Nome da Disciplina
EPISTEMOLOGIA DA GEOGRAFIA I
CÓDIGO
0060210
Carga Horária
34 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
2
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
2
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Análise da realidade e do conhecimento. Estudo da Epistemologia da Ciência. Definição da natureza científica da Geografia e sua inserção entre as demais ciências. Evolução do pensamento geográfico ao longo da história. Identificação das principais correntes do pensamento geográfico.

Objetivos

Objetivo Geral:

 Compreender a importância da análise da evolução da geografia;
 Compreender a evolução do pensamento geográfico de modo a poder interpretar as diversas correntes e tendências que surgiram durante o processo de produção da disciplina.

 

Objetivos Específicos:

Analisar criticamente textos científicos de natureza geográfica;
 Identificar a produção geográfica no contexto científico e histórico;
 Caracterizar diferentes paradigmas, escolas, autores e proposições no âmbito da Geografia.

Conteúdo Programático

I.INTRODUÇÃO
1. A realidade, o conhecimento e a ciência.
2. O que é geografia.
3. A unidade e a diversidade em geografia.
4. A questão do objeto da geografia.
5. Ideologia e Geografia.
II. A GEOGRAFIA PRÉ-CIENTÍFICA
1. As idéias geográficas na Antigüidade.
2. A geografia na Idade Média.
3. A geografia dos tempos modernos.
III.A GEOGRAFIA CIENTÍFICA
1. A sistematização da geografia: Humboldt e Ritter.
2. Geografia e imperialismo.
3. Ratzel e o Espaço Vital.
4. La Blache e os Gêneros de Vida.
5. As escolas nacionais de geografia.
6. A institucionalização da geografia brasileira.
7. O movimento de renovação da geografia.
8. A geografia crítica.
9. Tendências atuais.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • ALVES-MAZZOTTI, Alda Judith, e GEWANDSZNAJDER, Fernando. O método nas ciências naturais e sociais. Pesquisa quantitativa e qualitativa. São Paulo: Pioneira, 1998.
  • ANDRADE, Manuel Correia de. Geografia, ciência da sociedade: uma introdução à análise do pensamento geográfico. São Paulo: Atlas, 1987.
  • ANDRADE, Manuel Correia de. (org.) Élisée Reclus. Geografia. São Paulo: Ática, 1985.
  • ANDRADE, Manuel Correia de. Caminhos e descaminhos da geografia. Campinas: Papirus, 1989.
  • AUGÉ. Marc. Não-lugares. Introdução a uma antropologia da supermodernidade. Campinas: Papirus, 1994.
  • BECKER, Howard S. Métodos de pesquisa em ciências sociais. 3. Ed. São Paulo: Hucitec, 1997.
  • BROEK. Jan O. M. Iniciação ao estudo da geografia. 4. ed. Rio de Janeiro, Zahar, 1976.
  • CAPEL, Horacio. “A América no nascimento da geografia moderna: das crônicas sobre as Índias, passando por Plínio e pelo descobrimento das novas terras.” In: CAPEL, Horacio. O nascimento da ciência moderna e a América: o papel das comunidades científicas, dos profissionais e dos técnicos no estudo do território. Maringá: Eduem, 1999.
  • CAPEL, Horácio. Filosofía y ciencia en la geografía contemporánea. Barcelona: Barcanova, 1983.
  • CARLOS, Ana Fani Alessandri. (org.) A geografia em sala de aula. 3. ed. São Paulo: Contexto, 2001.
