Nome da Atividade
PATRIMÔNIO E TURISMO
CÓDIGO
08980016
Carga Horária
60 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
2
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

Discute questões pertinentes ao campo de estudo do patrimônio, enfatizando o patrimônio no Brasil, o processo de criação e consolidação dos organismos de proteção ao patrimônio, os debates inerentes à preservação, proteção, conservação e gestão de bens culturais e as interfaces entre patrimônio, memória, cultura, identidade e turismo. O patrimônio cultural como atrativo turístico. Educação Patrimonial para o turismo.

Objetivos

Objetivo Geral:

A disciplina pretende ser um espaço de reflexão e discussão sobre a questão da identidade, memória e do patrimônio no Brasil e suas relações com o Turismo, de tal modo que se construa um entendimento crítico do tema entre os alunos, auxiliando sua formação profissional e lançando uma base sólida para sua futura atuação no mercado de trabalho.

Conteúdo Programático

UNIDADE 1 – Importância e conceituações de patrimônio.
UNIDADE 2 – Patrimônio Cultural e suas relações
UNIDADE 3 – Trajetória do Patrimônio Cultural
UNIDADE 4 – O patrimônio cultural como atrativo turístico
UNIDADE 5 – Educação patrimonial para o turismo
UNIDADE 6 – Experiências contemporâneas de gestão patrimonial (nacional e internacional).
UNIDADE 7 – Prática

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • DIAS, Reinaldo. Turismo e patrimônio cultural: recursos que acompanham o crescimento das cidades. São Paulo: Saraiva, 2006.
  • FUNARI, P; PELEGRINI, S. Patrimônio histórico e cultural. RJ: Zahar, 2006.
  • FUNARI, Pedro; PINSKI, Jaime. Turismo e Patrimônio Cultural. 4ª edição-São Paulo: Contexto, 2005.
  • PORTUGUEZ, Anderson (Org.). Turismo, Memória e Patrimônio Cultural. 1 Ed. São Paulo: Roca, 2004.

Bibliografia Complementar:

