Nome da Atividade
METODOLOGIA DA PESQUISA SOCIOLÓGICA
CÓDIGO
D000492
Carga Horária
68 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
CARGA HORÁRIA EXERCÍCIOS
0
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
0
CARGA HORÁRIA EAD
0
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CRÉDITOS
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

A disciplina integra os principais elementos da pesquisa em sociologia, apontando para o
desenvolvimento do projeto de pesquisa de dissertação do aluno. Visa mostrar a integração
entre os elementos teóricos e metodológicos e os procedimentos de investigação.
Apresentam-se as principais abordagens metodológicas na área da Sociologia,
desenvolvendo-se concomitantemente técnicas de pesquisa quantitativas e qualitativas.
Além dos aspectos mencionados, são abordados procedimentos de organização e análise da
informação.

Objetivos

Objetivo Geral:

Fornecer aos alunos os elementos teóricos e técnicos para o desenvolvimento da pesquisa
sociológica, ressaltando as relações entre teoria, objetivos e método, assim como conhecer as
etapas do processo de pesquisa: a escolha do tema e a exploração inicial, a definição da teoria
e dos conceitos, a elaboração de problema, objetivos e hipóteses, assim como, a escolha dos
instrumentos de coleta de dados e os métodos de análise.

Objetivo(s) específico(s):

1. Analisar a diferença entre problema social e problema científico
2. Apresentar as etapas do processo de investigação sociológica.
3. Analisar as funções da teoria.
4. Analisar o processo de construção do objeto científico
5. Conhecer os principais métodos e as técnicas de levantamento de dados
6. Conhecer os principais métodos de análise de dados

Conteúdo Programático

I. A postura sociológica: afastar-se das pré-noções e a construção do objeto
II. A revisão bibliográfica: a perspectiva teórica e o estado da arte
III. O método de pesquisa: técnicas de coleta de dados e métodos de análise

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • ACKOFF, R.L. Planejamento de Pesquisa social. Herder, 1967. BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Porto : Edições 70, 1995. BAUER, Martin W.; GASKELL, George. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som; um manual prático. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002. BECKER, Howard- Uma teoria da ação coletiva. Rio de Janeiro, Zahar, 1997 BECKER, Howard. Métodos de pesquisa em ciências sociais. São Paulo: HUCITEC, 1993. BECKER, Howard. Segredos e truques da pesquisa. Rio de Janeiro, Zahar, 2007. BERGER, Peter et LUCHMAN. La construcción social de la realidad. Buenos Aires, Amorrortu, 1994. b BÊRNI, Duilio de Ávila. Técnicas de pesquisa em economia; transformando curiosidade em conhecimento. São Paulo: Saraiva, 2002. BIANCHI, Álvaro. Temas e problemas nos projetos de pesquisa. Estudos de Sociologia. UNESP, V.7/8, n. 13/14, 2o 2002/ 1o 2003, ,p.75-91. BESSON, Jean Louis (ORG.) A ilusão das estatísticas. São Paulo: UNESP, 1995. BOUDON, T. e BARRICAUD, F. Dicionário crítico de Sociologia. São Paulo: Atica, 1993.BOURDIEU, P.; CHAMBOREDON, J. C.; PASSERON, J. C. O ofício de sociólogo; metodología da pesquisa na sociologia. 5a. ed. Petrópolis: Vozes, 2005. BRANDÃO, Carlos R. Repensando a pesquisa participante. São Paulo: Brasiliense, 1984. BRUYNE, P.;HERMAN, J. SCHOUTHEETE, M. Dinâmica da pesquisa em Ciências Sociais. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1977. CARDOSO, C. e VAINFAS, R. (Orgs). Domínios da História: ensaios de teoria e metodologia. Rio de Janeiro, Campus, 1997. b CARDOSO, Ruth (Org.). A Aventura Antropológica - teoria e pesquisa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986 CAMPENHOOUDT, Luc Van. Introdução à análise dos fenômenos sociais.Lisboa: Gradiva, 2003 CASTRO, C. de Moura. A prática da pesquisa. São Paulo: McGraw-Hill do Brasil, 1977. CHALMERS, A. A fabricação da ciência. São Paulo: UNESP, 1994. Cap.3, p. 39-59. CHALMERS, A. O que é ciência afinal? São Paulo: Brasiliense, 1993. CHAMPAGNE, Patrick; LENOIR, Remi; MERLLIÉ, Dominique; PINTO, Louis. Initiation a la pratique sociolog

Bibliografia Complementar:

  • CHIZZOTTI, A. pesquisa em Ciências Humanas e Sociais. São Paulo: Cortez, 1995. b DAUMARD, Adeline et al. História Social do Brasil: teoria e metodologia. Curitiba, EdUFPr, 1984. DEMO,Pedro. Metodologia científica em ciências sociais. São Paulo: Atlas, 1981. DURHAM, Eunice Ribeiro. A reconstituição da realidade. São Paulo: Ática, 1978. ECO, Umberto. Como se faz uma tese. São Paulo: Perspectiva, 1983. FERNANDES, Florestan. A reconstrução da realidade nas ciências sociais. In: FERNANDES, Florestan. Fundamentos empíricos da explicação sociológica. 2a ed. São Paulo: Nacional, 1967. FLICK, Uwe. Uma introdução à Pesquisa Qualitativa. Tradução de Sandra Netz. 2.ed. Porto Alegre: Bookman, 2004. GALLIANO, A. Guilherme. O método científico; teoria e prática. São Paulo: HARBRA, 1979. GOODE, W. e HAT, P. Métodos em pesquisa social. São Paulo: Nacional, 1975. HIRANO,Sedi (org.). Pesquisa social; projeto de planejamento. São Paulo: Queiroz, 1979. KIDDER, Louise( ORG). Métodos de pesquisa nas relações sociais São Paulo: EPU, 1987. b LAKATOS, Eva Maria & MARCONI, Marina de Andrade. Metodologia científica. São Paulo: Atlas, 1991. LAKATOS, Eva Maria & MARCONI, Marina de Andrade. Metodologia do trabalho científico; procedimentos básicos; pesquisa bibliográfica, projeto e relatório; publicações e trabalhos científicos. São Paulo: Atlas, 1983. MAY, Tim. Pesquisa social; questões, métodos e processos. 3.ed. Porto Alegre: Artmed, 2004. MARINAS, J. e SANTAMARINA, C. La historia oral: métodos y experiências. Madrid: Debate, 1993 MELUCCI, Alberto. Por uma sociologia reflexiva. Pesquisa qualitativa e cultura. Petrópolis: Vozes, 2005. MINAYO, Ma Cecília (ORG.) Pesquisa social. Teoria, método e criatividade. Petrópolis, Vozes,1998.

Página gerada em 25/07/2021 19:12:52 (consulta levou 0.084198s)