  • CARVALHO, Maria Inez. Fim de século. A escola e a globalização. Ijuí: Unijuí, 1998.
  • CASTRO, Iná Elias; GOMES, Paulo César da Costa; CORRÊA, Roberto Lobato. Geografia: Conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1995.
  • CATANI, Afrânio Mendes; SPINDEL, Arnaldo. Primeiros passos. O que é capitalismo. O que é socialismo. O que é comunismo. Volume 1. São Paulo: Círculo do Livro, 1990.
  • CHAUI, Marilena. O que é ideologia. 7. ed. São Paulo: Brasileiense, 1981.
  • CHRISTOFOLETTI, Antonio (org.). Perspectivas da geografia. São Paulo: Difel, 1982.
  • CLAVAL, Paul. La evolución de la geografía humana. Barcelona: Oikos-Tau, 1978.
  • CLOZIER, René. História da geografia. 3. ed. Lisboa: Europa-América, 1988.
  • COMTE, Augusto. Discurso sobre o espírito positivo. Porto Alegre: Globo, São Paulo: Edusp, 1976.
  • CORRÊA, Roberto Lobato. Região e organização espacial.2. ed. São Paulo: Ática, 1987.
  • DOLFUSS, Olivier. A análise geográfica. São Paulo: Difel, 1973.
  • DOLLFUS, Oliver. O espaço geográfico. 5. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1991.
  • ENCONTRO NACIONAL DE HISTÓRIA DO PENSAMENTO GEOGRÁFICO, I, Rio Claro. Eixos Temáticos, Trabalhos completos, Rio Claro, UNESP, 1999, 3 vol.
  • ESCOLAR, Marcelo. Crítica do discurso geográfico. São Paulo: Hucitec, 1996.
  • FERREIRA, Conceição Coelho; SIMÕES, Natércia Neves. A evolução do pensamento geográfico. Lisboa: Gradiva, 1986.
  • GILES, Thomas Ranson. Introdução à filosofia. 2. ed. São Paulo: EPU/Edusp, 1979.
  • GOMES, Horieste. Reflexões sobre teoria e crítica em geografia. Goiânia: Cegraf/UFG, 1991.
  • GOODE, William e HATT, Paul K. Métodos em pesquisa social. 4. ed. São Paulo: Ncaional, 1972.
  • HARTSHORNE, Richard. Propósitos e natureza da geografia. São Paulo: Hucitec/Edusp, 1978.
  • HARVEY, David. Condição pós-moderna. 6. ed. São Paulo: Loyola, 1996. INÁCIO, Inês C. e LUCA, Tânia Regina de. O pensamento medieval. 2. ed. São Paulo: Ática, 1991.
  • ISNARD, Hildebert. O espaço geográfico. Coimbra: Almedina, 1982.
  • JOHNSTON, R. J. Geografia e geógrafos: a geografia humana anglo-americana desde 1945. Rio de Janeiro: Difel, 1986.
  • JOHNSTON, R. J. La geografía actual: geógrafos y tendencias. Barcelona: Editorial Ariel, 1986.
  • KAUFMANN, Felix. Metodologia das ciências sociais. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1977.
  • KENNAN, George Frost. O declínio da ordem européia de Bismarck. Brasília: UNB, 1985.
  • LACOSTE, Yves. A geografia isso serve, em primeiro lugar, para fazer a guerra. 4ª ed. Campinas: Papirus, 1997.
  • LAKATOS, Eva Maria e MARCONI, Marina de Andrade. Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Atlas, 1988.
  • LUKESI, Cipriano et alii. Fazer universidade: uma proposta metodológica. 11. Ed. São Paulo: Cortez, 2000.
  • LUNGARZO, Carlos. O que é ciências. 3. ed. São Paulo: Brasiliense, 1991.
  • MARX, Karl e ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã. São Paulo: Martins Fontes, 1989.
  • MEGALE, Januário Francisco. (org.) Max. Sorre. Geografia. São Paulo: Ática, 1984.
  • MENDONZA, Josefina G. et. ali. El pensamiento geográfico: estudio interpretativo y antología de textos (de Humboldt a las tendencias radicales). Madri: Alianza, 1982.
