Nome da Disciplina
ESTUDOS DE CIÊNCIA POLÍTICA I
CÓDIGO
0560108
Carga Horária
68 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
CRÉDITOS
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Ementa: Revisão bibliográfica relativa à análise de fenômenos político-institucionais contemporâneos, seguindo os ditames da corrente interpretativa neoinstitucionalista. Conteúdo específico livre, girando em torno dos seguintes temas: composição da elite política; presidencialismo e relações Executivo-legislativo; comportamento legislativo; sistema eleitoral e partidário.

Objetivos

Objetivo Geral:

Objetivo(s) geral(ais): aprofundar o estudo de temas neoinstitucionalistas contemporâneos, com vistas a atualizar e qualificar a formação dos acadêmicos

 

Objetivos Específicos:

Objetivo(s) específico(s): analisar, por meio de revisão bibliográfica, fenômenos político-institucionais contemporâneos relacionados à democracia representativa.

Conteúdo Programático

Programa:
1. Carreira Política
2. Perfil social da elite política
3. Seleção de candidaturas
4. Reeleição
5. Outros temas livres

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • AVELAR, Lúcia; CINTRA, Antônio Octávio (Org.). Sistema político brasileiro: uma introdução. RJ: Konrad Adenauer; Unesp, 2004. AVRITZER, Leonardo; ANASTASIA, Fátima (Org.). Reforma política no Brasil. Belo Horizonte: UFMG, 2006. [981 R332] BENEVIDES, Maria Victoria; VANNUCHI, Paulo; KERCHE, Fábio (Org.). Reforma política e cidadania. São Paulo: Fundação Perseu Abramo; Instituto Cidadania, 2003. [320.981 R332] SOARES, Gláucio Ary Dillon; RENNÓ, Lucio (Org.). Reforma política – lições da história recente. RJ: Fundação Getúlio Vargas, 2006. [324.981 R332] VIANNA, Luiz Werneck (Org.). A Democracia e os três poderes no Brasil. Belo Horizonte/Rio de Janeiro: UFMG; Iuperj, 2002. [321 D383]

Bibliografia Complementar:

  • ABRANCHES, Sérgio. Presidencialismo de coalizão: o dilema institucional brasileiro. Dados. RJ, 31 (1), 1988. ABRUCIO, Fernando (Org.). O Estado numa era de reformas: lições dos anos FHC. Brasília: Ministério do Planejamento, 2002. ANASTACIA, Fátima / MELO, Carlos Ranulfo / SANTOS, Fabiano. Governabilidade e representação política na América do Sul. RJ / SP: Konrad Adenauer / Unesp, 2004. ALMEIDA, Maria Hermínia Tavares / MOYA, Maurício. A Reforma negociada: o Congresso e a política de privatização. Revista Brasileira de Ciências Sociais. SP, 12 (34), 1997. 93 AMES, Barry. Os Entraves à democracia no Brasil. RJ: Fundação Getúlio Vargas, 2003. _____. A Organização partidária local nas eleições presidenciais brasileiras de 1989. Dados. RJ, 37 (1), 1994. AMORIM NETO, Octávio / TAFNER, Paulo. Governos de coalizão e mecanismos de alarme de incêndio no controle legislativo das Medidas Provisórias. Dados. RJ, 45 (1), 2002. AMORIM NETO, Octávio / SANTOS, Fabiano. A Produção legislativa do Congresso: entre a paróquia e a nação In: VIANNA, Luiz Werneck (Org.). A Democracia e os três poderes no Brasil. Belo Horizonte/Rio de Janeiro: UFMG/Iuperj, 2002. _____. O Segredo ineficiente revisto: o que propõe e o que aprovam os deputados brasileiros. Dados. RJ, 46 (4), 2003. AMORIM NETO, Octávio. Presidencialismo e governabilidade nas Américas. RJ: Fundação Getúlio Vargas, 2006. _____. Gabinetes presidenciais, ciclos eleitorais e disciplina legislativa no Brasil. Dados. RJ, 43 (3), 2000. BARREIRA / PALMEIRA (Org.). Candidatos e candidaturas: enredos de campanha eleitoral no Brasil. SP: Anna Blume, 1998. CAIN, Bruce, FAREJOHN, John A. e FIORINA, Morris. The Personal Vote: Constituency Service and Electoral Independence. Cambridge: Harvard University Press, 1987.

Página gerada em 12/12/2018 17:00:49 (consulta levou 0.072022s)