  • ABREU, Regina. “Tesouros Humanos Vivos” ou quando as pessoas transformam-se em patrimônio cultural – notas sobre a experiência francesa de distinção do “Mestres da Arte”. In: Memória e patrimônio: ensaios contemporâneos. Rio de Janeiro: DP&A, 2003.
  • ABREU, Regina; CHAGAS, Mario (Org.). Memória e patrimônio. Rio de Janeiro: DP&A, 2003. p. 21-29.
  • ALMEIDA, Liciane Machado e BASTOS, Michele de Souza. A experiência da cidade de Pelotas no processo de preservação patrimonial. Revista CPC, São Paulo, v.1, n.2, p.96-118, maio/out. 2006.
  • ANICO, Marta. Patrimônio, turismo e políticas culturais autárquicas: conflitualidade ou convergência de interesses. Disponível em:
  • AGOSTINHO, Santo. Confissões. SP. Martin Claret/Tradução Alex Martins, 2005.
  • ARANTES, Antonio Augusto (org.). Produzindo o passado – Estratégias de construção do patrimônio cultural. São Paulo: Brasiliense, 1984.
  • ARIZPE, L.; NALDA, E. Cultura, patrimônio e turismo. In: CANCLINI, N. G. (Coord.) Culturas da Íbero-América: Diagnósticos e propostas para o seu desenvolvimento. Trad.: Ana VeniteFuzato. São Paulo: Moderna, 2003. p. 221-250.
  • ASHTON, Mary Sandra Guerra (org.) Turismo - sinais de cultura. Novo Hamburgo: Ed. FEEVALE, 2001.
  • AZEVEDO, P. Por um inventário do patrimônio cultural Brasileiro. revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.[s.l],19ª edição.
  • BALDISSERA, Rudimar. Reflexões sobre consistências identificatórias e turismo. In: III Semintur: textos selecinados.
  • BARRETO, Margarita. Turismo e Legado Cultural. 1 Ed. São Paulo: Papirus, 2000.
  • BARRETTO, Margarita (Org.) Anuário de Pesquisa do Programa de Mestrado em Turismo. 1 ed. Caxias do SUl. : EDUCS. 2006.
  • BARBOSA, Ycarim Melgaço. O despertar do turismo: uma visão crítica dos não lugares. São Paulo: Aleph, 2001.
  • BARRETO, M. Turismo e legado cultural: as possibilidades do planejamento. Campinas, Papirus: 2000
  • BIESEK, Ana Solange; REJOWSKI, Mirian. Turismo e interpretação do patrimônio cultura em São Miguel das Missões (Rio Grande do Sul-Brasil). In: BARRETTO, Margarita (Org.). Anuário de Pesquisa do Mestrado em Turismo. Caxias do Sul: Educs, 2006, p.15-36.
  • BIESEK, Ana Solange; REJOWSKI, Mirian. Turismo e interpretação do patrimônio cultura em São Miguel das Missões (Rio Grande do Sul-Brasil). In: BARRETTO, Margarita (Org.). Anuário de Pesquisa do Mestrado em Turismo. Caxias do Sul: Educs, 2006, p.15-36.
  • BORGES, Célia. Patrimônio e memória social. Locus, Juiz de Fora, v.5, n.2, p.113-125, 1999.
  • CAMARGO, A. Patrimônio Histórico e Cultural. SP: Aleph, 2002.
  • CAMARGO, Haroldo. Patrimônio e Turismo no Brasil, uma longa relação: história discurso e práticas. Disponível em
  • CANCLINI, Néstor Garcia. O patrimônio cultural e a construção imaginária nacional. In: Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, nº 23. Rio de Janeiro, 1990.
  • CANDAU, J. Antropologia de la memória. Buenos Aires: Nueva visión, 2002.
  • CASTRO, S.R. de. O Estado na preservação de bens culturais. Rio de Janeiro, Renovar, 1991.
  • CERQUEIRA, Fábio Vergara e outros. Educação patrimonial: perspectivas multidisciplinares.Instituto de Memória e Patrimônio e Mestrado em Memória Social e Patrimônio Cultural, Ufpel. Pelotas: Editora da Ufpel, 2008.
  • CHAGAS, Mário. Cultura, patrimônio e memória. In: Ciências e Letras, n. 31, jan-jun 2002. Porto Alegre: Editora da PUC, 2002.
  • COSTA, L.M. De Museologia, Arte e Patrimônio. RJ.IPHAN/Deprom,2000.
  • CHOAY, F.A Alegoria do Patrimônio. SP: Lisboa: edições 70, 2005.
  • FONSECA, M.O patrimônio em processo: trajetória da política federal de preservação no Brasil. RJ. UFRJ: Minc IPHAN, 2005.
  • FUNARI, P; PELEGRINI, S. Patrimônio histórico e cultural. RJ: Zahar, 2006.
  • GASTAL, Susana. Turismo investigação e crítica. SP: Contexto,2002.
  • GIRAUDY, D; BOUILHET,H. O Museu e a Vida. RJ/POA/BH:Fundação Pró-Memória/Instituto Estadual do Livro-RS/UFMG,1990.
  • GONÇALVES, A.B.R.; BOFF, Claudete. Turismo e cultura: a história e os atrativos regionais. Santo Ângelo, RS: Gráfica Venâncio Ayres, 2001.
  • GONÇALVES, José Reginaldo dos Santos. A Retórica da perda: os discursos do patrimônio cultural no Brasil. Rio de Janeiro: Editora UFRJ; IPHAN, 1996.
  • GONÇALVES, José Reinaldo Santos. A Retórica da Perda: os discursos do patrimônio cultural no Brasil. Rio de Janeiro: Editora UFRJ; IPHAN, 1996.
