Nome da Atividade
MEDIAÇÃO ARTÍST.: EXPER. POETICOEDUCATIVAS
CÓDIGO
05000840
Carga Horária
60 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
2
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Pesquisar e refletir a mediação como acontecimento poéticoeducativo e promover experiências de mediação em diferentes espaços.

Objetivos

Objetivo Geral:

Objetivo geral: Orientar e provocar o aluno quanto à percepção, desenvolvimento histórico, elaboração e execução da mediação artística em diversos modos e espaços, de forma crítica, poética e educativa.

Objetivos específicos:
-Pesquisar a mediação e suas variações,
-Compreender a produção artística como agente fomentador da mediação,
-Refletir a mediação como acontecimento poeticoeducativo,
-Promover a experiência de mediação em diferentes espaços, expositivos ou não.

Conteúdo Programático


1. A mediação e suas variações.
1.1 A origem da palavra mediação,
1.2. A mediação em diferentes campos do conhecimento.
2. A mediação no campo das Artes Visuais.
2.1. Diferentes possibilidades metodológicas de mediação,
2.2. O papel do mediador em diferentes contextos - escolas, museus, galerias, bienais, cotidiano
3. A mediação como acontecimento poeticoeducativo
3.1. A mediação no contexto de produções artísticas.
3.2. O mediador artista: a potência de criação da mediação,
4. O mediador artista no acontecimento da mediação.
4.1. O mediador em contato com o público.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • BALDISSEROTTO, Ana Flávia e BERNARDES, Maria Helena. A estrada que não sabe de nada. Rio de Janeiro: Confraria do Vento, 2012
  • BASBAUM. Ricardo. Quem é que vê nossos trabalhos?. In: CRIAÇÃO E CRÍTICA. Seminários Internacionais Museu do Vale. Vila Velha: ES, 2009.
  • BARBOSA, Ana Mae. Museus como Laboratórios. Disponível em: http://www.revistamuseu.com.br/artigos/art_.asp?id=3733, acesso em: 17/10/2012.
  • BENJAMIN, Walter. O Narrador: considerações sobre a obra de Nikolai Leskov. In: Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. São Paulo: Brasiliense, 1994, p. 197-221.
  • BONDÍA, Jorge Larrosa. Notas sobre a experiência e o saber de experiência. Revista Brasileira de Educação, v. 19, p. 20-28: Campinas, 2002.
  • CAUQUELIN, Anne. Teorias da Arte. São Paulo: Martins Fontes, 2005. ______. Arte Contemporânea: uma introdução. São Paulo: Martins Fontes, 2005. ______Freqüentar os Incorporais: Contribuição a uma Teoria da Arte Contemporânea. São Paulo: Martins Fontes, 2007.
  • CHIOVATTO, Milene. O Professor Mediador. In HELGUERA, Pablo (org.). Mediação – traçando território. Porto Alegre: Fundação Bienal do Mercosul, 2011.
  • CLARK, Lygia. Textos de Lygia Clark, Ferreira Gullar e Mário Pedrosa. Rio de Janeiro: Funarte, 1980.
  • Critica e Criação. Seminários Intencionais Museu Vale, 2009. DIAS, Rosa. Nietzsche, vida como obra de arte. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.
  • FERREIRA, Glória e COTRIM, Cecilia (orgs.). Escritos de artista: anos 60 e 70. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed, 2006.
  • GALLO, Silvio. Deleuze e a Educação. Capitulo Rasgar o caos : a filosofia como criação de conceitos (p.34-52). Belo Horizonte: Ed. Autentica, 2008.
  • GRINSPUM, Denise. Museu e escola: responsabilidade compartilhada na formação de públicos. Boletim Arte na Escola, n. 34, São Paulo: Instituto Arte na Escola, 2004.
  • HONORATO, Cayo. Mediação na arte contemporânea: posições entre sistemas de valores adversos. In: MARCELINA. Revista do Mestrado em Artes Visuais da Faculdade Santa Marcelina. - Ano 3, v.3 (2. sem. 2009). – São Paulo: FASM, 2009, pp 52-68. Disponível em: http://pt.scribd.com/doc/166541551/Re-Vista-Marcelina-3#scribd
  • Lygia Clark e Hélio Oiticica: 9º Salão de Artes Plásticas. Rio de Janeiro/São Paulo, 1986/1987.
  • MARTINS, Mirian Celeste (org). Mediações: provocações estéticas. São Paulo: Universidade Estadual Paulista – Instituto de Artes. Pós-Graduação, 2005.
  • MENDONÇA, Vera Rodrigues de. Arte e Mediação: Percepção requer envolvimento. In: Revista Concinnitas, Rio de Janeiro: UERJ, 2010.
  • OITICICA, Hélio. Aspiro ao grande labirinto. Rio de Janeiro: Rocco, 1986.
  • RANCIÈRE, Jacques. O espectador emancipado. São Paulo, SP: Editora WMF Martins Fontes, 2012. ___________. O mestre ignorante – cinco lições sobre a emancipação intelectual. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2011. ROLNIK, Suely. O saber-do-corpo nas práticas curatoriais Driblando o inconsciente colonial-capitalístico. Seminário Curadoria em Artes visuais – um panorama histórico e prospectivo - do Santander Cultural, Porto Alegre, 2017. __________. Furor de Arquivo. In: Arte e Ensaios, PPGAV- EBA - UFRJ, ano XVI, nº19, dezembro de 2009. _________. Memória do corpo contamina museu. Revista Concinnita,s ano 9, volume 1, número 12, p.14-27, julho 2008.
  • SILVEIRA, Rafael. Entre a arte e a educação: Restituindo potências de criação. Porto Alegre, 2012. 99 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Artes Visuais). Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).
  • VERGARA, Guilherme Luiz. Espaços de mediação entre utopias – escrita e inscrições labirínticas de temporalidades: jogos + rituais = simbólico. Desafios políticos-pedagógicos das ideias e invenções de Hélio Oiticica. IN: ARANHA, Carmen S.G. e CANTON, Katia (orgs). Espaços da Mediação. São Paulo: PGEHA/Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, 2011.

