Nome da Atividade
METODOLOGIA EM ARQUEOLOGIA
CÓDIGO
1678098
Carga Horária
68 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
2
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

Disciplina destinada a iniciar e aperfeiçoar a prática de atividades de campo e laboratório em arqueologia. Serão abordadas as diferentes
etapas do trabalho de campo, bem como seus pré-requisitos imediatos (levantamento de fontes escritas, cartográficas e bibliografia
especializada, fontes etnográficas e orais, prospecção de superfície); suas decorrências laboratoriais (curadoria, conservação, análises
crono-tipológicas e arqueométricas); e suas consequências interpretativas. As técnicas operacionais de escavação, análise e gestão do
patrimônio arqueológico serão apresentadas mediante a promoção e o debate de estratégias de intervenção em sítio, levantamentos
topográficos, altimétricos e estratigráficos, documentação escrita, desenho e fotografia arqueológicos, métodos analíticos, publicação de notas de trabalho de campo e ações de interesse público.

Objetivos

Objetivo Geral:

Aperfeiçoar a prática de atividades de campo e laboratório em arqueologia.
Trabalhar as diferentes etapas do trabalho de campo, bem como seus pré-requisitos imediatos (levantamento de fontes escritas, cartográficas e bibliografia especializada, fontes etnográficas e orais, prospecção de superfície); suas decorrências laboratoriais (curadoria, conservação, análises crono-tipológicas e arqueométricas); e suas consequências interpretativas.
Estudar as técnicas operacionais de escavação, análise e gestão do patrimônio arqueológico serão apresentadas mediante a promoção e o debate de estratégias de intervenção em sítio, levantamentos topográficos, altimétricos e estratigráficos, documentação escrita, desenho e fotografia arqueológicos, métodos analíticos, publicação de notas de trabalho de campo e ações de interesse público.

Conteúdo Programático

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • BALME, Jane; PATERSON, Alistair. Archaeology in Practice: a student guide to archaeological analyses. Oxford: Blackwell Publishing, 2006. BERDUCOU, M. C. La conservation en archéologie. Méthodes et pratique de la conservation-restauration des vestiges archéologiques, Ed. Masson, Paris, 1990. CABALLERO ZOREDA, Luis, ESCRIBANO VELASCO, Consuelo (eds.), Arqueología de la Arquitectura - El método arqueológico aplicado al proceso de estudio y de intervención en edificios históricos. Valladolid: Burgos, 1996.

Bibliografia Complementar:

  • CAMPANA, Stefano; PIRO, Salvatore (eds.). Seeing the Unseen: Geophysics and Landscape Archaeology. London: CRC Press, 2009. CRONYN, J.M. The elements of Archaeological Conservation, Ed. Routledge, London, 1990. HARRIS, Edward C.; BROWN III, Marley R.; Brown, Gregory J. (Editors). Practices of archaeological stratigraphy. London: Academic Press, 1993. KENYON, Kathleen. Beginning in Archaeology. London: Dent & Sons, 1971. MOUREY,W. La conservation des antiquités métalliques, Draguignan, 1987. ROSKAMS, Steve. Excavation. Cambridge: Cambridge Un. Press, 2004. STANLEY PRICE, N.P. La conservación en excavaciones arqueológicas, ICCROM, Roma, 1987. WHEELER, Mortimer. Arqueología de Campo (trad.: Jose Luis Lorenzo; rev.: Lauro Jose Zavala). México; Buenos Aires: Fondo de Cultura Economica, 1961.

Página gerada em 02/07/2022 02:35:41 (consulta levou 0.257978s)