Nome da Atividade
CONFORTO AMBIENTAL - ACÚSTICA ARQUITETÔNICA
CÓDIGO
0620047
Carga Horária
34 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
2
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
1
CARGA HORÁRIA EXERCÍCIOS
1
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
2
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

Estudo dos conceitos e princípios de propagação do som aplicado ao projeto de tratamento acústico dos edifícios. Isolamento acústico. Tratamento acústico de auditórios e salas especiais. Elementos e dispositivos de tratamento acústico dos edifícios.

Objetivos

Objetivo Geral:

Conteúdo Programático

Unidade 1 – Fundamentos de acústica.
1.1. Introdução à Acústica arquitetônica.
1.2. Som: principais conceitos.
1.3. Unidades de medida – Decibel; Níveis de potência, intensidade e pressão acústica; Exposição ao ruído ambiental.
1.4. Exposição ao ruído ambiental. Prática de uso do decibelímetro e análise ambiental quanto à adequação às normativas vigentes.
Unidade 2 – Acústica dos espaços abertos.
2.1. A interface do som com os fatores ambientais; Propagação do som no ambiente exterior; Atenuação do som; Barreiras acústicas naturais e artificiais. Concha acústica e auditório ao ar livre.
Unidade 3 – Condicionamento acústico.
3.1. Propagação do som em recintos fechados; Ressonância; Tempo de Reverberação; Coeficiente de absorção – absorção de uma sala.
3.2. Tempo de Reverberação; Coeficiente de absorção – absorção de uma sala. Aula prática: cálculo do tempo de reverberação da sala de aula.
3.3. Distribuição uniforme do som; Geometria do espaço – reflexões; Requisitos espaciais para auditórios. Comportamento sonoro de salas especiais.
Unidade 4 – Isolamento acústico
4.1. Transmissão do som entre locais; Soluções construtivas: paredes, recobrimentos elásticos, pisos flutuantes, portas e janelas; Reduções do isolamento teórico: orifícios e rachaduras, pontes acústica, sistemas de ar condicionado, forro falso, transmissão via estrutura; Isolamento requerido por normativa.
4.2. Cálculo do isolamento acústico.
Unidade 5 – Projeto de tratamento acústico de espaços interiores.
5.1. Exercício prático de projeto de tratamento acústico em salas especiais.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • CARVALHO, Régio Paniago. Acústica arquitetônica. 2.ed. Brasília: Thesauros Editora de Brasília; 2010.
  • SOUZA, Léa Cristina Lucas de. Bê-a-bá da acústica arquitetônica: ouvindo a arquitetura. São Carlos: EdUFSCar; 2006.
  • COSTA, Enio C. Acústica técnica. São Paulo: Edgard Blücher; 2003.
  • Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT. NBR15575 – Edifícios habitacionais de até cinco pavimentos – Desempenho. Rio de Janeiro: ABNT; 2010.
  • Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT. NBR10151- Avaliação do ruído em áreas habitadas visando o conforto da comunidade. Rio de Janeiro: ABNT; 2000.
  • Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT. NBR 14313- Barreiras acústicas para vias de tráfego - Características construtivas. Rio de Janeiro: ABNT; 1999.
  • Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT. NBR 12179- Tratamento acústico em recintos fechados. Rio de Janeiro: ABNT; 1992.
  • Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT. NBR 10152- Níveis de Ruído para Conforto Acústico. Rio de Janeiro: ABNT; 1987.
  • Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT. NBR 8572- Fixação de valores de redução de nível de ruído para tratamento acústico de edificações expostas ao ruído aeronáutico. Rio de Janeiro: ABNT; 1984.

Página gerada em 19/08/2022 05:15:16 (consulta levou 0.120249s)