Nome da Atividade
TEORIA E HIST. DA ARQUIT. URBAN. E PAISAG. 3
CÓDIGO
0120142
Carga Horária
34 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
2
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
2
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

A arquitetura e as formas de ocupação do território dos povos americanos antes da chegada dos europeus. Exemplares dos povos indígenas do Brasil e do Rio Grande do Sul, comparados com o das outras partes das Américas. A ocupação do território das Américas pelo colonizador ibérico: a implantação da rede de cidades e a arquitetura colonial brasileira.

Objetivos

Objetivo Geral:

Conteúdo Programático

Unidade 1 – Os povos indígenas da América.
1.1. Incas, Maias e Astecas.
1.2. Arquitetura e cidades.
Unidade 2 – Os povos indígenas do Brasil e do Rio Grande do Sul.
2.1. Organização social e política.
2.2. Assentamentos e arquitetura.
Unidade 3 – O processo de urbanização e a arquitetura colonial na América Latina.
3.1. A colonização espanhola e a Lei das Índias.
3.2. A colonização portuguesa e a Provisão Real.
Unidade 4 – Os núcleos urbanos e a arquitetura colonial no Brasil.
4.1. O processo de urbanização: povoados, vilas e cidades.
4.2. As fortificações, arquitetura religiosa, arquitetura civil.
Unidade 5 – A expansão meridional da colônia.
5.1. A fundação da província de São Pedro: urbanização e arquitetura.
5.2. A colônia do Santíssimo Sacramento.
5.3. As missões jesuíticas.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • ÁVILA, Affonso (et al.). Barroco mineiro: glossário de arquitetura e ornamentação. São Paulo: Fundação João Pinheiro, Fundação Roberto Marinho, Companhia Editora Nacional; 1980. (Vol. 1: glossário de arquitetura; Vol. 2: glossário de ornamentação).
  • CORONA, Eduardo; LEMOS, Carlos A. C. Dicionário da Arquitetura Brasileira. São Paulo: EDART / São Paulo Livraria Editora; 1972.
  • COSTA, Campelo. Sistemas construtivos na arquitetura do Brasil. Revista Projeto, São Paulo, n. 27, p. 16-26, fev. 1981.
  • LEMOS, Carlos A. C. Arquitetura Brasileira. São Paulo: Melhoramentos / Editora da Universidade de São Paulo; 1979.
  • LIMA Jr., Genival. Arquitetura vernacular praieira. Recife: animarte consultoria; 2007.
  • MASCARELLO, Sonia N. P. R. Arquitetura Brasileira: elementos, materiais e técnicas construtivas. São Leopoldo: Universidade do Vale do Rio dos Sinos; 1982.
  • REIS Fº, Nestor Goulart. Quadro da Arquitetura no Brasil. 6 ed. São Paulo: Perspectiva; 1987. (Coleção Debates, 18).
  • REIS Fº, Nestor Goulart. Contribuição ao estudo da evolução urbana no Brasil: 1500 / 1720. 2ed. rev. e ampl. São Paulo: Pini; 2000.
  • RODRIGUES, José Wasth. Documentário arquitetônico relativo à antiga construção civil no Brasil. 4 ed. Belo Horizonte: Itatiaia; São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo; 1979. (Reconquista do Brasil; Nova Série, 1).
  • VASCONCELLOS, Sylvio. Vocabulário arquitetônico. Belo Horizonte: Escola de Arquitetura / UMG; 1961.
  • WEIMER, Günter (org.). A arquitetura no Rio Grande do Sul. 2ed. Porto Alegre: Mercado Aberto; 1987. (Documenta, 15).
  • WEIMER, Günter (org.). Urbanismo no Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Mercado Aberto / UFRGS Editora da Universidade; 1992.
  • WEIMER, Günter. A arquitetura. 3ed. Porto Alegre: Editora da UFRGS; 1999. (Coleção Síntese rio-grandense, 12-13).
  • WEIMER, Günter. Origem e evolução das cidades rio-grandenses. Porto Alegre: Livraria do Arquiteto; 2004.

Bibliografia Complementar:

  • AZEVEDO, Fernando de. Canaviais e engenhos na vida política do Brasil. 2 ed. São Paulo: Melhoramentos; 194(?). (Coleção Obras Completas, volume XI).
  • BOSCHI, Caio C. O Barroco Mineiro: artes e trabalho. São Paulo: Brasiliense; 1988. (Coleção Tudo é História; 123).
  • BRUXEL, Arnaldo. Os trinta povos guaranis: panorama histórico-institucional. Porto Alegre; Livraria Sulina Editora: 1978. (Coleção Temas Gaúchos).
  • CAMPELLO, Glauco de Oliveira. O brilho da simplicidade: dois estudos sobre arquitetura religiosa no Brasil colonial. Rio de Janeiro: Casa da Palavra; 2001.
  • CARVALHO, Benjamin de A. Duas Arquiteturas no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira; 1961. (Retratos do Brasil, 8).
  • FONTANA, Ricardo. As obras dos engenheiros militares Galluzzi e Sambuceti e do arquiteto Landi no Brasil colonial do século XVIII. Brasília: Senado Federal, Conselho Editorial; 2005.
  • MACHADO, Rosangela Maria de Melo. Fortalezas da Ilha de Santa Catarina: um panorama. Florianópolis: Imprensa Universitária da UFSC; 1994.
  • MARX, Murilo. Cidade brasileira. São Paulo: Melhoramentos / Editora da Universidade de São Paulo; 1980.
  • PINHEIRO, Eloísa Petti; GOMES, Marco Aurélio A. de Filgueiras (orgs.). A cidade como história: os arquitetos e a historiografia da cidade e do urbanismo. Salvador: EDUFBA; 2004.
  • RODRIGUES, José Wasth. A casa de moradia no Brasil antigo. In: Arquitetura Civil I. São Paulo: FAUUSP; 1975. p. 285-318. (V. 1).
  • SAIA, Luís. Morada Paulista. São Paulo: Perspectiva; 1972. (Coleção Debates, 63).

Página gerada em 18/09/2020 04:09:39 (consulta levou 1.225402s)