Nome da Atividade
AGROENERGIA
CÓDIGO
D000656
Carga Horária
34 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
2
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
1
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
1
CRÉDITOS
2
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Potencialidades de espécies para produção de bioenergia. Produção vegetal das principais espécies utilizadas para produção de biocombustíveis. Introdução aos sistemas de cultivos e exploração agrícola de culturas potenciais agroenergéticas. Políticas de incentivo à agroenergia.

Objetivos

Objetivo Geral:

O aluno deverá adquirir conhecimentos que lhe permitam a fundamentar conhecimentos sobre as áreas da engenharia agrícola que podem ser aplicadas aos sistemas de cultivos agroenergéticos.

Conteúdo Programático

UNIDADE I- INTRODUÇÃO A BIOENERGIA
Conceitos fundamentais da bioenergia
Plano nacional de agroenergia
Aspectos sócio econômicos da agroenergia
UNIDADE II- PRINCIPAIS CULTURAS
Principais espécies de cultivo comercial usadas para produção de biocombustíveis: importância econômica, características botânicas, épocas de plantio, práticas culturais e manejo, colheita e processamento.
UNIDADE III- ESPÉCIES POTENCIAIS PARA PRODUÇÃO DE ETANOL
Estudo de culturas alternativas para produção de etanol. Potencial econômico e cadeias produtivas.
UNIDADE IV- ESPÉCIES POTENCIAIS PARA PRODUÇÃO DE BIODIESEL
Estudo de culturas alternativas para produção de biodiesel. Potencial econômico e cadeias produtivas.
UNIDADE V - PANORAMA ENERGÉTICO ATUAL E PERSPECTIVAS FUTURAS
Energias renováveis e transição da matriz energética. Oportunidades e desafios para a agroenergia no Brasil.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • COELHO, S.T.; MONTEIRO, M.B.; GHILARDI, A.; KARNIOL, M.R. Atlas de bioenergia do Brasil. Projeto de Fortalecimento Institucional do CENBIO. 2008.

Bibliografia Complementar:

  • CÂMARA, G. M.S.; HEIFFIG, L.S. Agronegócio de plantas oleaginosas: matérias-primas para biodiesel. São Paulo:ESALQ,USP,2006.256p.
  • RÍPOLI, T.C.C.; RÍPOLI, M.L.C. Biomassa de cana-de-açúcar: colheita, energia e ambiente. 2.ed. Piracicaba: Autores, 2005. 302p.
  • ROSILLO-CALLE, F.; BAJAY, S.V.; ROTHMAN, H. Uso da biomassa para produção de energia na indústria brasileira. Campinas: Unicamp, 2005. 448p
  • VAZ JUNIOR, S. Biomassa para química verde. Embrapa Agroenergia, Brasília, DF. 2013. 181p.
  • VAZ JUNIOR, S. Biorrefinarias: cenários e perspectivas. Embrapa Agroenergia, Brasília, DF., 2011. 176p.

Página gerada em 18/09/2020 13:41:23 (consulta levou 0.102772s)