Nome da Disciplina
DRENAGEM URBANA
CÓDIGO
22000133
Carga Horária
45 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
3
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
1
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
2
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
3
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

Concepção e planejamento dos sistemas de drenagem urbana. Estudos hidrológicos típicos e critérios para dimensionamento hidráulico. Sistemas de microdrenagem: captação das águas pluviais, galerias e pequenos canais. Dimensionamento do sistema de macrodrenagem: canais, bueiros e transições.

Objetivos

Objetivo Geral:

Proporcionar ao aluno o entendimento dos processos hidrológicos no meio urbano e o desenvolvimento da capacidade crítica para análise e concepção de projetos de drenagem urbana, buscando a compatibilização das técnicas de drenagem e a conservação do meio ambiente.

Conteúdo Programático

Programa:

Unidade 1 – Água no Meio Urbano.
1.1. O ciclo em meio urbano: precipitação, infiltração, evapotranspiração, escoamento superficial e escoamento subterrâneo.
1.2. Impactos da urbanização no ciclo hidrológico: taxas de impermeabilidade, desbalanceamento do ciclo hidrológico, impactos quantitativos e qualitativos.
1.3 Tipos de Enchentes: de acordo com a localização, de acordo com a duração, causas e efeitos.

Unidade 2 – Drenagem Pluvial Urbana
2.1. Conceito de drenagem.
2.2. Drenagem pluvial: histórico da drenagem pluvial urbana, conceitos higienista, racionalista e ambientalista.
2.3. Concepção das obras de drenagem pluvial: traçado, inserção no meio ambiente, interferências e critérios de projeto.
2.4. Microdrenagem, galerias e pequenos canais.
2.5. Macrodrenagem, canais bueiros e transições.

Unidade 3 – Técnicas para o Dimensionamento de obras de drenagem
3.1. Hietograma de projeto: equação IDF, análise de séries temporais, período de recorrência.
3.2. Modelagem Hidrológica: parametização, locais com dados, locais sem dados.
3.3. Análise de séries históricas: vazões máximas, marcas de enchentes e noções de regionalização.

Unidade 4 – Técnicas Compensatórias
4.1. Melhores práticas de gerenciamento: conceito, medidas estruturais e não estruturais de caráter distribuído ou concentrado.
4.2. Desenvolvimento de baixo impacto: conceito, tecnologia verde, integração com a paisagem.
4.3. Medidas estruturais: Reservação, Infiltração, Fitotecnologias e Renaturalização.
4.4 Medidas não-estruturais: Zoneamento e Planos Diretores de drenagem urbana.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
DRENAGEM URBANA Engenharia Hídrica (Bacharelado)

Página gerada em 25/06/2019 05:06:50 (consulta levou 0.144011s)