Nome da Atividade
INCLUSÃO, DIÁLOGO E TRABALHO
CÓDIGO
0820008
Carga Horária
68 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA EAD
0
CARGA HORÁRIA EXERCÍCIOS
0
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
0
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
CRÉDITOS
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

1.12. Ementa A disciplina propõe-se a estudar os desafios da sociedade global, suas dinâmicas e mutações sob o viés do mundo do trabalho, observando-se os cenários construtivos da identidade laboral pela perspectiva da inclusão e exclusão social. A cidadania será discutida como operadora das práticas sociais e dos processos de subjetivação através da construção do diálogo e dos pactos sociais, com a participação da Sociedade, Estado e Sindicatos.

Objetivos

Objetivo Geral:

1.10. Objetivo(s) geral(ais): A disciplina o tem por objetivo promover a discussão sobre o mundo do trabalho, destacando-se as transformações do trabalho e na forma de trabalho, suas crises, esgotamento de modelos e novos cenários inseridos a partir da tecnologia e inteligência artificial. Da sociedade industrial à pos- industrial percebemos inúmeras mutações que se refletem não só no trabalho e no seu ambiente, mas também no direito que o regula. Exclusão social, trabalho precário, desemprego, novas formas de trabalho, grupos vulneráveis, sindicatos, migração e trabalho escravo são analisados pelo viés destas mutações e dos cenários que se apresentam..
1.11. Objetivo(s) específico(s):
a) Estudo do diálogo social.
b) Analise do mundo do trabalho.;
c) Verificação das Convenções da OIT.
d)Compreensão da inclusão e exclusão social através da analise do mercado de trabalho;
b) Desenvolvimento de institutos, normas e princípios com objetivo de obter a dignidade da pessoa humana.
d)Abordar a identidade laboral, o reconhecimento profissional e sua vinculação com a sociedade civil e Sindicatos.

