Nome da Atividade
QUÍMICA ANALÍTICA INSTRUMENTAL I
CÓDIGO
1650090
Carga Horária
85 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
3
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
5
CRÉDITOS
5
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Princípios da Análise Instrumental. Métodos Eletroanalíticos e Cromatográficos.

Objetivos

Objetivo Geral:

Fazer com que os alunos adquiram conhecimento de todas as etapas analíticas empregadas em análise química com uso de técnicas instrumentais modernas.

Conteúdo Programático

Unidade 1 – Princípios da análise instrumental
1.1. Introdução e sequência analítica;
1.2. Como selecionar o método instrumental;
1.3. Principais Métodos instrumentais;
1.4. Fatores que afetam a escolha de um método instrumental.
Unidade 2 – Métodos Eletroanalíticos
2.1. Celas eletroquímicas.
- Equação de Nernst.
- Potenciometria direta e titulação potenciométrica.
- Eletrodos de referência e eletrodos indicadores.
- Eletrogravimetria.
- Coulometria e titulação coulométrica.
- Voltametria.
- Amperometria.
- Eletrodos modificados.
Unidade 3 – Técnicas de extração
3.1. Em fase sólida;
3.2. Separação cromatográfica;
3.3. Discussão de termos: rendimento, recuperação, matriz, coeficiente de distribuição, adsorção, purga e trapeamento, "headspace".
Unidade 4 - Princípios básicos de cromatografia
4.1. Modalidades de cromatografia;
4.2.Alguns termos técnicos: discussão de fase estacionária, fase líquida, banda cromatográfica (perfil gaussiano), parâmetros de retenção (distância, volume, tempo) área cromatográfica, eficiência, resolução, processos de partição e de adsorção-dessorção.
Unidade 5 – Cromatografia Líquida
5.1. Planar;
5.2. Coluna;
5.3. Alta eficiência (CLAE);
5.4. Exclusão por tamanho (CET);
5.5. Troca Iônica;
5.6. Dispositivos e equipamentos
5.7. Detectores;
5.8. Amostras típicas;
5.9. Recursos de análise qualitativa e quantitativa.
Unidade 6 – Cromatografia Gasosa
6.1. Convencional (CG);
6.2. Alta resolução (CGAR);
6.3. Aparelhagem para CG e CGAR: gás de arraste, sistema de injeção, colunas, forno de colunas e detectores;
6.4. Amostras típicas;
6.5. Recursos de análise qualitativa e quantitativa.
Unidade 7 – Cromatografia por fluido supercrítico
7.1. Teoria da CFS;
7.2. Aparelhagem para CFS: bomba, injetor, coluna, sistema de aquecimento, restritor e detector;
7.3. Amostras típicas;
7.4. Recursos de detecção e análises quantitativa e qualitativa.
Unidade 8 - Eletroforese convencional e capilar
8.1. Princípio da separação por eletroforese;
8.2. Dispositivos e equipamentos;
8.3. Amostras típicas;
8.4. Recursos de detecção e análises quantitativa e qualitativa.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • 1- C.H. Collins, G.L. Braga, P.S. Bonato, Fundamentos de Cromatografia, Editora da Unicamp, Campinas, 2006.
  • 2- F.R.A. Neto, D.S.S. Nunes, Cromatografia Princípios básicos e técnicas afins, Editora Interciência, Rio de Janeiro, 2003.
  • 3- Gonçalves M. L. S. S. Métodos Instrumentais para Análise de Soluções. Análise Quantitativa. Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, 4ª edição, 2001

Bibliografia Complementar:

  • 1 -Harris, D.C., Análise Química Quantitativa, 7ª Edição, LTC Editora, Rio de Janeiro, RJ, 2009.
  • 2- Vogel, Análise Química Quantitativa, 6ª Edição, LTC, Rio de Janeiro, 2002.
  • 3- Skoog, D.A.; West, D.M.; Holler F.J.; Crouch, S.R., Fundamentos de Química Analítica, Tradução da 8ª edição Norte-Americana, Thomson Learning, São Paulo, 2006.
  • 4- Krug, F.J. Editor. Métodos de Preparo de Amostras, CENA/USP, Piracicaba, 2008.
  • 5- N. Baccan, J.C. de Andrade, O.E.S. Godinho, J.S. Barone, Química Analítica Quantitativa Elementar, 3ª edição, Editora Edgard Blücher, São Paulo, 2005.

Página gerada em 24/02/2024 23:41:13 (consulta levou 0.682027s)