Nome da Atividade
ESTÁGIO SUPERVISIONADO III
CÓDIGO
12000348
Carga Horária
75 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
5
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
5
CRÉDITOS
5
NOTA MÉDIA APROVACAO 7 / Sem
exame

Ementa

Planejamento de materiais e de aulas para a inclusão. Reflexões teóricas e práticas sobre a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais em turmas de ensino médio. Docência compartilhada em espaço de ensino de Química que promova a inclusão de alunos com necessidades específicas. Direitos educacionais de adolescentes e jovens.

Objetivos

Objetivo Geral:

GERAL:
Realizar estágio supervisionado em instituição de Ensino Médio. Compartilhar o estágio com professor responsável em uma turma que possui aluno com necessidades educativas específicas. Planejar, executar e avaliar intervenções didáticas em aulas de Química, sob orientação de professor da universidade e supervisão de professor da escola.
ESPECÍFICOS:
Planejar e desenvolver atividades de ensino de Química para alunos com necessidades especiais e, sempre que possível, utilizar-se de alternativas metodológicas diversificadas. Desenvolver competências e habilidades para melhorar o desempenho de práticas escolares durante e após o estágio de regência. Planejar, em conjunto com o professor da escola e dos orientadores de estágio, as atividades para a regência de classe. Desenvolver ações com o desenvolvimento de aprendizagens conceituais, procedimentais e atitudinais, destacando o respeito aos direitos humanos, à diversidade e à inclusão no processo de ensino. Elaborar o relatório de Estágio com relatos e reflexões teóricas sobre a
realidade da sala de aula e do contexto escolar, melhorando compreensões e ações sobre e na prática escolar. Socializar, com apresentação de relato e análise crítica, a prática de estágio supervisionado.

Conteúdo Programático

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • SACRISTÁN, J Gimeno; GÓMES, A. I. Pérez. Compreender e transformar o ensino. 4 ed., Porto Alegre: Artmed, 1998. P.
  • SANTOS, Wildson L.; MALDANER, Otavio A. (Orgs.) Ensino de Química em Foco. Ijuí: Unijuí, 2010.
  • DRAGO, Sonia Lopes Victor; CHICON, José Franscisco (Orgs.) (Org.). A educação inclusiva de crianças, adolescentes, jovens e adultos: avanços e desafios avanços e desafios. Vitória: EDUFES, 2010. 366 p.

Bibliografia Complementar:

  • BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira. Brasília: MEC, 1996.
  • BRASIL. Lei 13.146/2015, de 06 de julho de 2015 - Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Brasília, 2015.
  • PIMENTA, Selma Garrido. O estágio na formação de professores: unidade teoria e prática. 11ª ed. São Paulo: Cortez, 2012.
  • LOPES, Maura Corcini; FABRIS, Elí Henn (Orgs.). Aprendizagem & inclusão: implicações curriculares. Santa Cruz do Sul, RS: EDUNISC, 2010. 270 p. ISBN 9788575782828.,
  • SIAULYS, Mara O. de Campos; ORMELEZI, Eliana Maria; BRIANT, Maria Emília (Org.). A deficiência visual associada à deficiência múltipla e o atendimento educacional especializado: encarando desafios e construindo possibilidades. São Paulo: Laramara, 2010. 302 p. ISBN 9788564177000.
  • DIREITOS da infância, juventude, idoso e pessoas com deficiência. São Paulo Atlas 2014. Recurso online ISBN 9788522486021.

Página gerada em 03/03/2024 04:02:55 (consulta levou 0.054756s)