Nome da Atividade
POPULAÇÕES PRÉ-COLONIAIS DO LITORAL E PAMPA SUL-BRASILEIRO
CÓDIGO
1678104
Carga Horária
68 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
3
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
1
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

As macro-regiões do litoral sul, pampa e serra englobam territórios do sul do Brasil, Uruguai e Argentina. Neste amplo espaço, diversas culturas diversificaram-se, interagiram e disputaram territórios desde pelo menos 10.000 anos A.P. Após o holoceno médio intensificaram-se os processos de disputa territorial entre as diferentes culturas, gerando mudanças comportamentais dos grupos ameríndios em vias da complexificação social, cujos correlatos materiais são observados pelas modificações na paisagem. Estes processos de disputa intensificaram-se ainda mais com a chegada das populações Guarani no cenário cultural e, posteriormente, com o início da colonização europeia, o que causou modificações significativas do cenário sócio-cultural. Estudar as diferente culturas ameríndias que habitaram as macroregiões do litoral, serra e pampa sul-brasileiro, uruguaio e argentino caracterizando-se seus processos inter-culturais e fronteiriços desde o período pré-colonial. Buscaremos compor o cenário cultural das diferentes culturas envolvendo a arqueologia dos grupos caçadores-coletores-pescadores até os grupos agricultores ceramistas.

Objetivos

Objetivo Geral:

Objetivo: estudar o desenvolvimento das populações indígenas em tempos pré-coloniais no sul do Brasil, Uruguai e Argentina.

Conteúdo Programático

O curso está divido em dois grandes módulos, cada qual com seus desdobramentos: As sociedades caçadoras coletoras; As sociedades agricultoras do Brasil Meridional.
1 – Ocupação antiga do Prata
- Tradições arqueológicas, Geoarqueologia de sítios antigos, Tecnologias líticas.
2 – As sociedades agricultoras do Brasil Meridional
- Origens, cronologia e distribuição geográfica dos grupos Guarani, Cerriteiros e Macro-Jê meridionais

