Nome da Disciplina
SOCIOLOGIA, SOCIEDADE E MEIO AMBIENTE
CÓDIGO
06560088
Carga Horária
60 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
CRÉDITOS
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Ementa: Dedica-se ao estudo da produção intelectual que desde os anos 70 centra-se nas questões ambientais, destacando os desafios e debates no campo da sociologia.

Objetivos

Objetivo Geral:

Objetivo(s) geral(ais): fornecer os fundamentos teóricos desde a perspectiva sociológica para compreender a problemática ambiental nas sociedades contemporâneas, especialmente no Brasil.

 

Objetivos Específicos:

Objetivo(s) específico(s):
- Discutir os desafios da sociologia em relação à problemática ambiental
- Analisar a produção científica da sociologia ambiental
- analisar a relação ambiente e sociedade

Conteúdo Programático

Programa:
1. Teoria social e meio ambiente
2. Interdisciplinaridade e problema ambiental
3. O problema ambiental no Brasil e as ciências sociais
4. A sociologia dos conflitos sócio-ambientais
5. Sustentabilidade e desenvolvimento

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • Gulbenkian, C. Para Abrir as Ciências Sociais. Ed. Cortez:. São Paulo, 1996. Alonso, Angela; Costa, Valeriano. Por uma sociologia dos conflitos-ambientais. http://biblioteca.clacso.edu.ar/clacso/gt/20100930023420/7alonso.pdf Bourdieu, P.. Os usos sociais da ciência. Por uma sociologia clínica do campo científico. Ed.Unesp. São Paulo, 2003. BUTTEL, F. Sociologia e meio ambiente: um caminho tortuoso rumo a ecologia humana. Perspectivas, n.15, São Paulo, 1992. pp.69-94. http://seer.fclar.unesp.br/perspectivas/article/viewFile/1961/1599 Latour, B. Jamais fomos modernos. Ensaios de Antropologia Simétrica. Ed. 34. Rio de Janeiro, 2005. Giddens, A.. As Conseqüências da Modernidade. Ed. Unesp.São Paulo, 1991. Giddens, A.. Mundo em Descontrole. Ed. Record. Rio de Janeiro/ São Paulo, 2000. LIMA, G.; PORTILHO, F. Sociologia Ambiental: formação, dilemas e perspectivas. In: Revista Teoria & Sociedade, dos Departamentos de Ciência Política e de Sociologia e Antropologia da UFMG. Belo Horizonte, n.7, junho/2001, pp.241-276. VEIGA, José Eli da. Desenvolvimento Sustentável; O desafio do século XXI. Rio de Janeiro: Ed. Garamond, 2005

Bibliografia Complementar:

  • Bourdieu, P. Os usos sociais da ciência. Por uma sociologia clínica do campo científico. Ed.Unesp. São Paulo, 2003. Floriani, D. Conhecimento, Meio Ambiente & Globalização. Juruá Ed. Curitiba. 2004. Ferreira, Leila C. A centralidade da interdisciplinaridade nos estudos sobre ambiente e sociedade. In: Política & Sociedade. Revista de Sociologia Política. Vol.4.n.7. outubro de 2005. Florianópolis. Ed. Cidade Futura. Ferreira, Leila e Tavolaro, S. Environmental concerns in contemporary Brazil: an insight into some theoretical and societal backgrounds (1970-1990s). In: International Journal of Politics, Culture and Society. ISSN. 15733416. vol.19.n.3-4 www.springerlink.com/content. April. 2008. pg161-177. New York.
  • Ferreira, Lúcia da C. Conflitos sociais e uso de recursos naturais: breves comentários 142 sobre modelos teóricos e linhas de pesquisa. In: Política & Sociedade. Revista de Sociologia Política. V. 4. n.7. 2005. FOSTER, John Bellamy. A ecologia de Marx – materialismo e natureza. Rio de janeiro: Civilização Brasileira, 2005 Giddens, A.(1991). As Conseqüências da Modernidade. Ed. Unesp.São Paulo. ---------------.(2000). Mundo em Descontrole. Ed. Record. Rio de Janeiro/ São Paulo Gulbenkian, C.(1996). Para Abrir as Ciências Sociais. Ed. Cortez.São Paulo IBGE - Indicadores de desenvolvimento sustentável: Brasil 2002 e 2004, disponíveis em http://www.ibge.gov.br JACOBS, Jane. Morte e Vida das Grandes Cidades. São Paulo: Martins Fontes, 2000 . JACOBS, Jane. A Natureza das Economias. São Paulo: Beca, 2001. Latour, B. (2005). Jamais Fomos Modernos. Ensaios de Antropologia Simétrica. Ed. 34. Rio de Janeiro Mayorga, E. A. Teoria crítica y crítica política en la cuestión ambiental: probleams y perspectivas. In: Los Tormentos de La Materia. Aportes para una Ecologia política Latinoamericana. Clacso. Buenos Aires.

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
T1 2019 / 2 56 37 Ciências Sociais (Licenciatura - Noturno)
Ciências Sociais (Bacharelado - Noturno)
Todos Os Cursos
Horários
ManhãTardeNoite
QUI13:30 - 14:20
14:20 - 15:10
15:10 - 16:00
16:00 - 16:50
WILLIAM HECTOR GOMEZ SOTO
Professor responsável pela turma

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
SOCIOLOGIA, SOCIEDADE E MEIO AMBIENTE Ciências Sociais (Bacharelado - Noturno)
SOCIOLOGIA, SOCIEDADE E MEIO AMBIENTE Ciências Sociais (Licenciatura - Noturno)

Página gerada em 14/11/2019 04:16:40 (consulta levou 0.163542s)