Conteúdo Programático

1.13. Programa:
Mundo do trabalho: Metamorfoses e perspectivas no mundo do trabalho: passado, presente e futuro
Trabalho, desemprego e identidade laboral
Sociedade da informação/digital e globalização: a onda da precarização e fim dos empregos na competição homem versus maquina
Dialogo e pactos sociais, flexibilização e OIT na reforma trabalhista: direito individual do trabalho
Sociedade civil versus Estado versus Sindicato: pactos sociais no direito coletivo e OIT na reforma trabalhista
Desalentos: Crise no mercado de trabalho, consumo, empregos
Trabalho infantil, inclusão de deficientes e jovens no mercado de trabalho
Trabalho decente: Migração, imigração e Trabalho escravo
Teletrabalho e contrato intermitente : avanços e retrocessos frente a dignidade da pessoa humana e princípios do direito do trabalho
Sindicalismo, cooperativas sociais, e terceiro setor: fragmentação de categorias e (in)visibilidade do trabalhador
Desigualdades e inclusão social: trabalho de gênero e raças
Diversidades - transexualismo, LGVT, gays, lésbicas, entre outros: Trabalho, inclusão, cidadania
O Trabalhador: saúde, doenças , direito a informação e assédio no meio ambiente de trabalho: a dignidade suplantada
1.14. Bibliografia básica
ALVAREZ, Oscar Hernandez. O Pacto Social na América Latina. São Paulo: LTr, 1996.
ALVES, Giovanni. O novo (e precário) mundo do trabalho. São Paulo: Boitempo, 2000.
ANTUNES, Ricardo. Adeus ao trabalho: ensaios sobre as metamorfoses e a centralidade do mundo do trabalho. 4. ed. São Paulo/Campinas: Cortez/Editora Unicamp, 1997.
ANTUNES, Ricardo. Os sentidos do trabalho: ensaio sobre a afirmação e a negação do trabalho. São Paulo: Boitempo, 2002.
ARENDT, Hanna. Entre o passado e o futuro. Tradução de Mauro W. Barbosa de Almeida. São Paulo: Perspectiva, 1972.
ARENDT, Hanna. A Condição Humana. Rio de Janeiro: Forense – Universitária, 2007.
ARRIGHI, Giovanni. O longo século XX. Trad. Vera Ribeiro. São Paulo: UNESP, 1996.
BALTAR, Paulo Eduardo de Andrade; DEDECCA, S. Claudio; HENRIQUE, Wilnês. Mercado de trabalho e exclusão social no Brasil. In: Carlos Eduardo Barbosa de Oliveira, Jorge Eduardo Mattoso (Org.). Crise e trabalho no Brasil, modernidade ou volta ao passado?. 2. ed. São Paulo: scrita, 1997. p.87-108.
BARTOLETTI, Roberta. Tempo e lavoro nella società postindustriale: le politiche del tempo tra autonomia individuale e integrazione sociale. Milano: Franco Angeli, 1998.
BECK, Ulrich. Il lavoro nell´epoca della fine del lavoro: tramonto delle sicurezze e nuovo impegno civile. Trad. Hellmut Riedeger. Torino: Einaudi, 2000.
BELL, Daniel. O advento da sociedade pós-industrial. São Paulo: Cultrix, 1977 [1973].
BELL, Daniel. O advento da sociedade pós-industrial: uma tentativa de previsão social. Tradução de Heloysa de Lima Dantas. São Paulo: Cultrix, 1977.
CASTEL, Robert. A metamorfose da questão social: uma crônica do salário. Trad. Iraci D. Poleti. Petrópolis: Vozes, 1998.
CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. tradução: Roneide Venancio Majer com a colaboração de Klauss Brandini Gerhardt. 7. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2003.
CHIARELLI, Carlos Alberto. Trabalho: do hoje para o amanha. São Paulo:LTR, Caxias do Sul, 2006.
CHIARELLI, Carlos Alberto. O Trabalho e o Sindicato: evolução e desafios. São Paulo: LTr, 2005.
DE MASI, Domenico. (Org.). A sociedade pós-industrial. Tradução de Anna Maria Capovilla. 3. ed. São Paulo: Senac, 2000.
DE MASI, Domenico. O futuro do trabalho: fadiga e ócio na sociedade pós-industrial. Trad. Yadir A. Figueiredo. Rio de Janeiro/Brasília: José Olympio/UNB, 2000.
DEJOURS, Christophe. A loucura do trabalho: estudo de psicopatologia do trabalho. Tradução de Ana Isabel Paraguay e Lucia Leal Ferreira. São Paulo: Cortez, 1997.
DRUCKER, Peter F. Sociedade pós-capitalista. 2. ed.Tradução de Nivaldo Montingelli. São Paulo: Pioneira, 1993.
DUBAR, Claude. A crise das identidades. A interpretação de uma mutação. Porto: Afrontamento, 2006.
DUBAR, Claude.. A socialização: construção das identidades sociais e profissionais. Tradução de Andréa Stahel M. da Silva. São Paulo: Martins Fontes, 2005.
FORRESTER, Viviane. O horror econômico. Trad. Álvaro Lorencini. 4. ed. São Paulo: UNESP, 1997.
FRANCO FILHO, Georgenor de Souza. Globalização e desemprego: mudanças nas relações de trabalho. São Paulo: LTr, 1998.
FREIDSON, Eliot. Renascimento do profissionalismo: teoria, proficia e política. Tradução de Celso Mauro Paciornik. São Paulo:Editora USP, 1998.
FRIEDMANN, Georges; NAVILLE, Pierre. Tratado de sociologia do trabalho. Tradução de Octavio Mendes Cajado. São Paulo: Cultrix, 1993, v. 1.
GIDDENS, Anthony. A constituição da sociedade. Tradução de Álvaro Cabral. São Paulo: Martins Fontes, 1989.
GOFFMAN, Erving. Estigma: notas sobre a manipulação da identidade deteriorada. Tradução de Márcia Bandeira de Mello Leite Nunes. Rio de Janeiro: Zahar, 1975.
Gombar Azevedo Oliveira, Jane . Um diálogo social entre Brasil e Italia: O mundo do trabalho diante da flexibilização dos espaços normativos.
Gombar, Jane. Da inclusão às flutuações no mundo do trabalho: Teletrabalho, terceiro setor e ócio criativo. Porto Alegre: Cidadela, 2015.
Gombar, Jane. Um diálogo social entre Brasil e Italia: o mundo do trabalho diante da flexibilização dos espaço normativos. Porto Alegre: Cidadela, 2015.
__________. Jane, ALBARNEZ, Renata Ovenhausen; HENKES, Silviana Lucia. Direitos Sociais e Políticas Públicas. Pelotas: UFPel, 2016.
GORZ, André. Metamorfoses do trabalho: crítica da razão econômica. São Paulo: Annablume, 2003.
HARVEY, David. A Condição pós-moderna: uma pesquisa sobre a origem da mudança cultural. Trad. Adail Ubirajara Sobral e Maria Estela Gonçalves. São Paulo: Loyola, 2001.
Hobsbawn, E. J.(1987). Mundos do trabalho. Rio de Janeiro: Paz e Terra.
KUMAR, Krishan. Da sociedade pós-industrial à pós-moderna: novas teorias sobre o mundo contemporâneo.Trad. Ruy Jungmann. Rio de janeiro: Jorge Zahar, 1997
LEITE, Márcia de Paula. O futuro do trabalho: novas tecnologias e subjetividade operária. São Paulo: Página Aberta, 1994.
LEITE, Márcia de Paula. Trabalho e sociedade em transformação: mudanças produtivas e atores sociais. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2003.
NASCIMENTO, Amauri Mascaro. Direito Contempoâneo do Trabalho. São Paulo:Saraiva, 2011.

