Nome da Disciplina
FARMACOGENÔMICA
CÓDIGO
22000036
Carga Horária
60 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
2
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CRÉDITOS
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Introdução ao estudo do Sistema nervoso central. Metabolismo neuronal e glial, incluindo síntese e reciclagem de neurotransmissores. Transmissão sináptica. Receptores cerebrais: classificação, distribuição e respostas intracelulares. Sistemas de sinalização celular associadas a proteínas quinases. Introdução à farmacogenômica/farmacogenética. Biomarcadores preditivos da terapia individualizada. Testes genéticos versus variabilidade individual. Polimorfismos Genéticos como modelo de estudo em farmacogenômica. Exemplos de terapias personalizadas. Farmacocinética aplicada: nanomedicamentos e biofármacos.

Objetivos

Objetivo Geral:

Estudar os mecanismos biológicos e bioquímicos (celular e molecular) envolvidos na patofisiologia e terapêutica das doenças degenerativas como suas implicações para o entendimento dos mecanismos de ação dos fármacos e para o desenvolvimento de novos medicamentos. Compreender as bases conceituais de farmacogenética e farmacogenômica, suas aplicações atuais e potenciais dentro da concepção da “personalização farmacológica” de subgrupos populacionais ou indivíduos, utilizando para isso estratégias genéticas para o desenvolvimento de novos potenciais alvos terapêuticos.

 

Objetivos Específicos:

Introdução ao estudo do Sistema nervoso central. Metabolismo neuronal e glial, incluindo síntese e reciclagem de neurotransmissores. Transmissão sináptica. Receptores cerebrais: classificação, distribuição e respostas intracelulares. Sistemas de sinalização celular associadas a proteínas quinases. Introdução à farmacogenômica/farmacogenética. Biomarcadores preditivos da terapia individualizada. Testes genéticos versus variabilidade individual. Polimorfismos Genéticos como modelo de estudo em farmacogenômica. Exemplos de terapias personalizadas. Farmacocinética aplicada: nanomedicamentos e biofármacos.

Conteúdo Programático

1. Noções de organização anátomo-funcional do sistema nervoso central
2. Neurotransmissão e neurotransmissores
3. Doenças que afetam o Sistema nervoso central
4. Interação de agentes neurotóxicos com alvos moleculares
5. Vias de sinalização celular associadas a proteínas quinases no sistema nervoso central
6. Princípios gerais de farmacogenética e farmacogenômica
7. Farmacogenômica e desenvolvimento de novos potenciais alvos terapêuticos
8. Farmacocinética aplicada
9. Sistemas de liberação controlada de fármacos
10. Estratégias e etapas de desenvolvimento de biofármacos
11. Avaliações pré-clínica e clínica de biofármacos

Bibliografia

Bibliografia Básica:

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
NEUROBIOTECNOLOGIA E FARMACOGENÔMICA Biotecnologia (Bacharelado)

Página gerada em 25/06/2019 13:19:13 (consulta levou 0.128426s)