Nome da Disciplina
SOCIOLINGÜÍSTICA
CÓDIGO
1320043
Carga Horária
85 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA EAD
1
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
5
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
1
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
3
CRÉDITOS
5
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Análise da língua no contexto social.

Objetivos

Objetivo Geral:

Oferecer aos alunos condições que lhes permitam:
- compreender a importância da Sociolinguística como elemento de valorização do aluno, de seu dialeto materno e de seu meio cultural.

 

Objetivos Específicos:

Oferecer aos alunos condições que lhes permitam:
- compreender a relação entre linguagem e sociedade;
- conhecer as bases da sociolinguística, sobre que pilares se apóia;
- conhecer as principais contribuições dos teóricos mais importantes, no mundo e no Brasil;
- estudar os processos históricos de formação do português brasileiro;
- conhecer os principais estudos e tipos de variação linguística no português brasileiro;
- aplicar a metodologia quantitativa de análise linguística;
- compreender que a variação linguística pode se dar por sexo, faixa etária, classe social, escolaridade etc.
- entender como se dá a mudança linguística ao longo do tempo;
- compreender a importância, para o profissional de Letras, do reconhecimento de que a gramática que todos nós utilizamos é variável.

Conteúdo Programático

Unidade 1: O domínio da Sociolinguística - Premissas da sociolinguística; Características pessoais, estilos linguísticos, características sociais.
Unidade 2: Variação e Mudança Linguística - Variação e categoricidade; Prestígio linguístico; Classes sociais e redes sociais; Gênero; Faixa etária: mudança em tempo aparente; Mudança em tempo real.
Unidade 3: Orientação e atitudes linguísticas - Grupos de referência; Atos de identidade.
Unidade 4: Português de Portugal (PE) x Português Brasileiro (PB) - Algumas características do português do Brasil; origens (diferenciação entre pidgin, crioulo e língua) e desenvolvimento; o contato com as línguas africanas; o contato com as línguas indígenas; o contato com as línguas europeias; o contato com as línguas de fronteira.
Unidade 5: O Português Brasileiro - O conceito de língua materna e suas implicações para o estudo do bilinguismo (alemão-português).
Unidade 6: Bilinguismo e Línguas em contato.
Unidade 7: A pesquisa sociolinguística - gravação de entrevista; audição e transcrição da gravação; anotação de exemplo; codificação dos dados; análise.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • ALKMIM, T. Sociolingüística. In: MUSSALIM E. F. & BENTES, A. Introdução à lingüística: domínios e fronteiras. São Paulo: Cortez, 2001.
  • LABOV, William. Padrões sociolingüísticos. São Paulo: Parábola, 2008.
  • MOLLICA, M. C. & BRAGA, M. L. (org.) Introdução à Sociolingüística – o tratamento da variação. São Paulo: Contexto, 2003.

Bibliografia Complementar:

  • BORTONI-RICARDO, Stella Maris. Educação em língua materna: a sociolingüística na sala de aula. São Paulo: Parábola, 2004.
  • FIORIN, J. L. (org.) Introdução à Linguística: objetos teóricos. São Paulo: Contexto, 2002.
  • GUY, G. & ZILLES, A. Sociolingüística quantitativa: instrumental de análise. São Paulo: Parábola, 2007.
  • MONTEIRO, José L. Para compreender Labov. Petrópolis: Vozes, 2000.
  • TARALLO, F. A pesquisa sociolingüística. São Paulo: Ática, 1985.

Página gerada em 21/07/2019 12:31:33 (consulta levou 0.151817s)