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • MILHEIRA, R. G. Pelotas, 2500 anos de História indígena: Almanaque do Bicentenário de Pelotas, Volume 3, 2014.
  • NOELLI, Francisco. A ocupação humana na região sul do Brasil: arqueologia, debates e perspectivas. Revista da USP, 44 (2), 1999/2000. pp. 218-269.
  • SCHIAVETTO, Solange Nunes de Oliveira. Capítulo IV: o Guarani. In: A arqueologia Guarani: Construção e desconstrução da identidade indígena. São Paulo: FAPESP/AnnaBlume, 2003. pp. 81-96.
  • MILHEIRA, R. G.; ATORRE, T.; BORGES, C. (2019). Construtores de cerritos na Laguna dos Patos, Pontal da Barra, sul do Brasil: lugar persistente, território e ambiente construído no holoceno recente. Latin American Antiquity 30 (1), 35-54.
  • SCHMITZ, Pedro Ignácio; NAUE, Guilherme; BASILE BECKER, Ítala Irene. Os aterros dos campos do sul: a tradição Vieira. In: KERN, Arno A. (org.). Arqueologia Pré-histórica do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1991. pp. 221-250.
  • Bonomo, M.; Politis, G.; Gianotti C. (2011). Montículos, jerarquía social y horticultura en las sociedades indígenas del delta del Río Paraná (Argentina). Latin American Antiquity, 22 (3), 297-333.
  • LÓPEZ MAZZ, José M. El Paisaje Prehistórico pre Guenoa-Minuan. In: LÓPEZ MAZZ, José M. & BRACCO, Diego. Minuanos. Apuntes y notas para la historia y la arqueología del territorio Guenoa-Minuan (Indígenas de Uruguay, Argentina y Brasil). Montevideo: Linardi y Risso, 2010. pp. 253-274.
  • Wagner, G.; Silva, L.; Hilbert, L. O Sambaqui do Recreio: geoarqueologia, ictioarqueologia e etnoarqueologia. Bol. Mus. Para. Emílio Goeldi. Cienc. Hum., Belém, v. 15, n. 2, (no prelo).
  • Gaspar, M.; Klokler, D.; Bianchini, G. 2013. Arqueologia estratégica: abordagens para o estudo da totalidade e construção de sítios monticulares. Bol. Mus. Para. Emílio Goeldi. Cienc. Hum., Belém, v. 8, n. 3, p. 517-533.
  • Schell-Ybert, R.; Rodrigues-Carvalho, C.; DeBlasis, P.; Gaspar, M.; Klokler, D. 2020. Mudanças e permanências no Sambaqui de Cabeçuda (Laguna, SC)das escavações de Castro Faria às questões atuais. Revista de Arqueologia. 33(1), 169-197p.
  • Gilson, S.; Lessa, A. 2020. Ocupação tardia do litoral norte e central catarinense por grupos pescadores-caçadores-coletores, uma revisão crítica do contexto cronológico dos sítios rasos com presença de cerâmica. Revista de Arqueologia. 33(1), 55-77p.
  • Wagner, G.; Hilbert, K.; Bandeira, D. et al. 2011 Sambaquis (shellmounds) of the Brazilian Coast. Quaternary International, 239: 51-60.
  • Orquera, L.; Legoupil, D.; Piana, E. 2011. Littoral adaptation at the Southern end of South America. Quaternary International, 239: 61-69.
  • Shell-Ybert, R. 2019. Calibrações de Datas Radiocarbônicas em Sítios Costeiros. Revista de Arqueologia. 32(2), 119-132p.
  • Figuti, L.; Plens, C.; DeBlasis, P. 2013. Small Sambaquis and big chronologies: shellmound building and hunter-gatherers in neotropical highlands. Radiocarbon, 55 (2-3): 1215-1221.
  • LAHAYE, C; GUERIN, G; BOEDA, E., FONTUGNE, M. New insights into a late-Pleistocene human occupation in America: The Vale da Pedra Furada complete chronological study. Quaternary Geochronology. Volume 30, Part B, October 2015, Pages 445-451
  • BUENO, Lucas. Arqueologia do povoamento inicial da América ou História Antiga da América: quão antigo pode ser um ‘Novo Mundo’? Bol. Mus. Para. Emílio Goeldi. Cienc. Hum. Belém, v. 14, n. 2, p. 477-495, maio-ago. 2019
  • ARAUJO, Astolfo G.M., FRANCISCO A. Pugliese JR., O. dos Santos, Rafael, OKUMRUA, Mercedes. Extreme cultural persistence in eastern-central Brazil: the case of Lagoa Santa Paleaeoindians. Anais da Academia Brasileira de Ciências (2018) 90(2 Suppl. 1): 2501-2521.
  • ARAUJO, Astolfo G. M; PAISANI, Julio César; SCHRAGE, Thomas J. FEATHERS, James K. HARTMANN, Gelvam A. RICCI, Olivia. The “Lagoa do Camargo 1” Paleoindian site: some implications for tropical geomorphology, pedology, and paleoenvironments in southeastern Brazil. Geoarchaeology. 2017;1–16.
  • POUEY VIDAL, Viviane. Geoarqueología de los sitios paleoindios en la formación sedimentar Touro Passo: Procesos de formación y pertubación postdeposicional. Revista da SAB. V.31. N. 1, 2019.
  • MILLER, E. Th.1987. Pesquisas Arqueológicas Paleoindígenas no Brasil Ocidental. Estudos Atacameños, n. 8, (especial) San Pedro de Atacama: Universidad del Norte, p.37- 61.
  • MILDER, S.E. Histórico do Projeto Paleoindígena. Revista LEPA – Textos de Arqueologia e Patrimônio. VOL. I, 2013, Santa Maria, RS: Laboratório de Estudos e Pesquisas Arqueológicas Editores. Jul 2013/Jun2014.
  • MILDER, S.E.2000. Arqueologia do Sudoeste do Rio Grande do Sul: uma perspectiva geoarqueológica. Tese de Doutorado. São Paulo: USP/MAE. (Via E-mail).
  • DIAS, A. S. Y A. L. JACOBUS. 2003. Quão Antigo é o Povoamento do Sul do Brasil? Revista do CEPA, 27 (38): 39-67.
  • DIAS, A. Novas perguntas para um velho problema: escolhas tecnológicas como índices para o estudo de fronteiras e identidades sociais no registro arqueológico. Bol. Mus. Para. Emílio Goeldi. Ciências Humanas, Belém, v. 2, n. 1, p. 59-76, jan-abr. 2007.
  • SUÁREZ, Rafael; Santos, Guacira M. Cazadores recolectores tempranos, supervivencia de fauna del pleistoceno (Equus sp. y Glyptodon sp.) y tecnología lítica durante el Holoceno temprano en la frontera Uruguay-Brasil. Revista da SAB, 2010
  • SUÁREZ, Rafael; LOPEZ, José M. Archaeology of the Pleistocene–Holocene transition in Uruguay: an overview. Quaternary International 109–110 (2003) 65–76.
  • SUÁREZ, Rafael. High resolution AMS 14C dates for late Pleistocene Fishtail technology from the Tigre site, Uruguay river basin, South America. Quaternary Science Reviews. 213 (2019) 155e161.
  • CASTIÑEIRA Carola, ZÁRATE, Marcelo, BLASI, Adriana, FERNICOLA, Juan Carlos, del PUERTO Laura, INDA, Hugo, BRACCO, Roberto, García-Rodríguez Felipe. Aportes para uma Actualización de la correlación entre la Fm. Sopas del Norte de Uruguai – Fm. Lujan de Provincia de Buenos Aires: Implicanciias Arqueológicas. Complutum, 2004.
  • CASTIÑEIRA Carola, et al, Record of Late Holoceno Human Occupations in Coastal Deposits of the Middle Uruguay River. In: The Latin American Studies Book Series – 2019.
  • SQUELLA, Donald J. Estructura, Intensidad y Reiteración En Las Ocupaciones Paleoindias em Cuevas y Aleros de Patagonia Meridional (Chile). Revista de Arqueología, Cazadores Recolectores del Cono Sur. N° 2, 2007. pp. 65-85.
  • POLITIS, Gustavo G; MESSINEO, Pablo G; KAUFMANN, Cristian A. El poblamiento temprano de las llanuras pampeanas de Argentina y Uruguay. Complutum, 2004. Vol.15: 207-224.
  • POLITIS, Gustavo G. Estado Actual de las Investigaciones em El Sitio Arqueológico Arroyo Seco 2. Partido de Tres Arroyos, Provincia de Buenos Aires, Argentina. Serie Monografica – número 5, 2014.
  • MARTÍNEZ, Gustavo; GUTIERRÉZ, MARÍA A. Paso Otero 5: a summary of the interdisciplinary lines of evidence for reconstructing early human occupation and paleoenvironment in the Pampean region, Argentina. In book: Peuplements et Préhistoire de l’Amérique (pp.271-284) Edition: Muséum National d’Histoire Naturelle

Página gerada em 27/01/2021 04:48:43 (consulta levou 0.134303s)