Bibliografia Complementar:

  • BOURRIAUD, Nicolas. Estética Relacional. Buenos Aires: Adriana Hidalgo, 2007.
  • Biblioteca do Professor n°. 6: Deleuze Pensa a Educação. Ano II. São Paulo: Editora
  • CORAZZA, Sandra. O que Deleuze quer da educação? REVISTA EDUCAÇÃO – Especial: Segmento, 2007a, p. 16-27.
  • GALEANO, Eduardo. O livro dos abraços. Porto Alegre: L&PM, 1991.
  • GALVÃO, Luiz e MOREIRA, Moraes. Mistério do planeta. Intérprete: Novos Baianos. In: Acabou Chorare. Som Livre, Estúdio Somil: Rio de Janeiro, 1972. LP, estéreo.
  • MEDEIROS, Elton e TOM ZÉ. Tô. Intérprete: Tom Zé. In: Estudando o samba. Rio de Janeiro: Continental, 1976. LP, estéreo.
  • NAKASHATO, Guilherme. A educação não formal como campo de estágio: contribuições na formação inicial do arte/educador. São Paulo: SESI-SP editora, 2012.
  • PASSEGGI, Maria da Conceição. A experiência em formação. Porto Alegre: Revista Educação, v. 34, p. 147-156, 2011.
  • SILVA, Juremir da. As tecnologias do imaginário. Porto Alegre: Sulina, 2003.

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
M51 2020 / 1 20 11 Artes Visuais (Licenciatura)
Horários
ManhãTardeNoite
QUI13:30 - 14:20
14:20 - 15:10
15:10 - 16:00
16:00 - 16:50
CAROLINA CORREA ROCHEFORT
Professor responsável pela turma

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
MEDIAÇÃO ARTÍST.: EXPER. POETICOEDUCATIVAS Artes Visuais (Licenciatura)

Página gerada em 27/11/2020 02:55:55 (consulta levou 0.149327s)