Nome da Atividade
Tópicos Especiais em Literatura, Cultura e Tradução I
CÓDIGO
20000455
Carga Horária
68 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA EXERCÍCIOS
2
CRÉDITOS
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

Estudo da tradução de poesia, considerando aspectos da matéria textual, em sentido estrito, e aspectos ligados à tradução como processo de transferência cultural, em sentido mais abrangente.

Objetivos

Objetivo Geral:

Objetivo geral:
Estudar questões de tradução de poesia.

Objetivos específicos:
Explorar teorias da tradução poética.
Discutir parâmetros e modos de análise e crítica de traduções de poesia.

Conteúdo Programático

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • BOSI, Alfredo. O ser e o tempo da poesia. São Paulo: Companhia das Letras, 2010. BERMAN, Antoine. Pour une critique des traductions: John Donne. Paris: Gallimard, 1995. BORGES, Jorge Luis. As versões homéricas. In: . Discussão. Trad. Josely Vianna BRITTO, Paulo Henriques. A tradução literária. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2012. BRITTO, Paulo Henriques. A reconstrução da forma na tradução de poesia. Cadernos de CADERNOS DE TRADUÇÃO: Retranslation in Context. Número editado por Guillermo CAMPOS, Haroldo de. Metalinguagem e outras metas: ensaios de teoria e crítica literária. CANDIDO, Antonio. O estudo analítico do poema. 3ª edição. São Paulo: Humanitas / USP, EVEN-ZOHAR, Itamar. Polysystem Theory. Polysystem Studies. Essays published in FALEIROS, Álvaro. Traduzir o Poema. Cotia, SP: Ateliê Editorial, 2012. FALEIROS, Álvaro. A tradução de poesia no Brasil: a invenção de uma tradição. In: GODOY, Elena. Para entender a versificação espanhola... e gostar dela. Curitiba: IBPEX, GOLDSTEIN, Norma. Versos, sons, ritmos. 14ª edição. São Paulo: Editora Ática, 2006. HOLLANDER, John. Rhyme’s Reason. 3rd ed. New Haven: Yale Nota Bene, 2001. LEFEVERE, André. Tradução, reescrita e manipulação da fama literária. Tradução de MILTON, J. Literary Translation Theory in Brazil. Meta, v. 41, n. 2, p. 217-22, 1996.

Página gerada em 23/01/2021 21:03:18 (consulta levou 0.088490s)