Nome da Disciplina
ANTROPOLOGIA DA RELIGIÃO II
CÓDIGO
1670064
Carga Horária
68 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

Este curso visa apresentar como a Antropologia, ciência comprometida com a
compreensão da alteridade, encara a religião, esta, marcada pela sua
irredutibilidade às interpretações exteriores a ela. A Antropologia busca
analisar a religião mais pela significação que esta produz através de sua
simbologia, cosmologia e ritualização do que pelas “verdades”
transcendentes que esta diz comportar. Nesse sentido, pode-se falar em uma
área da Antropologia, a Antropologia da Religião. Dentro deste enfoque serão
analisados temas centrais dessa disciplina, como: Mito, Rito e Magia.

Objetivos

Objetivo Geral:

Estudar os autores e temas clássicos do pensamento antropológico e
sociológico sobre a religião, o sentido e a formulação dos seus principais
problemas e a presença atual das perspectivas.

Conteúdo Programático

1. A Teoria antropológica e o fenômeno religioso
2. O Poder Mágico
3. Dimensão mitológica
4. Simbolismo Ritual

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • EVANS-PRITCHARD, Edward Evan. A religião e os Antropólogos. Religião e Sociedade, v.13, n.1. Rio de Janeiro, 1986.
  • EVANS-PRITCHARD, Edward Evan. Bruxaria, oráculos e magia entre os Azande. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.
  • FILORAMO, Giovanni; PRANDI, Carlo. As ciências das Religiões, São Paulo: Paulus, 1999.
  • FRAZER, James. O ramo de ouro. Rio de Janeiro: Editora Guanabara, 1991.
  • GOLDMAN, Márcio. Possessão no candomblé. Religião e Sociedade, v. 12, n. 1, 1985.
  • MALINOWSKI, Bronislaw. Magia, ciência e religião. Lisboa: Edições 70, 1984.
  • MAUSS, Marcel. Sociologia e Antropologia. São Paulo, EPV/EDUSP, 1974.
  • LÉVI-STRAUSS, Claude. Antropologia Estrutural. São Paulo: Tempo Brasileiro, 1991.
  • LÉVI-STRAUSS, Claude. Antropologia Estrutural. São Paulo: Tempo Brasileiro, 1991.
  • SAHLINS, Marshal. Ilhas de História. Rio de Janeiro: Zahar, 1994.

Bibliografia Complementar:

  • LARAIA, Roque. Mito e linguagem social. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1970.
  • LIENHARDT, Godfrey. Antropologia Social. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1973.
  • LEACH, Edmund. Reader in comparative religion. New York: Harper & Row, 1979.
  • LEENHARDT, Maurice. O mito. Religião e Sociedade, v. 98. Rio de Janeiro, 1987.
  • LÉVI-STRAUSS, Claude. O cru e o cozido. São Paulo: Brasiliense, 1991.
  • LÉVI-STRAUSS, Claude. Mito e significado. Lisboa: Edições 70, 1980.

Página gerada em 12/12/2018 17:06:33 (consulta levou 0.114792s)