Nome da Disciplina
LÓGICA I
CÓDIGO
D000933
Carga Horária
68 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Modalidade
A DISTÂNCIA
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
CRÉDITOS
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Para tanto, é essencial a apresentação do nascimento da lógica, da lógica aristotélica, que foi a primeira tentativa sistemática de explicitar as estruturas lógicas básicas de todo
pensamento e linguagem. São essas estruturas que validam argumentos, que garantem, se observadas de um ponto de
vista semântico, que a informação da conclusão seja
consequência da informação presente nas premissas. De um
ponto de vista meramente sintático, a constatação da estrutura
válida demonstra que as regras lógicas foram seguidas na
argumentação — por isso, inclusive, as regras lógicas podem
ser usadas para determinar a validade de argumentos, e que a
conclusão se segue das premissas de um ponto de vista
lógico, que ela é consequência das premissas, mesmo que o
argumento não apresente relevância informativa. A
apresentação subsequente da lógica simbólica moderna,
mostra ao aluno os métodos de formalização contemporâneos
utilizados para detectar a estrutura de sentenças e argumentos
e os cálculos utilizados para determinar a validade ou nãovalidade
dos últimos.

Objetivos

Objetivo Geral:

O objetivo da disciplina é desenvolver nos alunos a percepção da estrutura lógica da linguagem natural, da estrutura de suas sentenças e de seus argumentos, possibilitando o uso dessas estruturas em raciocínios e facilitando o estudo e a análise de argumentos filosóficos.

 

Objetivos Específicos:

O objetivo da disciplina é desenvolver nos alunos a percepção da estrutura lógica da linguagem natural, da estrutura de suas sentenças e de seus argumentos, possibilitando o uso dessas estruturas em raciocínios e facilitando o estudo e a análise de argumentos filosóficos.

Conteúdo Programático

INTRODUÇÃO: Os primórdios da lógica clássica: a silogística, hoje um subconjunto da lógica clássica de predicados de primeira ordem. Diferença entre forma e conteúdo informativo. A estrutura de um argumento: premissas e conclusão (no silogismo categórico: quantificadores, termos gerais, cópulas afirmativas e negativas). As proposições categóricas e as relações lógicas entre elas no quadro de oposição.
MÓDULO 1: Diferença entre sentenças, proposições, enunciados e os argumentos compostos por estes. Tipos de sentenças. A distinção e possível relação entre verdade e falsidade de sentenças (princípio da bivalência) e validade de argumentos. A natureza da inferência em um argumento. Exemplos de argumentos indutivos e dedutivos. Definição de argumento dedutivo válido: neste, devido à estrutura, se as premissas forem verdadeiras, a conclusão também o será, ou seja, a verdade é preservada. Os diagramas de Venn para avaliar a validade de silogismos categóricos.
MÓDULO 2: A formalização da lógica moderna. Exemplo de uma linguagem formal do cálculo de predicados de primeira ordem: com símbolos individuais, símbolos de predicados, operadores lógicos e quantificadores. Formalização dos silogismos categóricos. A formalização do cálculo sentencial: com letras sentenciais e operadores lógicos. Tabelas de verdade dos operadores lógicos. Avaliação da validade de argumentos por meio das tabelas de verdade.
CONTEÚDO DA TRANSPOSIÇÃO PARA O ENSINO MÉDIO: Distinção entre sentenças, tipos de sentenças, e argumentos; entre verdade de sentenças e validade de argumentos. Identificação de argumentos mais simples e de sua estrutura por meio de formalização do cálculo sentencial, sem análise da estrutura interna das sentenças. Tabelas de verdade dos operadores lógicos (conetivos lógicos). Determinação de validade ou não-validade de argumentos por meio de tabelas de verdade.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • hvsqajxqlax
  • hjkwdx
  • ghdjkps;

Bibliografia Complementar:

  • bkslxneks
  • nklskacbj
  • nkwbdc
  • nkcwjsbcjw
  • bxkaljxie

Página gerada em 15/07/2019 19:42:57 (consulta levou 0.087107s)