1.15. Bibliografia complementar:
CESARTINO JUNIOR, Antônio Ferreira. Direito social. São Paulo: LTR – Ed. Universidade de São Paulo, 1980
COSTA, Orlando Teixeira. Direito coletivo do trabalho e crise econômica. São Paulo, LTr, 1991
DEJOURS, Christophe.A loucura do trabalho: estudo de psicopatologia do trabalho. São Paulo: Cortez, 1998.
COSTA, Marcelo Freire Sampaio. Dano moral coletiva nas relações laborais. São Paulo: LTr, 2016
HIRIGOYEN, Marie-France. Mal-estar no trabalho: redefinindo o assédio moral. Trad. Rejane Janowitzer. 7ª Ed. São Paulo: Bertrand Brasil, 2012
MARTINEZ, Luciano. Curso de direito do trabalho: relações individuais, sindicais e coletivas de trabalho. São Paulo: Saraiva, 2021
RUSSOMANO, Mozart Victor Princípios Gerais de Direito Sindical. Rio de Janeiro: Forense 1995.
SELIGMANN-SILVA, EdithTrabalho e desgaste mental: o direito de ser dono de si mesmo. São Paulo: Cortez, 2011.
SUSSEKIND, Arnaldo et al. Instituições de direito do trabalho, São Paulo: LTr, 2015.
* Nome do departamento, câmara ou área - de acordo com a organização estrutural da unidade - onde a disciplina está lotada.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • 1.14. Bibliografia básica ALVAREZ, Oscar Hernandez. O Pacto Social na América Latina. São Paulo: LTr, 1996. ALVES, Giovanni. O novo (e precário) mundo do trabalho. São Paulo: Boitempo, 2000. ANTUNES, Ricardo. Adeus ao trabalho: ensaios sobre as metamorfoses e a centralidade do mundo do trabalho. 4. ed. São Paulo/Campinas: Cortez/Editora Unicamp, 1997. ANTUNES, Ricardo. Os sentidos do trabalho: ensaio sobre a afirmação e a negação do trabalho. São Paulo: Boitempo, 2002. ARENDT, Hanna. Entre o passado e o futuro. Tradução de Mauro W. Barbosa de Almeida. São Paulo: Perspectiva, 1972. ARENDT, Hanna. A Condição Humana. Rio de Janeiro: Forense – Universitária, 2007. ARRIGHI, Giovanni. O longo século XX. Trad. Vera Ribeiro. São Paulo: UNESP, 1996. BALTAR, Paulo Eduardo de Andrade; DEDECCA, S. Claudio; HENRIQUE, Wilnês. Mercado de trabalho e exclusão social no Brasil. In: Carlos Eduardo Barbosa de Oliveira, Jorge Eduardo Mattoso (Org.). Crise e trabalho no Brasil, modernidade ou volta ao passado?. 2. ed. São Paulo: scrita, 1997. p.87-108. BARTOLETTI, Roberta. Tempo e lavoro nella società postindustriale: le politiche del tempo tra autonomia individuale e integrazione sociale. Milano: Franco Angeli, 1998. BECK, Ulrich. Il lavoro nell´epoca della fine del lavoro: tramonto delle sicurezze e nuovo impegno civile. Trad. Hellmut Riedeger. Torino: Einaudi, 2000. BELL, Daniel. O advento da sociedade pós-industrial. São Paulo: Cultrix, 1977 [1973]. BELL, Daniel. O advento da sociedade pós-industrial: uma tentativa de previsão social. Tradução de Heloysa de Lima Dantas. São Paulo: Cultrix, 1977. CASTEL, Robert. A metamorfose da questão social: uma crônica do salário. Trad. Iraci D. Poleti. Petrópolis: Vozes, 1998. CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. tradução: Roneide Venancio Majer com a colaboração de Klauss Brandini Gerhardt. 7. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2003. CHIARELLI, Carlos Alberto. Trabalho: do hoje para o amanha. São Paulo:LTR, Caxias do Sul, 2006. CHIARELLI, Carlos

Página gerada em 12/08/2022 15:05:00 (consulta levou 0.066285s)