  • MORAES, Antonio Carlos Robert. Geografia: pequena história crítica. 6ª ed. São Paulo: Hucitec, 1987.
  • MORAES, Antonio Carlos Robert. (org.) Ratzel. Geografia. São Paulo: Ática, 1990.
  • MORAES, Antonio Carlos Robert. A gênese da geografia moderna. São Paulo: Hucitec, 1989.
  • MORAES, Antonio Carlos Robert. Ideologias geográficas.São Paulo: Hucitec, 1988.
  • MORAES, Antonio Carlos Robert; COSTA, Wanderley Messias da. Geografia crítica. A valorização do espaço. 2. ed. São Paulo: Hucitec, 1987.
  • MOREIRA, Ruy. O que é geografia. 14ª ed. São Paulo: Brasiliense, 1994.
  • NETTO, José Paulo. o. O que é marxismo 5. ed. São Paulo: Brasiliense, 1989.
  • NUNES. Benedito. A filosofia contemporânea. Trajetos iniciais. 2. Ed. São Paulo: Ática, 1991.
  • OLIVEIRA, Ariovaldo Umbelino de, et alii. Para onde vai o ensino de geografia? São Paulo: Contexto, 1989.
  • OLIVEIRA, Waldir Freitas. Os primeiros tempos medievais. Os reinos germanos. Salvador: UFBA, 1988.
  • PEREIRA, Raquel Maria Fontes do Amaral. Da geografia que se ensina à gênese da geografia moderna. 2. ed. Florianópolis: UFSC, 1993.
  • RIBEIRO, João. O que é positivismo. 11. ed. São Paulo: Brasiliense, 1995.
  • SANTAELLA, Lúcia. O que é semiótica. 13. ed. São Paulo: Brasiliense, 1983.
  • SANTOS, Milton et. alii (org.) O novo mapa do mundo. Problemas geográfico de um mundo novo. São Paulo: Hucitec/Anpur, 1995.
  • SANTOS, Milton. (org.) Novos rumos da geografia brasileira. São Paulo: Hucitec, 1982.
  • SANTOS, Milton. Espaço e método. São Paulo: Hucitec, 1985.
  • SANTOS, Milton. O espaço do cidadão. São Paulo: Nobel, 1987.
  • SANTOS, Milton. Por uma geografia nova. 3. ed. São Paulo: Hucitec, 1986.
  • SANTOS, Milton. Técnica, espaço, tempo. Globalização e meio técnico-científico informacional. São Paulo: Hucitec, 1994.
  • SANTOS, Milton; SOUZA, Maria Adélia; SILVEIRA, Maria Laura. Território. Globalização e fragmentação. São Paulo: Hucitec/Anpur, 1994.
  • SANTOS, Milton. A natureza do espaço. Técnica e tempo. Razão e emoção. São Paulo: Hucitec, 1996.
  • SENRA, Nelson de Castro. O cotidiano da pesquisa. São Paulo: Ática, 1989.
  • SILVA, Armando Corrêa da. De quem é o pedaço? Espaço e cultura. São Paulo: Hucitec, 1986.
  • SILVA, Armando Corrêa da. O espaço fora do lugar. 2. ed. São Paulo: Hucitec, 1988.
  • SILVA, Lenyra Rique da. A natureza contraditória do espaço geográfico. São Paulo: Contexto, 1991.
  • SODRÉ, Nelson Werneck. Introdução à geografia. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 1976.
  • SOJA, Edward. W. Geografias pós-modernas. A reafirmação do espaço na teoria social crítica. Rio de Janeiro: Zahar, 1993.
  • SOUZA, Maria Adélia et alii (org.) O novo mapa do mundo. Natureza e sociedade de hoje: uma leitura geográfica. 2. ed. São Paulo: Hucitec/Anpur, 1994.
  • VESENTINI, José William. Geografia, natureza e sociedade. São Paulo: Contexto, 1989.

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
HISTÓRIA E TEORIA DA GEOGRAFIA I Geografia (Licenciatura - Noturno)

Página gerada em 09/12/2018 19:51:16 (consulta levou 0.136707s)