Nome da Disciplina
MECÂNICA DOS SOLOS
CÓDIGO
22000120
Carga Horária
60 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
2
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Intemperismo. Perfil típico de alteração. Classificação geotécnica. Índices físico. Granulometria. Limites de consistência. Classes de maciços rochosos: graus de alteração, coesão, e fraturamento. Índice de Qualidade de Rocha. Classificações geomecânicas. Distribuição de tensões no solo. Compressibilidade dos solos. Resistência ao cisalhamento. Empuxos de terra e estruturas de arrimo.

Objetivos

Objetivo Geral:

O aluno deverá adquirir conhecimentos sobre as propriedades mecânicas e hidráulicas dos solos, visando à elaboração e execução de projetos que utilizam solos, quer como material de construção ou como fundação.

 

Objetivos Específicos:

a) Propiciar uma leitura da paisagem relacionada às ocorrências de solo.
b) Desenvolver a percepção das peculiaridades de comportamento dos diversos tipos de solo.
c) Apreender as propriedades mecânicas e hidráulicas dos solos.
d) Conhecer as técnicas para melhoramento dos solos.

Conteúdo Programático

1. INTRODUÇÃO
2. SOLOS EM REGIÕES DE CLIMA TROPICAL ÚMIDO
2.1. Formação
3.2. Perfis de solos peculiares
2.3. Condições de ocorrência
2.4. Drenagem
3. TIPO DE SOLO
3.1. Distribuição granulométrica
3.2. Composição mineralógica
3.3. Proporção relativa da fração fina e da fração grossa
3.4. Método MCT
4. ESTADO DO SOLO
5. SOLOS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
6. INVESTIGAÇÃO DO SUBSOLO
7. TENSÕES EM SOLO
7.1. Tensões devidas ao peso próprio
7.2. Princípio das tensões efetivas
7.3. Distribuição das tensões verticais devido às cargas aplicadas
8. DEFORMABILIDADE
1. INTRODUÇÃO
2. SOLOS EM REGIÕES DE CLIMA TROPICAL ÚMIDO
2.1. Formação
3.2. Perfis de solos peculiares
2.3. Condições de ocorrência
2.4. Drenagem
3. TIPO DE SOLO
3.1. Distribuição granulométrica
3.2. Composição mineralógica
3.3. Proporção relativa da fração fina e da fração grossa
3.4. Método MCT
4. ESTADO DO SOLO
5. SOLOS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
6. INVESTIGAÇÃO DO SUBSOLO
7. TENSÕES EM SOLO
7.1. Tensões devidas ao peso próprio
7.2. Princípio das tensões efetivas
7.3. Distribuição das tensões verticais devido às cargas aplicadas
8. DEFORMABILIDADE
8.1. Compressibilidade
8.2. Colapsibilidade
8.3. Relação entre o tipo de solo e a compressibilidade
8.4. Expansão/contração dos solos
8.5. Relação entre o tipo de solo e a expansão/contração
9. RESISTÊNCIA AO CISALHAMENTO
9.1. Coesão real
9.2. Relação entre o tipo de solo e a coesão real
9.3. Parâmetros de resistência ao cisalhamento
9.4. Relação entre o tipo de solo e os parâmetros de resistência ao cisalhamento
10. PERMEABILIDADE
10.1. Lei de Darcy
10.2. Ensaios laboratoriais
10.3. Ensaios de campo
10.4. Relação entre o tipo de solo e a permeabilidade
11. RESISTÊNCIA À EROSÃO HÍDRICA
11.1. Fenomenologia
11.2. Ensaios laboratoriais
11.3. Erodibilidade dos solos
11.4. Relação entre o tipo de solo e a resistência à erosão hídrica
12. MELHORAMENTO DOS SOLOS
12.1. Compactação
12.2. Relação entre o tipo de solo e a compactação
12.3. Estabilização com mistura de solos
12.4. Estabilização química

Bibliografia

Bibliografia Básica:

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
M1 2019 / 1 45 29 Engenharia Hídrica (Bacharelado)
Horários
ManhãTardeNoite
SEX13:30 - 14:20
14:20 - 15:10
15:10 - 16:00
16:00 - 16:50
LUIS EDUARDO AKIYOSHI SANCHES SUZUKI
Professor Regente

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
MECÂNICA DOS SOLOS Engenharia Hídrica (Bacharelado)

Página gerada em 16/06/2019 19:57:09 (consulta levou 0.160137s)