sociedade “unidimensional”, nas obras de Max Horkheimer e Theodor Adorno, Herbert Marcuse. Também os conceitos razão instrumental na modernidade e racionalidade comunicativa, distinção trabalho e interação, ação comunicativa de Jürgen Habermas.

Conteúdo Programático

Programa:
- Analisar a contribuição de Georg Herbert Mead (interacionismo), Herbert Blumer (interacionismo), Alfred Shutz (fenomenologia), Harold Garfinkel (etnometodologia), Erving Goffman (microssologia), centrada na unidade analítica da interação simbólica que correlaciona papel (personalidade), estrutura e ação, situação e ação (indexibilidade), dos indivíduos nos processos constitutivos da vida social. Igualmente os estudos sobre cidade e mudança social de Robert Park, Ernest Burgess, William Thomas e Florian Znaniecki;
- analisar a teoria geral funcionalista de Robert Merton: teoria de médio alcance, ênfase no estudo empírico das expectativas mútuas que estabilizam as ações dos diversos indivíduos atomizados, integrando-os à vida social. Também observar as categorias “funções manifestas e latentes”;
- examinar a teoria geral estrutural-funcionalista de Talcott Parsons sobre sistema social, estrutura e função;
- interpretar os conceitos de dominação, racionalização instrumental, cultura e ideologia, indivíduo na modernidade, dominação da sociedade “unidimensional”, nas obras de Max Horkheimer e Theodor Adorno, Herbert Marcuse. Também os conceitos razão instrumental na modernidade e racionalidade comunicativa, distinção trabalho e interação, ação comunicativa de Jürgen Habermas.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • ALEXANDER, Jeffrey. Qué es la teoría. In: ALEXANDER, Jeffrey. Las teorias sociológicas: desde la Segunda Guerra mundial. Barcelona (ES): Editorial Gedisa, 1987. p. 11-29. ALEXANDER, Jeffrey. Las teorias sociológicas: desde la Segunda Guerra mundial. Barcelona (ES): Editorial Gedisa, 1987. 335p BLUMER, Herbert. A sociedade concebida como uma interação simbólica. In: BIRNBAUM, Pierre; CHAZEL, François. Teoria Sociológica. São Paulo: Hucitec, 1977. p.36-40 CICOUREL, Aaron. A etnometodologia. In: BIRNBAUM, Pierre; CHAZEL, François. Teoria Sociológica. São Paulo: Hucitec, 1977. p.60-62. COLLINS, Randall. A tradição microinteracionista. In: COLLINS, Randall. Quatro tradições sociológicas. Petrópolis: Vozes, 2009. p. 205-243 DOMINGUES, José Maurício. Teorias sociológicas no século XX. Rio de Janeiro: 2004. 110p GIDDENS, Anthony. Estruturalismo, pós-estrututralismo e a produção cultural. In: GIDDENS, Anthony; TURNER, Jonathan. Teoria social hoje. São Paulo: UNESP, 1999. p. 281-319.

Bibliografia Complementar:

  • ANDERSON, Perry. A crise da crise do marxismo: introdução a um debate contemporâneo.São Paulo: Brasilense, 1983. 123p. BRITO, Sulivan Pereira. A sociologia e a abordagem sistêmica. Campinas: Papirus, 1986. 103p. CARVALHO, Maria do Carmo Brant de. Teorias da ação em debate. São Paulo: Cortez, 1993.127p. GIDDENS, Anthony. A constituição da sociedade. São Paulo> Martins Fontes, 2003. 458p. MEAD, George H. Espíritu, persona y sociedad: desde el punto de vista del conductismo social. Barcelona: Paidós, 1973. 403p. REX, John. Problemas fundamentais da teoria sociológica. Rio de Janeiro: Zahar, 1973. 226p. RIBEIRO Jr., João. Fenomenologia. São Paulo: Pancast, 1991. 93p. ROCHER, Guy. Talcott Parsons e a Sociologia Americana. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves Editora, 1976. 175p. SCHUTZ, Alfred. Sobre fenomenologia e relações sociais. Petrópolis: Vozes. 357p. THERBORN, Göran. From marxism to post-marxism? Londres/ New York: Verso, 2010. 194p. THORNE, Beatriz Cipriani. Acción social y mundo de la vida: estudio de Schütz y Weber. Pamplona (ES): Ediciones Universidad de Navarra, 1991. 324p.

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
SOCIOLOGIA III Ciências Sociais (Bacharelado - Noturno)
SOCIOLOGIA III Ciências Sociais (Licenciatura - Noturno)

Página gerada em 14/11/2019 12:08:57 (consulta levou 0.152883s)