Nome da Disciplina
ECOLOGIA E SANEAMENTO AMBIENTAL
CÓDIGO
0050052
Carga Horária
34 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
2
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
1
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
1
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
2
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

A DISCIPLINA DESENVOLVER-SE-Á A PARTIR DE UM PROCESSO
CUMULATIVO DE APRENDIZADO, QUE PROPORCIONE AO ALUNO, INICIALMENTE, O
CONHECIMENTO SOBRE - ECOLOGIA - SUA RELAÇÃO COM OUTRAS CIÊNCIAS E SUA
RELEVÂNCIA A PARTIR DE ESTUDO DOS FATORES ECOLÓGICOS, CLIMÁTICOS,
ABIÓTICOS (NA ÁGUA E NO SOLO), ALIMENTARES E BIÓTICOS; DA CONCEITUAÇÃO E
CARACTERIZAÇÃO DAS POPULAÇÕES NATURAIS, PARÂMETROS BÁSICOS DA
69
POPULAÇÃO, ESTRUTURA ETÁRIA, MORTALIDADE E DA CONCEITUARÃO DE
ECOSSISTEMA, EVOLUÇÃO, FLUXO DE ENERGIA, CICLOS BIO-GEO-QUÍMICOS.
SEGUINDO COM O CONHECIMENTO SOBRE - SANEAMENTO AMBIENTAL –
ESTABELECENDO UMA CONCEITUAÇÃO CLARA, DE ENTENDIMENTO AMPLO, SOBRE
SANEAMENTO E MEIO AMBIENTE, SUAS CORRELAÇÕES E SOLUÇÕES TÉCNICAS A
PARTIR DO ESTUDO SISTEMATIZADO DA LEGISLAÇÃO, DO PLANEJAMENTO URBANO,
DA GESTÃO DOS SERVIÇOS E DO CONTROLE SOCIAL.

Objetivos

Objetivo Geral:

PROPORCIONAR AOS ALUNOS DO CURSO DE NUTRIÇÃO,
CONHECIMENTOS DO MEIO AMBIENTE E DE SANEAMENTO, SUAS CORRELAÇÕES E
SOLUÇÕES TÉCNICAS A PARTIR DO ESTUDO SISTEMATIZADO DA LEGISLAÇÃO, DO
PLANEJAMENTO URBANO, DA GESTÃO DOS SERVIÇOS E DO CONTROLE SOCIAL

Conteúdo Programático

1. INTRODUÇÃO À DISCIPLINA DE ECOLOGIA E SANEAMENTO AMBIENTAL,
CONCEITOS, IMPORTÂNCIA, CONSIDERAÇÕES POLÍTICAS, ECONÔMICAS, SOCIAIS E
CULTURAIS.
2. ECOLOGIA – DIVISÕES. INTRODUÇÃO À AUTOECOLOGIA. FATORES ECOLÓGICOS,
FATORES ABIÓTICOS E BIÓTICOS.
3. CARACTERÍSTICA DAS POPULAÇÕES, PARÂMETROS BÁSICOS, ESTRUTURA
ETÁRIA, MORTALIDADE, MIGRAÇÃO, EQUILÍBRIO, RENDIMENTO, POLIMORFISMO E
INTERAÇÃO.
4. NOÇÕES DE BIOCENOSE E ECOSSISTEMA. DELIMITAÇÃO, CARACTERÍSTICAS E
EVOLUÇÃO DAS BIOCENOSES. TRANSFERÊNCIA DE MATÉRIA E ENERGIA NOS
ECOSSISTEMAS. PRODUTIVIDADE NOS ECOSSISTEMA.
5. ECOLOGIA APLICADA - AÇÃO DO HOMEM SOBRE A NATUREZA. IMPACTO
AMBIENTAL.
6. SANEAMENTO - DEFINIÇÃO, SERVIÇOS, SITUAÇÃO ATUAL. LEGISLAÇÃO.
PLANEJAMENTO URBANO. GESTÃO DOS SERVIÇOS DE SANEAMENTO. CONTROLE
DA SOCIEDADE.
7. SANEAMENTO E MEIO AMBIENTE. CONCEITUAÇÃO DE POLUIÇÃO. ÁGUA - SOLO -
AR, CARACTERIZAÇÃO, USOS E EXIGÊNCIAS DE QUALIDADE, PROCESSOS
POLUIDORES E TÉCNICAS DE CONTROLE DA POLUIÇÃO.
8. SANEAMENTO E SAÚDE PÚBLICA. DEFINIÇÃO DE SAÚDE. EDUCAÇÃO SANITÁRIA.
PATOLOGIAS RELACIONADAS COM A FALTA DE SANEAMENTO.
9. ABASTECIMENTO DE ÀGUA. SISTEMAS, QUANTIDADE, QUALIDADE. CAPTAÇÃO,
TRATAMENTO E DISTRIBUIÇÃO.
10. ESGOTOS SANITÁRIOS. OBJETIVOS E BENEFÍCIOS. QUANTIDADE, QUALIDADE E
EFEITOS DOS ESGOTOS. SOLUÇÕES DE ESGOTAMENTO. TRATAMENTO.
11. DRENAGEM PLUVIAL. CARACTERIZAÇÃO. EROSÕES URBANAS, CHUVAS, INFRAESTRUTURA,
DIMENSIONAMENTO E COMPONENTES DO SISTEMA.
12. LIMPEZA PÚBLICA. RESÍDUOS SÓLIDOS. LIMPEZA, ACONDICIONAMENTO,
COLETA,
DISPOSIÇÃO FINAL E RECICLAGEM DO LIXO

