Nome da Disciplina
EDUCAÇÃO PATRIMONIAL
CÓDIGO
1660021
Carga Horária
68 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
4
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

A disciplina abordará a educação patrimonial como um processo permanente e sistemático, centrado no patrimônio cultural como instrumento de afirmação da cidadania

Objetivos

Objetivo Geral:

Envolver a comunidade na preservação do patrimônio, levando-a a apropriar-se e a usufruir dos bens e valores que o constituem

 

Objetivos Específicos:

Estudar a educação patrimonial como instrumento de desenvolvimento individual e coletivo, e de diálogo entre a sociedade e os órgãos responsáveis pela promoção do patrimônio cultural.
Tornar acessível as pessoas os instrumentos e a leitura crítica dos bens culturais.
Experimentar e desenvolver metodologias de educação patrimonial.
Promover a produção de novos conhecimentos sobre a dinâmica cultural e seus resultados

Conteúdo Programático

Introdução à educação patrimonial. Patrimônio vivo: a dinâmica cultural. A necessidade do passado. A memória. O objeto cultural como fonte primária do conhecimento. Monumento. Patrimônio urbano. Patrimônio artístico. Centros históricos. Sítios arqueológicos. Tombamento. Estudo de caso: Museu/Sítio arqueológico/Centro histórico/Patrimônio rural.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • ARANTES, Antônio. Produzindo o passado: Estratégias da construção do patrimônio cultural. São Paulo: Brasiliense, 1984. BARROSO, Vera. Arquivos e documentos textuais: antigos e novos desafios. IN: Revista Ciências e Letras, n. 27. Porto Alegre: Faculdade Porto Alegrense de Educação, Ciências e Letras, jan./jun. 2000, p. 197-206. BENJAMIN, Walter. Charles Baudelaire: um lírico no auge do capitalismo. São Paulo Brasiliense, 1989. Obras Escolhidas, v. 3. CERTEAU, Michel. Andando na cidade. IN: Revista do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, n. 23, 1994. CORSETTI, Berenice. Neoliberalismo, memória histórica e educação patrimonial. IN: Revista Ciências e Letras, n. 27, Porto Alegre: Faculdade Porto Alegrense de Educação, Ciências e Letras, jan/jun. 2000, p. 49-57. FARIAS, D.S. e SCHWENGBER, Valdir. Educação Patrimonial: experiência de uma itinerância. IN: IV Congresso Internacional de Estudos Ibero-Americanos, 2000, Porto Alegre, RS. Porto Alegre: Edipucs, 2000. GARBINATTO, Valeska. Ensino de História e patrimônio histórico: pontes para a construção da memória e cidadania. IN: Revista Ciências e Letras, N. 27. Porto Alegre: faculdade Porto Alegrense de Educação, Ciências e Letras, jan./jun. 2000, p. 37-48. HORTA, Maria de Lourdes. Fundamentos da Educação Patrimonial. IN: Revista Ciências e Letras, n. 27. Porto Alegre: Faculdade Porto Alegrense de Educação, Ciências e Letras, jan./jun. 2000, p. 25-35. HORTA, Maria de Lourdes. Guia Básico de Educação Patrimonial. Brasília: Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Museu Imperial, 1999. LE GOFF, Jacques. História e Memória. Campinas: Editora da Unicamp, 1992. LUPORINI, Teresa. Educação Patrimonial: Projetos para a Educação Básica. IN: Revista Ciências e Letras, n. 31. Porto Alegre: Faculdade Porto Alegrense de Educação, Ciências e Letras, jan.jun. 2002, p 325-338. PINHEIRO MACHADO, Maria Beatriz. Educação Patrimonial: orientações para professores do ensino fundamental e médio. Caxias do Sul: M

Bibliografia Complementar:

  • CHOAY, Françoise. A alegoria do patrimônio. São Paulo: Estação Liberdade: Editora UNESP, 2001. KRAWCZYK, Flávio (Org.). Da necessidade do moderno: o futuro de Porto Alegre do século passado. Porto Alegre: Unidade Editorial/ Secretaria Municipal da Cultura, 2002. MEIHY, José Carlos. Manual de História Oral. São Paulo: Edições Loyola, 1996. MEIRA, Ana Lúcia. Políticas públicas e a participação dos cidadãos na preservação do patrimônio cultural de porto Alegre: IN: KRAWCZYK, Flávio (Org.). Da necessidade do moderno: o futuro de Porto Alegre do século passado. Porto Alegre: Unidade Editorial/ Secretaria Municipal da Cultura, 2002. MENEZES, Ulpiano Bezerra de. Educação e museus: sedução, riscos e ilusões. IN: Revista Ciências e Letras, n. 27. Porto Alegre: Faculdade Porto Alegrense de Educação, Ciências e Letras, jan./jun. 2000, p. 91-101. POSSAMAI, Zita e ORTIZ, Vítor (Orgs.). Cidade e memória na globalização. Porto Alegre: Unidade Setorial da Secretaria da Cultura, 2002. RHODEN, Luiz Fernando. Legislação e inventário do patrimônio. IN: Revista Ciências e Letras, n. 27. Porto Alegre: Faculdade Porto Alegrense de Educação, Ciências e Letras, jan.jun. 2000, p. 189-203. ROUSSO, Henry. O Arquivo ou o Indício de uma falta. IN: Estudos Históricos. Historiografia. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1996, n. 17. SILVA, Zélia Lopes da (Org.). Arquivos, patrimônio e memória: trajetórias e perspectivas. São Paulo> UNESP; FAPESP, 1999. SOUZA FILHO, Carlos Frederico. Bens Culturais e Proteção Jurídica. Porto Alegre: Unidade Editorial, 1997. WEIMER, Günter (Org.). A arquitetura no RS. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1983. ZICMAN, Renée. História através da imprensa: algumas considerações metodológicas. Projeto História, v. 4, junho 1985, p. 89-102.

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
P2 2018 / 2 60 43 História (Bacharelado)
Horários
ManhãTardeNoite
TER13:30 - 14:20
14:20 - 15:10
15:10 - 16:00
16:00 - 16:50
VIVIANE ADRIANA SABALLA
Professor responsável pela turma

ANA INEZ KLEIN
Professor Regente

P1 2018 / 2 61 59 História (Licenciatura - Noturno)
Horários
ManhãTardeNoite
SEG18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
VIVIANE ADRIANA SABALLA
Professor responsável pela turma

ANA INEZ KLEIN
Professor Regente

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
EDUCAÇÃO PATRIMONIAL História (Licenciatura - Noturno)
EDUCAÇÃO PATRIMONIAL História (Bacharelado)

Página gerada em 12/12/2018 08:02:06 (consulta levou 0.118442s)