Nome da Atividade
RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS
CÓDIGO
15000090
Carga Horária
60 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
2
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Introdução e conceitos. Identificação do problema: tipos de áreas degradadas, legislação e normas. Conceitos e técnicas de remediação. Conceitos e técnicas de biorremediação. Conceitos e técnicas de fitorremediação. Estudos de casos.

Objetivos

Objetivo Geral:

Geral: Estudar os princípios de recuperação de áreas degradadas envolvidos nos diferentes sistemas ambientais (agua, solo) e nas diferentes atividades antrópicas, industriais e agrícolas que degradam o ambiente.

Específicos: Os alunos devem ter o conhecimento dos diferentes tipos de áreas degradadas, bem como das diferentes técnicas que podem ser utilizadas para a recuperação destas áreas, tanto químicas, físicas e biológicas existentes.

Conteúdo Programático

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • GLUFKE, Clarice. Especies florestais recomendadas para recuperAcão de areas degradadas. Porto Alegre: Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul, 1999. 48 p.
  • MORAES, Luiz Fernando Duarte de. Manual técnico para a restauração de Áreas degradadas no estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Instituto de Pesquisas Jardim Botanico do Rio de Janeiro, 2006. 80 p
  • GUERRA, Antonio José Teixeira; JORGE, Maria do Carmo Oliveira (Org.). Processos erosivos e recuperação de áreas degradadas. São Paulo: Oficina de Textos, 2013. 192

Bibliografia Complementar:

  • CRUZ, Ricardo Decker da; PAULETTO, Eloy Antonio (Orientador). Análise espacial da degradação ambiental no município de Capão do Leão, RS. 2011. 123f. Tese(Doutorado em Manejo e Conservação de Solos) - Programa de Pós-Graduação em Manejo e Conservação de Solos, Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel, Universidade Federal de Pelotas, 2011.
  • FILIPPINI ALBA, José Maria. Recuperação de Áreas mineradas: a visão dos especialistas brasileiros. Pelotas: Embrapa Clima Temperado, 2007. 212 p
  • RECUPERACÃO e manejo de areas degradadas no contexto da Embrapa e do SNPA: memoria do workshop. Jaguariuna: EMBRAPA-CNPMA, 1998. 70 p
  • ARAUJO, Gustavo Henrique de Sousa; ALMEIDA, Josimar Ribeiro de; GUERRA, Antonio José Teixeira. Gestão ambiental de áreas degradadas. 9. ed. Rio de Janeiro: Bertrand, 2013. 320p.
  • CAMPOS sulinos: conservação e uso sustentável da biodiversidade. Brasília: MMA. Secretaria de Biodiversidade e Florestas. Departamento de Conservação e Biodiversidade, 2009. 2012 403 p.

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS Engenharia Ambiental e Sanitária (Bacharelado)

Página gerada em 22/10/2020 21:05:23 (consulta levou 0.162537s)