Nome da Atividade
TEORIA E HIST. DA ARQUIT. URBAN. E PAISAG. 6
CÓDIGO
0120145
Carga Horária
34 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
2
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
2
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

Arquitetura, cidade e paisagem na Europa e nos Estados Unidos a partir da década de 60. A pós-modernidade, suas origens e rebatimentos na arquitetura, no urbanismo e no paisagismo. A arquitetura e urbanismo na América Latina. A arquitetura e urbanismo no Brasil pós Brasília. Arquitetura, urbanismo e paisagismo na contemporaneidade.

Objetivos

Objetivo Geral:

Conteúdo Programático

Unidade 1 – A pós-modernidade e suas repercussões na arquitetura, no urbanismo e no paisagismo.
1.1. Origens do pós-modernismo: o questionamento dos princípios e da produção da modernidade.
1.2. Pós-modernismo na Europa e nos Estados Unidos.
1.3. Pós-modernismo na América Latina e no Brasil.
Unidade 2 – Arquitetura, urbanismo e paisagismo contemporâneos.
2.1. Arquitetura, urbanismo e paisagismo contemporâneos na Europa e nas Américas.
2.2. Arquitetura, urbanismo e paisagismo contemporâneos no Brasil.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • BASTOS, Maria Alice Junqueira. Pós-Brasília: rumos da arquitetura brasileira. São Paulo: Perspectiva: FAPESP; 2003. (Coleção Estudos, 190).
  • BASTOS, Maria Alice Junqueira; ZEIN, Ruth Verde. Brasil: arquiteturas após 1950. São Paulo: Perspectiva; 2010.
  • CEJKA, Jan. Tendencias de la arquitectura contemporanea. Barcelona: Gustavo Gili; 1995.
  • COLIN, Silvio. Pós-modernismo: repensando a arquitetura. Rio de Janeiro: UAPÊ; 2004.
  • MARQUES, Sergio Moacir. A revisão do movimento moderno (?): arquitetura no Rio Grande do Sul dos anos 80. Porto Alegre: Ritter dos Reis; 2002.
  • MONEO, Rafael. Inquietação teórica e estratégia projetual na obra de oito arquitetos contemporâneos. São Paulo: Cosac Naify; 2008.
  • VENTURI, Robert. Complexidade e contradição em arquitetura. São Paulo: Martins Fontes; 1995.

Bibliografia Complementar:

  • BLOOMER, Kent C.; MOORE, Charles W. Cuerpo, memoria y arquitectura. Madri: Hermann Blume; 1982. (Série El diseño del entorno).
  • DEL RIO, Vicente. A criatividade e os ventos dominantes na arquitetura. Caxias do Sul: CAU/UCS; 1996. (Cadernos de Arquitetura, Série Debates 1).
  • MONTANER, Josep Maria. Depois do movimento moderno: arquitetura da segunda metade do século. Barcelona: Gustavo Gili; 2009.
  • MOORE, Charles; ALLEN, Gerald; LYNDON, Donlyn. La casa: forma y diseño. 6 ed. Barcelona: Gustavo Gili; 1999. (Coleção Reprints).
  • NESBITT, Kate (org.). Uma nova agenda para a arquitetura: antologia teórica (1965-1995). São Paulo: Cosac Naify; 2006.
  • SANTA CECÍLIA, Bruno Luiz Coutinho. Éolo Maia: complexidade e contradição na arquitetura brasileira. Belo Horizonte: Editora UFMG; 2006.
  • SEGAWA, Hugo. Arquiteturas no Brasil: 1900-1990. São Paulo: Edusp; 1998.
  • ZEIN, Ruth Verde. O lugar da crítica. Porto Alegre: Ritter dos Reis; 2001.

Página gerada em 31/07/2021 02:33:12 (consulta levou 5.234601s)