Nome da Atividade
METABOLISMO DOS COMPOSTOS BIOATIVOS DE ALIMENTOS
CÓDIGO
12000569
Carga Horária
51 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
03
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
03
CRÉDITOS
3

Ementa

Esta disciplina tem por objetivo prover aos estudantes o conhecimento básico sobre mecanismo ou modo de ação dos compostos
bioativos no metabolismo humano, como os aspectos de segurança em matérias-primas alimentícias e alegação de propriedades funcionais e bioativas. Estudar os modelos experimentais de simulação do processo de digestão gastrointestinal, modelos estáticos, dinâmicos e semi-dinâmicos e os conceitos propostos pelos modelos como: biodigestibilidade, bioacessibilidade, biodisponibilidade e metabolismo colônico de compostos bioativos. Discutir desenhos experimentais com foco em compostos bioativos em alimentos e sua
aplicabilidade científica.

Objetivos

Objetivo Geral:

-

Conteúdo Programático

Compostos bioativos: conceitos gerais e alegação de propriedades funcionais. Legislações vigentes sobre o assunto.
Sistema de defesa antioxidante no organismo humano e nos alimentos.
Compostos fenólicos: definição, fontes estrutura, classificação, mecanismo de ação e prospecção de uso em alimentos.
Carotenoides: definição, fontes, estrutura, classificação, mecanismo de ação e prospecção de uso em alimentos.
Ácidos graxos: suas propriedades bioativas e seu metabolismo.
Prebióticos em alimentos: definição, estrutura, classificação e mecanismo de ação. Fontes em matrizes alimentares.
Probióticos em alimentos: definição e interação no metabolismo de compostos bioativos.
Simulação do processo de digestão in vitro.
Modelos de sistema digestão in vitro aplicado a compostos bioativos.
Biodigestibilidade, bioacessibilidade, biodisponibilidade de compostos bioativos em alimentos.
Seminários.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • PIMENTEL, C. V. De Mello Barros. Alimentos funcionais e compostos bioativos. Manole, 2019 recurso on lineISBN 9786555761955
  • SARTI, Flavia Mori. Nutrição e saúde pública produção e consumo de alimentos. São Paulo Manole 2017 1 recurso online ISBN 9788520455616
  • COSTA, Neuza Maria Brunoro; ROSA, Carla de Oliveira Barbosa (Org.). Alimentos funcionais: componentes bioativos e efeitos fisiológicos. 2. ed. Rio de Janeiro: Rubio, 2016. 480 p. ISBN 9788584110544.
  • SAAD, Susana Marta Isay; CRUZ, Adriano Gomes da; FARIA, José de Assis Fonseca (Ed.). Probióticos e prebióticos em alimentos: fundamentos e aplicações tecnológicas. São Paulo: Varela, 2011. 669 p. ISBN 9788577590162
  • CRAIG ROWLANDS, J.C; HOADLEY, J.E. FDA perspectives on health claims for food labels. Toxicology, v. 221, p. 35–43, 2006
  • Brodkorb, A., Egger, L., Alminger, M., Alvito, P., Assuncao, R., Ballance, S., et al. (2019). INFOGEST static in vitro simulation of gastrointestinal food digestion. Nature Protocols, 14, 991–1014
  • Dupont, D., Alric, M., Blanquet-Diot, S., Bornhorst, G., Cueva, C., Deglaire, A., … Van den Abbeele, P. (2019). Can dynamic in vitro digestion systems mimic the physiological reality? Critical Reviews in Food Science and Nutrition, 59(10), 1546–1562
  • Mackie, A., Mulet-Cabero, A. I., & Torcello-Gomez, A. (2020). Simulating human digestion: Developing our knowledge to create healthier and more sustainable foods. Food and Function, 11(11), 9397–9431. https://doi.org/10.1039/d0fo01981j
  • Minekus, M., Alminger, M., Alvito, P., Balance, S., Bohn, T., Bourilieu, C., & Brodkorb, A. (2014). A standardised static in vitro digestion method suitable for food – an international consensus. Food Functional, 5, 1113 – 11124

Página gerada em 22/04/2024 03:22:20 (consulta levou 0.184993s)