Nome da Disciplina
ESTÁGIO CURRIC. PROFIS. SUPERV I - SCA I
CÓDIGO
1030068
Carga Horária
272 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
16
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
13
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
3
CRÉDITOS
16
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Esta disciplina fornecerá o contato direto do aluno com a população atendida pela Terapia Ocupacional, visando formar no aluno a consciência profissional nos diversos âmbitos nos quais as crianças e adolescentes estão inseridos.

Objetivos

Objetivo Geral:

- Permitir ao aluno intervenções práticas em contato direto com a população atendida;
- Instrumentalizar o aluno para trabalhar com os recursos terapêuticos da prática profissional nos diversos contextos da saúde da criança e do adolescente.

Conteúdo Programático

- Apresentação do projeto de trabalho e divisão das turmas
- Diretrizes que orientam a ação da Terapia Ocupacional na atenção à saúde, à reabilitação e de inclusão escolar da criança e adolescente com necessidades especiais ou não
- A importância do trabalho em equipe e os diferentes modelos de atenção à saúde e à reabilitação
- Acolhimento à família e paciente, escuta das demandas e problemáticas
- Abordagens de busca de independência e autonomia
- Práticas de terapia ocupacional para pessoas sob cuidados clínicos e cirúrgicos, em internação hospitalar ou domiciliar, acompanhamento ambulatorial ou em serviços e programas correlatos
- Atuação junto a pessoas sob cuidados clínicos e cirúrgicos, em internação hospitalar ou domiciliar, acompanhamento ambulatorial ou em serviços
- Atendimento e acompanhamento no leito, nas áreas de convivência e brinquedoteca, no ambulatório e no domicílio, individual e/ou grupal
- Práticas de Terapia Ocupacional na atenção à saúde e reabilitação na saúde da criança e do adolescente
- Primeiro contato: aproximação, acolhimento, entrevista
- Avaliação e compreensão dos contextos do sujeito (atividades cotidianas, trabalho, socialização)
- Planejamento, organização e execução das atividades a serem desenvolvidas pelo terapeuta ocupacional
- Elaboração de registros de atividades realizadas: rotina e da dinâmica institucional
- Elaboração de estudos de caso
- Registros sistemáticos as atividades e o desenvolvimento do trabalho realizado
- Reuniões de orientação e de supervisão

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • CAVALCANTI, A.; Galvão, C. (Org.). Terapia Ocupacional - fundamentação & prática. 1a. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan S.A., 2007.
  • DE CARLO, M.; Luzo, M.C. (orgs.) Terapia ocupacional: reabilitação física e contextos hospitalares. São Paulo: Rocca, 2004, pp.257-275.

Bibliografia Complementar:

  • GALHEIGO, S M. Domínios e temáticas no campo das práticas hospitalares em terapia ocupacional: uma revisão da literatura brasileira de 1990 a 2006. Rev. Ter. Ocup. Univ. São Paulo v. 18, nº 3, no prelo. 2007.
  • GALHEIGO, S M. Terapia ocupacional, a produção do cuidado em saúde e o lugar do hospital: reflexões sobre a constituição de um campo de saber e prática. Rev. Ter. Ocup. Univ. São Paulo, no prelo. 2008.
  • NEISTADT, M.; CREPEAU, E. Willard &Spackman Terapia Ocupacional. 9a. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan S.A., 2002.
  • BENEVIDES, R. e PASSOS, E. A humanização como dimensão publica das políticas de saúde. Ciên.Saúde Coletiva, Rio de janeiro, v.10, n.3, p.561-571, 2005.
  • Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria Executiva, Núcleo Técnico da Política Nacional de Humanização. HumanizaSUS: Política Nacional de Humanização. Brasília: Ministério da Saúde. 2004.

Página gerada em 09/12/2018 19:50:21 (consulta levou 0.101622s)