Nome da Disciplina
CONSERV E REST DE BENS CULTURAIS EM PAPEL II
CÓDIGO
0790065
Carga Horária
136 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
8
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
6
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
8
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

Diagnóstico das degradações de bens culturais em papel. Aplicação dos princípios da conservação e da restauração internacionalmente reconhecidos e divulgados pelos documentos internacionais, tais como a retratabilidade, mínima intervenção, respeito aos materiais e às técnicas, à história e ao valor cultural dos objetos, documentação dos processos de restauração. Execução de procedimentos de restauração dos bens culturais em papel. Reconhecimento e aplicação de medidas de segurança no trabalho, de organização do laboratório e de execução de restaurações.

Objetivos

Objetivo Geral:

Propiciar conhecimentos dos métodos de conservação e restauração em obras e documentos que tenham como suporte papel.

 

Objetivos Específicos:

Diagnosticar os processos de degradações; Realizar testes prévios e estabelecer os tratamentos de intervenção necessários. Executar o registro e documentação minuciosa dos aspectos que envolvem os processos de restauração e intervenções nas obras em papel; Realizar procedimentos de restauração de bens culturais em papel.

Conteúdo Programático

Diagnóstico das degradações de bens culturais em papel;
Aplicação dos princípios da conservação e da restauração;
Procedimentos de restauração dos bens culturais em papel;
Reconhecimento e aplicação de medidas de segurança.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • CASTRO, Arnaldo Nunes de Castro. A Trajetória Histórica da Conservação-Restauração de Acervos em Papel no Brasil. Juiz de Fora: UFJF/FUNALFA, 2012.
  • CALVO MANUEL, Ana. Conservación y Restauración: Materiales, Técnicas y Procedimientos de la A a la Z. Barcelona: Serbal, 1997.
  • TACÓN CLAVAÍN, Javier. La Restauración en Libros y Documentos: Técnicas de Intervención. Madrid: Ollero y Ramos, 2009.
  • MENDES, M. (org.) et al. Conservação: Conceitos e Práticas. 2. ed. Rio de Janeiro: UFRJ, 2011.
  • MENDES, M. ; BAPTISTA, A. C. (Org.) Restauração: Ciência e Arte. Rio de Janeiro: Editora UFRJ / IPHAN, 2005.
  • VIÑAS, Salvador Muñoz. La Restauración del Papel. Madrid: Tecnos, 2010.
  • VIÑAS, Salvador Muñoz. Teoría Contemporánea de la Restauración. Madrid: Síntesis, 2010.

Bibliografia Complementar:

  • AUADA, Fernanda Mokdessi; SOARES, Ethel Valentina. Restauração de Papéis: Controle do Processo de Reenfibragem. In: XII CONGRESSO DA ABRACOR, 2006, Fortaleza. Anais. Rio de Janeiro: ABRACOR, 2006. Disponível em: . Acesso em: 20 mai 2014.
  • D’ALMEIDA, M. L.O; AUADA, F.M. A Influência dos Banhos de Limpeza e da Reencolagem nas Propriedades do Papel. In: IX CONGRESSO DA ABRACOR, 1998, Salvador. Anais. Rio de Janeiro: ABRACOR, 1998. Disponível em: . Acesso em: 20 mai 2014.
  • D’ALMEIDA, M. L.O. et al. Influência de Tratamentos de Alcalinização na Permanência do Papel Ácido. In: X CONGRESSO DA ABRACOR, 2000, São Paulo. Anais. Rio de Janeiro: ABRACOR, 2000. Disponível em: . Acesso em: 13 abr. 2014.
  • ELIAS, Isis Baldini. A Eficácia dos Tratamentos Aquosos para a Desacidificação da Celulose. In: XII CONGRESSO DA ABRACOR, 2006, Fortaleza. Anais. Rio de Janeiro: ABRACOR, 2006. Disponível em: . Acesso em: 20 mai. 2014.
  • MARSICO, Maria Aparecida de Vriés. Velatura e Planificação de Obras de Arte Sobre Papel: Práticas do Ocidente e do Oriente. In: IX CONGRESSO DA ABRACOR, 1998, Salvador. Anais. Rio de Janeiro: ABRACOR, 1998. Disponível em: . Acesso em: 13 abr. 2014.
  • SILVA, Antonio Gonçalves; D’ALMEIDA, Maria Luiza Otero. Estudo Comparativo entre Métodos de Desacidificação. In: XII CONGRESSO DA ABRACOR, 2006, Fortaleza. Anais. Rio de Janeiro: ABRACOR, 2006. Disponível em: . Acesso em: 13 abr. 2014.

Página gerada em 18/12/2018 21:36:07 (consulta levou 0.107095s)