Nome da Atividade
QUÍMICA DA MADEIRA
CÓDIGO
1640087
Carga Horária
51 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
3
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
3
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
3
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

Fundamentos da química de carboidratos. Composição e reações químicas da madeira. Os polissacarídeos da madeira - celulose. Os Polissacarídeos da madeira - hemiceluloses. A lignina. Os componentes estranhos da madeira. A química da casca.

Objetivos

Objetivo Geral:

Capacitar ao estudante a reconhecer e quantificar a composição química da madeira e proporcionar ao aluno condições de avaliação e entendimento quanto à utilização da madeira tanto como matéria-prima na indústria bem como na pesquisa das características das diferentes espécies florestais.

Conteúdo Programático

1. Constituição química da madeira
1.1.Introdução
1.2.Componentes estruturais e acidentais
2. Química dos carboidratos
2.1.Conceito e nomenclatura de carboidratos
2.2.Monossacarídeos
2.3.Oligo e polissacarídeos
2.4.Reações dos carboidratos
2.5.Estudos estruturais
3. Biossíntese dos polissacarídeos da madeira
3.1.Biossíntese dos carboidratos da madeira
3.2.Biossíntese da lignina
4. Celulose
4.1.Distribuição
4.2.Propriedades
4.3.Isolamento
4.4.Derivados
4.5.Reações
5.Hemiceluloses
5.1. Distribuição
5.2.Estrutura
5.3.Propriedades
5.4.Classificação
5.5.Isolamento
6.Lignina
6.1.Biossíntese
6.2.Distribuição
6.3.Estrutura
6.4.Classificação
6.5.Propriedades
6.6.Reações
6.7.Isolamento
6.8.Grupos funcionais
7.Extrativos
7.1.Distribuição
7.2.Classificação química
7.3.Estrutura química
7.4.Reações
7.5.Extrativos de madeira de folhosas
7.6.Extrativos de madeira de coníferas
8. Estrutura anatômica e constituição química da casca

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • KLOCK, U. & MUNIZ, G.I.B. Química da Madeira. Curitiba: Fundação de Pesquisas Florestais do Paraná - Fupef , 1998. 96p. (Série didática nº 02/98).
  • Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo. Celulose e Papel: Tecnologia de Fabricação de pasta celulósica. 2 ed. IPT/SENAI, São Paulo, 1988. v. 1. 559p.
  • GASCOIGNE, J. A. Biological degradation of cellulose. [ s.l. ]: [s.n.], 1960. 1v.

Bibliografia Complementar:

  • ASPINALL, G.O. Polysaccharideds. Pergamon Press, Oxford. 1970
  • BOLKER, H.I. Natural and synthetic polymers. Marcel Dekker, New York. 1974
  • BROWNING, B.L. The chemistry of wood. Interscience, New York. 3vols. Ed. 1963
  • FENJEL, D. & WEGNER, G. Wood Chemistry, ultrastructure, Reactions. 1989. 613 p. Editiora Walter de Gesyter. Berlin.
  • GLASSER, W.G. & SARKANEN, S. Lignin: Properties and Materials. The American Chemical Society, Washington, 545 p., 1989.

Página gerada em 08/02/2023 01:18:21 (consulta levou 0.116081s)