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • BARROS, R. T. DE V. ET ALLI. SANEAMENTO. BELO HORIZONTE: ESCOLA DE ENGENHARIA DA UFMG, 1995 221 P. ODUM, E. P. & G.W. BARRET 2017. FUNDAMENTOS DE ECOLOGIA. EDITORA THOMSON, SÃO PAULO 612P.

Bibliografia Complementar:

  • PESSON. P. LA CONTAMINACION DE LAS AGUAS CONTINENTAIS. MADRID: MUNDIPRENSA, 1978 335 P. BEGON, M., C.R. TOWNSEND & J.L. HARPER, 2017 ECOLOGIA DE INDIVÍDUOS E ECOSSISTEMAS. EDITORA ARTMED, PORTO ALEGRE, 4ª EDIÇAÕ 752 P. COLE, G. 1998. MANUAL DE LIMNOOLOGIA. BUENOS AIRES; HEMISFÉRIO SUR.405P. DAJAZ, R. 2005. PRINCIPIOS DE ECOLOGIA. EDITORA ARTMED. PORTO ALEGRE – RS, 7ª EDIÇÃO 520P. LOVELOCK, J. 2007. GAIA: UM NOVO OLHAR SOBRE A VIDA NA TERRA. EDIÇÕES 70. LISBOA. 168P. MILLER JR. G.T. 2007. CIÊNCIA AMBIEMTAL. EDITORA THOSON LEAMING. SÃO PAULO. 501P. ODUM, E.P. 2004. FUNDAMENTOS DE ECOLOGIA. FUNDAÇÃO CALOUSTE GUIBENKIAN, LISBOA 7ª EDIÇÃO 927P. SCHAFER, A. 1984 FUNDAMENTOS DE ECOLOGIA E BIOGGEOGRAFIA DAS AGUAS CONTINENTAIS. PORTO ALEGRE: EDITORA UFRGS. 532 P. SEWELL, G.H. 1978. ADMINISTRAÇÃO E CONTROLE DA QUALIDADE AMBIENTAL. SÃO PAULO EPU/EDUSP/CETESB. 295P. VALLA, C. E. DO 1995. QUALIDADE AMBIEMTAL. SÃO PAULO. PIONEIRA 117P.

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
M1 2018 / 2 60 33 Nutrição (Bacharelado)
Horários
ManhãTardeNoite
QUA10:00 - 10:50
10:50 - 11:40
CLOVIS CAMPOS ALT
Professor responsável pela turma

Página gerada em 12/12/2018 19:37:09 (consulta levou 0.117297s)