Nome da Disciplina
PRÁTICAS DE CAMPO E LABORATÓRIO
CÓDIGO
21000160
Carga Horária
60 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
2
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CRÉDITOS
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

As técnicas e procedimentos desenvolvidos em campo por diferentes profissionais da área ambiental. Coleta de amostras em campo. Descrição e documentação de características ambientais em campo. As técnicas e procedimentos desenvolvidos em laboratório por diferentes profissionais da área ambiental. Manipulação e preservação de amostras em laboratório.

Objetivos

Objetivo Geral:

Objetivos Gerais:

Proporcionar ao aluno de Gestão Ambiental a oportunidade de vivenciar e praticar atividades de campo e laboratório relacionadas à diferentes áreas do conhecimento, tais como ecologia, biologia, agronomia e química ambiental.
Objetivos Específicos:

- Desenvolver habilidades para interpretação ambiental, visando a correta identificação de ambientes naturais e seu contexto de inserção.

- Vivenciar e executar práticas em laboratório, tais como preparo de amostras para análise posterior por especialistas.

- Conhecer as técnicas de levantamento e amostragem em campo realizadas por especialistas em inventários biológicos.

Conteúdo Programático

Aula 1: Apresentação da disciplina, incluindo o plano de ensino. Conceitos básicos relacionados às práticas de campo e de laboratório.
Aula 2: Saída de campo 1: interpretação ambiental.
Aula 3: Saída de campo 2: interpretação ambiental.
Aula 4: Exercícios
Aula 5: Saída de campo 3: interpretação ambiental.
Aula 6: Exercícios
Aula 7: Apresentação de seminários (avaliação 1)
Aula 8: Inventários biológicos – profissionais envolvidos e pré-requisitos básicos.
Aula 9: Saída de campo 4: obtenção de dados e coleta de material biológico.
Aula 10: Processamento de amostras de material biológico em laboratório; conservação de material biológico em coleções.
Aula 11: Levantamento de dados ambientais, incluindo amostras de água, solo e outros parâmetros em campo; profissionais envolvidos e pré-requisitos básicos.
Aula 12: Saída de campo 5: obtenção de dados ambientais (água, solo e outros) em campo.
Aula 13: Processamento de amostras em laboratório.
Aula 14: Prova (avaliação 2)
Aula 15: Viagem de campo (3 dias) para diferentes regiões do Rio Grande do Sul.
Aula 16: Compilação das informações obtidas em campo e elaboração de relatório.
Aula 17: Seminários para apresentar os relatórios de campo (avaliação 3).

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • CORDAZZO, C. V.; SEELIGER, U. Guia ilustrado da vegetação costeira do extremo sul do Brasil. Rio Grande: FURG, 1988. 275 p.
  • IBAMA. Ecossistemas brasileiros. Brasília: IBAMA, 2001. 49 p.
  • ODUM, Eugene P.; BARRET, Gary W. Fundamentos de ecologia. São Paulo: Cengage Learning, 2007. 2008. 612 p.

Bibliografia Complementar:

  • CAMPBELL, N. A. et al. Biologia. 8 ed. Porto Alegre: Artmed, 2010. 1418p.
  • PILLAR, V.P. et al. Campos sulinos: conservação e uso sustentável da biodiversidade. Brasília: MMA. Secretaria de Biodiversidade e Florestas. Departamento de Conservação e Biodiversidade, 2009. 2012, 403p.
  • PRIMACK, R. B.; RODRIGUES, E. Biologia da Conservação. Londrina: E. Rodrigues, 2001. 328 p.
  • RAMBO, B. A fisionomia do Rio Grande do Sul. 3ª ed. São Leopoldo: UNISINOS, 2000. 485 p.
  • RICKLEFS, R.E. A Economia da Natureza. 6ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan.. 2011.

Página gerada em 11/07/2020 12:12:04 (consulta levou 0.162316s)