  • GRAMMONT, Anna Maria de. A construção do conceito de Patrimônio Histórico: restauração e cartas patrimoniais. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural - PASOS. Vol. 4. 2006.
  • IPHAN. A invenção do patrimônio. Rio de Janeiro: IPHAN, 1995.
  • IPHAN; IAPH; URI. Levantamento do Patrimônio Cultural e Natural da Região das Missões. Santo Ângelo: 2008. http://www.urisan.tche.br/~iphan>
  • LEMOS, C.A.O. O que é patrimônio histórico. São Paulo, Brasiliense, 1981 (Coleção Primeiros Passos).
  • LOPES, Alice Islabão. Patrimônio Turístico: um olhar pelotense. Pelotas: UCPel, 2007. (Trabalho de conclusão de curso de pós-graduação em Turismo Ambiente e Cultura).
  • MEC. Proteção e revitalização do patrimônio cultural no Brasil: uma trajetória. Brasília, Secretaria do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional/Fundação Pró-memória, n.31, 1980.
  • MEIRA, Ana Lúcia. O passado no futuro da cidade – Políticas públicas e participação dos cidadãos na preservação do patrimônio cultural de Porto Alegre. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2004.
  • MENESES, Ulpiano T. Becerra. Os "usos culturais" da cultura. Contribuição para uma abordagem crítica das práticas e políticas culturais. In: YÁGIZI, Eduardo. CARLOS, Ana Fani. CRUZ, Rita de Cássia. (organizadores). Turismo: espaço, paisagem e cultura São Paulo: Hucitec, 2002. 3ed. p. 88-99
  • MENESES, Ulpiano T. Bezerra de. “A crise da memória, história e documento: reflexões para um tempo em transformações”. In: SILVA, Z. Lopes (Org.). Arquivos, patrimônio e memória: trajetórias e perspectivas. São Paulo: Editora Unesp/Fapesp, 1999. p. 11-29.
  • MONNET, Jérome. “O álibi do patrimônio: crise da cidade, gestão urbana e nostalgia do passado”. Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Brasília: IPHAN, n. 24, p.220-228, 1996.
  • MURTA, Stela Maris; GOODEY, Brian. Interpretação do Patrimônio para visitantes: um quadro conceitual. In: Interpretar o patrimônio: um exercício do olhar. MURTA, Stela Maris; ALBANO, Celina (Orgs.) Belo Horizonte: Ed. UFMG, Território Brasilis, 2002, p.13-46.
  • MURTA, Stela; ALBANO, Celina (Orgs.). Interpretar o patrimônio: um exercício do olhar. Belo Horizonte: Ed. UFMG; Território Brasilis, 2002.
  • NIGRO, Cíntia. “Revitalização Urbana em Áreas Centrais: discussões sobre o caso da cidade de São Paulo”. Geousp, n. 6, p. 49-60, 1999.
  • NORRILD, J. Turismo y patrimônio en el siglo XXI. Buenos Aires: Centro de Investigaciones y Estúdios Turísticos, 2005. p. 11-26.
  • ROIG, Carmem Vera. Futuro sem pretérito? As demolições do patrimônio edificado de Pelotas. Monografia de especialização, Pós-graduação em Artes, IAD, Ufpel, 1997.
  • ROVEDA, Fernando; RIBEIRO, Cleodes M. P. J. Turismo e patrimônio cultural: interpretação do patrimônio para o turismo. In: Anuário de Pesquisa do Mestrado em Turismo. BARRETTO, Margarita (Org.). Caxias do Sul: Educs, 2004, p.127-148.
  • ROVEDA, Fernando; RIBEIRO, Cleodes M. P. J. Turismo e patrimônio cultural: interpretação do patrimônio para o turismo. In: BARRETTO, Margarita (Org.). Anuário de Pesquisa do Mestrado em Turismo. Caxias do Sul: Educs, 2004, p.127-148.
  • SANT'ANNA, M.G. Da cidade-monumento à cidade-documento: a trajetória da norma de preservação de áreas urbanas no Brasil (1937-1990). Dissertação de Mestrado. Salvador, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal da Bahia, 1995.
  • SAPIEZINSKAS, A. Travessa dos Venezianos: um estudo antropológico sobre os significados da casa tombada para os seus moradores. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social)–PPGAS, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2004.
  • SILVA, Tomaz Tadeu; HALL, S; WOODWARD, K. Identidade e diferença: a perspectiva dos Estudos culturais. Petrópolis, RJ: Vozes, 2000.
  • UNESCO. Brasil. Ministério da Cultura. Argentina. Secretaria de Cultura. Anteprojeto de itinerários culturais do Mercosul. Salvador: Ministério da Cultura, 2009.

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
M1 2022 / 1 48 0 Turismo (Bacharelado - Noturno)
Horários
ManhãTardeNoite
SEG19:00 - 19:50
19:50 - 20:40
20:40 - 21:30
21:30 - 22:20
DALILA ROSA HALLAL
Professor responsável pela turma

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
TURISMO E PATRIMÔNIO CULTURAL Turismo (Bacharelado - Noturno)

Página gerada em 06/07/2022 18:36:34 (consulta levou 0.115266s)