Nome da Atividade
Teoria Sociológica I
CÓDIGO
06560107
Carga Horária
68 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
CRÉDITOS
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

A disciplina visa discutir as principais correntes sociológicas clássicas (materialismo histórico e dialético de Karl Marx, o funcionalismo de Émile Durkheim, a sociologia compreensiva de Max Weber e a sociologia formal de Georg Simmel, no que diz respeito às influências intelectuais que sofreram, o contexto histórico-social europeu no qual foram concebidas e os problemas e questões sociais que os seus expoentes se propuseram analisar. Assim como também, visa discutir as abordagens propostas por Georg Mead e outros expoentes da primeira Escola de Chicago considerando o contexto social norte-americano no qual surgiram. Em outras palavras, o que se pretende é verificar a vitalidade das análises e das categorias conceituais propostas por Marx, Durkheim, Weber e Simmel, Georg Mead e os principais expoentes da primeira Escola de Chicago, por meio de um exercício de mediação que objetiva eliminar resquícios de anacronismo e entender como estes clássicos da sociologia ainda podem ajudar a compreender o presente.

Objetivos

Objetivo Geral:

4.1. Geral
Aprofundar a análise teórica da sociologia clássica, suas principais questões e argumentos, a partir de um exercício de contextualização histórica e social.

4.2. Específicos

Discutir a perspectiva teórico-metodológica do materialismo histórico e dialético de Karl Marx como uma conjunção de tradições teóricas distintas.

Discutir a perspectiva teórico-metodológica do funcionalismo de Emile Durkheim.

Discutir a perspectiva teórico-metodológica da sociologia compreensiva de Max Weber

Discutir a perspectiva teórico-metodológica da sociologia formal de Georg Simmel.

Discutir a perspectiva teórico-metodológica do interacionismo simbólico

Conteúdo Programático

Unidade I - A importância dos clássicos da sociologia.
Unidade II - Marx e a conjunção de tradições teóricas distintas.
Unidade III - Durkheim e a escola francesa de sociologia
Unidade IV - Max Weber e a sociologia compreensiva
Unidade V - Simmel e as formas de sociação
Unidade VI- George Mead, o precursor da Escola de Chicago
Unidade VII - A Escola de Chicago e a interação simbólica

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • ALEXANDER, Jeffrey, C. A Importância dos Clássicos. In Giddens A. e Turner, J. (orgs.) Teoria Social Hoje, São Paulo: UNESP, 1999. ARON, Raymond. As etapas do pensamento sociológico. São Paulo, Martins Fontes, 2000. COULON, Alain. A Escola de Chicago. Campinas, Papirus Editora, 1995. BOTELHO, André. Sociologia Essencial. São Paulo: Penguin Classics / Companhia das letras. DURKHEIM, Émile. As formas elementares de vida religiosa: o sistema totêmico na Austrália. São Paulo, Paulinas, 1989. DURKHEIM, Émile. As regras do método sociológico. São Paulo: Ed. Nacional, Várias Edições. DURKHEIM, Émile. Sociologia. Org. José Albertino Rodrigues. São Paulo, Ática, 1993. DURKHEIM, Émile. Sociologia e filosofia. São Paulo: Ícone. 2007. GIDDENS, Anthony. Capitalism e modern social theory. Cambridge: Cambridge Press. 1971. GIDDENS, Anthony e TURNER, Jonathan (organizadores). Teoria Social Hoje. São Paulo: Unesp, 1999. LALLEMENT, M. História das ideias sociológicas – vol. I: Das origens a Max Weber. Petropólis: Vozes. 2008. MARX, K & ENGELS, F. A ideologia Alemã. São Paulo: Hucitec, 1993. MARX, Karl. Contribuição à Crítica da Economia Política. São Paulo, 2011. MARX, Karl. O Capital, livro 1, vol. 1. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, várias edições. MORRIS, Charles W. (org). Mente, self e sociedade. Aparecida: Ideias & Letras, 2010. RODRIGUES, José Albertino (organizador). Coleção Grandes Cientistas Sociais. Émile Durkheim. São Paul: Ática, 2000. SIMMEL, Georg. Questões fundamentais da sociologia. Rio de Janeiro: Jorge Zahar. 2006. SIMMEL, Georg. Sociologia. Org. Evaristo de Moraes Filho. São Paulo, Ática, 1983. VANDERBERG, Frédéric. As sociologias de Georg Simmel. EDUSC/EDUFPA, 2005. Caps. 3, 4 e 5. WEBER, Max. A objetividade do conhecimento nas ciências sociais. In Cohn, G. (org.) Weber, Coleção Grandes cientistas sociais, Ed. Ática, SP, 1979. WEBER, Max. Economia e Sociedade: Fundamentos da Sociologia Compreensiva. Volume I Brasília, Editora da UNB, 1998. WEBER, Max. A

Bibliografia Complementar:

  • COLLINS, Randall. Quatro tradições sociológicas. Petrópolis: Vozes. 2009. SELL, Carlos Eduardo. Sociologia Clássica. Petrópolis: 2009. FREUND, Julien. A sociologia de Max Weber. Rio de janeiro: Forense Universitária. 2000. Artigos de apoio: Becker, Howard. A escola de Chicago. Mana, Out 1996, vol.2, no.2, p.177-188. LIEDKE, Élida Rubini. Breves indicações para o ensino de teoria sociológica hoje. Sociologias, Porto Alegre, ano 9, nº 17, jan./jun. 2007, p. 266-278. MARTINS, Carlos Benedito Campos. O legado do Departamento de Sociologia de Chicago (1920-1930) na constituição do interacionismo simbólico. Soc. estado. [online]. 2013, vol.28, n.2, pp.217-239. Weiss, Raquel. Max Weber e o problema dos valores: as justificativas para a neutralidade axiológica. Rev. Sociol. Polit., Mar 2014, vol.22, no.49, p.113-137.

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
T1 2022 / 1 30 17 Sociologia (Mestrado acadêmico)
Sociologia (Doutorado)
Horários
ManhãTardeNoite
TER18:30 - 19:20
TER19:00 - 19:50
19:50 - 20:40
20:40 - 21:30
ATTILA MAGNO E SILVA BARBOSA
Professor responsável pela turma

Página gerada em 05/07/2022 07:32:19 (consulta levou 0.063320s)