Nome da Atividade
TÓPICOS DE TEORIAS DA HISTÓRIA
CÓDIGO
1660114
Carga Horária
68 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

História e pós-modernidade. A nova história política como análise das relações de poder. As implicações do debate acerca da volta da narrativa: história e ficção, história e representação. A emergência da memória na história e a delimitação dos conceitos. A microhistória como desafio teórico-metodológico. História cultural e marxismo na historiografia contemporânea. Limites e possibilidades de uma história vista debaixo.

Objetivos

Objetivo Geral:

Aprofundar temas de Teorias da História correntes nos debates da historiografia contemporânea.

Conteúdo Programático

Unidades Temáticas:
Crise da modernidade ou pós-modernidade na história.
História e narrativa.
História e memória.
A microhistória.
História Cultural.
O marxismo na historiografia contemporânea.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • BURKE, Peter (org.). A escrita da história: novas perspectivas. São Paulo: Editora da Universidade Estadual Paulista, 1992. GAGNEBIN, Jeanne Marie. Sete aulas sobre linguagem, memória e história, Rio de Janeiro: Imago, 1997. HOBSBAWM, Eric. Sobre História. São Paulo: Companhia das Letras, 1998. TÉTART, Philippe. Pequena história dos historiadores. Bauru, SP: EDUSC, 2000.

Bibliografia Complementar:

  • BIBLIOGRAFIA Bibliografia Básica: BURKE, Peter (org.). A escrita da história: novas perspectivas. São Paulo: Editora da Universidade Estadual Paulista, 1992. GAGNEBIN, Jeanne Marie. Sete aulas sobre linguagem, memória e história, Rio de Janeiro: Imago, 1997. HOBSBAWM, Eric. Sobre História. São Paulo: Companhia das Letras, 1998. TÉTART, Philippe. Pequena história dos historiadores. Bauru, SP: EDUSC, 2000. Bibliografia complementar: ALBUQUERQUE JR, Durval Muniz de. Mennochio e Rivière: criminosos da palavra, poetas do silêncio. Revista Resgate, no 2, Campinas, Papirus, Centro de Memória, 1991, (48-56). ANDERSON, Perry. Considerações sobre o marxismo ocidental. Porto: Afrontamento, s/d. BARROS, José D’Assunção. O Campo da História: especialidades e abordagens. 4. ed. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2004. BACZKO, Bronislaw. Imaginação social. In: Enciclopédia Einaudi. Lisboa: Antropos, 1985. BERGSON, Henri. Matéria e Memória. São Paulo: Martins Fontes, 1999. BERMANN, Marshall. Tudo que é sólido desmancha no ar. São Paulo: Companhia das Letras, 1986. BOSI. Alfredo [et al.] Gêneros de fronteira: cruzamentos entre o histórico e o literário. São Paulo: Xamã, 1997 BOUTIER, Jean e JULIA, Dominique (orgs) Passados recompostos: campos e canteiros da história. Rio de Janeiro: UFRJ/FGV, 1998. BRESCIANI, Stella e NAXARA, Márcia (org) .Memória e (res)sentimento: indagações sobre uma questão sensível. Campinas: Editora da UNICAMP, 2001. BURGUIÈRE, André. Dicionário das Ciências Históricas. Rio de Janeiro: Imago, 1993. BURKE, Peter (org.). A escrita da história: novas perspectivas. São Paulo: Unesp, 1992. _____. Variedades de história cultural. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000. _____. O que é história cultural? Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005. BARTHES, Roland. O rumor da língua. São Paulo: Brasiliense, 1988. CADIOU, François [et all]. Como se faz a história. Historiografia, Método e Pesquisa. Petrópolis: Vozes, 2007. CARDOSO, Ciro F.

Página gerada em 17/08/2022 12:49:40 (consulta levou 0.059524s)