Nome da Disciplina
SEMINÁRIO DE ESTÉTICA E CULTURA VISUAL
CÓDIGO
1448055
Carga Horária
68 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
CRÉDITOS
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

A importância dos valores estéticos como reveladores da expressão cultural; a arte como fonte visual para produção de conhecimento histórico; a obra e a imagem de arte como fonte documental, testemunho histórico, como patrimônio, como expressão artístico-cultural e como objetos materiais com seus diversos modos de usos e apropriações. Estudo das relações entre cultura visual e história.

Objetivos

Objetivo Geral:

.

Conteúdo Programático

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • COSTA, C. Questões de arte: o belo, a percepção estética e o fazer artístico. São Paulo: Moderna, 2004.
  • DIDI-HUBERMAN, G. O que vemos, o que nos olha. São Paulo: Ed.34, 1998.
  • DUARTE JR., João Francisco. O sentido dos sentidos – a educação (do) sensível. Curitiba: Criar Edições, 2006.
  • HERNÁNDEZ, Fernando. Cultura visual, Mudança Educativa e projeto de trabalho. São Paulo: Artmed, 2000.
  • HERNÁNDEZ, Fernando. Catadores da Cultura Visual. Porto Alegre: Mediação, 2007.
  • JIMENEZ, Marc. O que é Estética? São Leopoldo: Ed. UNISINOS, 1999.
  • KOSSOY, Boris. “Fotografia e memória: reconstituição por meio da fotografia”. In: SAMAIN, Etienne (org.). O fotográfico. São Paulo: Hucitec, 1998. (p. 42-43)
  • MARTINS, R. “Educação e Poder: deslocamentos perceptivos e conceituais da cultura visual”; IN: OLIVEIRA, M. & HERNÁNDEZ, F. (orgs.) A Formação do Professor e o Ensino das Artes Visuais. Santa Maria: Editora da UFSM, 2005, p. 133-145.
  • MENESES, Ulpiano. T.B. “Fontes Visuais, cultura visual, história visual. Balanço provisório, propostas cautelares”, In: Revista Brasileira de História. São Paulo, v.23, n. 45, p.11-36.
  • MERLEAU-PONTY, M. Phénoménologie de la Perception. Paris: Gallimard, 1945.
  • MERLEAU-PONTY, M.. L’Oeil et L’Esprit. Paris: Gallimard, 1990
  • MIRZOEFF, Nicholas. An Introduction to visual culture. London: Routlege, 1999
  • MOULIN, R. L’Artiste, L’Institution et le Marché. Paris: Champs/Flammarion, 1997
  • PAIVA, E.F. História & Imagens. Belo Horizonte: Autêntica, 2002
  • TASSINARI, Alberto. O Espaço Moderno. São Paulo: Cosac & Naify, 2001.
  • ZIELINSKY, Mônica. Fronteiras – arte, crítica e outros ensaios. Porto Alegre: UFRGS Ed., 2003.

Página gerada em 18/01/2020 18:31:30 (consulta levou 0.100291s)