Nome da Atividade
LEITURAS ETNOGRÁFICAS II
CÓDIGO
10910070
Carga Horária
60 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CRÉDITOS
4

Ementa

Leitura de pesquisas etnográficas contemporâneas e reflexão sobre sua contribuição para a Antropologia.

Objetivos

Objetivo Geral:

Dar a conhecer diferentes estratégias do método etnográfico, assim como de estilos discursivos.

Conteúdo Programático

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • CLIFFORD, James. A experiência etnográfica: antropologia e literatura no século XX. [s.l.] : [s.n.], 2002.
  • DUARTE, Luiz Fernando Dias. Da vida nervosa nas classes trabalhadoras urbanas. Rio de Janeiro: Zahar; CNPq, 1988.
  • FONSECA, Claudia. Família, fofoca e honra: etnografia de relações de gênero e violência em grupos populares. Porto Alegre : Editora da UFRGS, 2004.
  • MAGNANI. Jose Guilherme C. Mística urbe: um estudo antropológico sobre o circuito neo-esotérico na metrópole. São Paulo: Edusp; Fapesp, 1999.
  • MEAD, Margaret. Sexo e temperamento. São Paulo: Perspectiva, 1988.
  • TURNER, Victor. Florestas de símbolos: aspectos do ritual Ndebu. Niterói: EDUFF, 2005.
  • VELHO, Gilberto. A utopia urbana: um estudo de antropologia social. Rio de Janeiro: Zahar, 1982.
  • WOORTMANN, Klass. A família das mulheres. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro; Brasilia: CNPq, 1987.

Bibliografia Complementar:

  • DA MATTA, Roberto. Relativizando: uma introdução a antropologia social. Rio de Janeiro: Rocco, 1993.
  • MAGNI, Claudia Turra. Nomadismo urbano: uma etnografia sobre mordores de rua em Porto Alegre. Santa Cruz do Sul (RS): Edunisc, 2006
  • RECUERO Carlos Leonardo. Festas religiosas na Ilha dos Marinheiros: os ilhéus entre o sagrado e o profano. Um estudo fotoetnografico. Universidade Federal de Pelotas – Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais (Dissertação de Mestrado). Pelotas, 2008.
  • ROSA, Rogério Reus Gonçalves da. Os Kaigang são diferentes: um estudo etnológico do complexo xamânico dos Kaingang da terra indígena vontouro. Universidade Federal do Rio Grande do Sul – Programa de Pós-graduação em Antropologia Social (Tese de Doutorado). Porto Alegre, 2005.

Página gerada em 25/05/2024 14:39:55 (consulta levou 0.115028s)