Nome da Disciplina
ANTROPOLOGIA RURAL
CÓDIGO
10910040
Carga Horária
60 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

Introdução a teorias e abordagens pertinentes à prática da investigação antropológica junto a populações rurais.

Objetivos

Objetivo Geral:

- Oportunizar a apreensão de noções e conceitos fundamentais aos estudos antropológicos do rural.
Específicos:
- Pensar Gênero e Capesinato;
-Refletir sobre trabalho, família e lógica simbólica camponesa.

Conteúdo Programático

1. Antropologia Rural, Antropologia do Rural, Antropologia no Rural
2. Exorcizando fantasmas: o fim do campesinato
3. O campesinato como sistema econômico
4. O trabalho familiar
5. Família e estratégias de reprodução social do campesinato
6. Gênero e campesinato
7. Os estudos de comunidade no Brasil: uma aproximação
8. A comunidade rural camponesa
9. A comunidade rural como comunidade moral
10. A lógica e a simbólica da lavoura camponesa
11. Representações sobre a identidade camponesa
12. Relações campo-cidade

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • CANDIDO, Antonio. Os parceiros do Rio Bonito: estudo sobre o caipira paulista e a transformação dos seus meios de vida. São Paulo: Livraria Duas Cidades, 1987.
  • WOORTMANN, Ellen F. Herdeiros, parentes e compadres: colonos do Sul e sitiantes do Nordeste. Brasília: Editora da UnB, 1995.
  • BRANDÃO, C. R. Plantar, colher, comer: um estudo sobre o campesinato goiano. Rio de Janeiro: Graal, 1981.

Bibliografia Complementar:

  • CARNEIRO, Maria José. "Rural" como categoria do pensamento. Ruris, v. 2, n. 1. Campinas, 2008.
  • CARNEIRO, Maria José. O ideal rurbano: campo e cidade no imaginário de jovens rurais. In: TEIXEIRA DA SILVA, Francisco Carlos; SANTOS, Raimundo; COSTA, Luis Flávio (Org.). Mundo rural e política. Rio de Janeiro: Campus, 1998.
  • CHAYANOV, Alexander V. Sobre la teoría de los sistemas económicos no capitalistas. Cuadernos Políticos, México, n. 5, p. 15-31, 1975.
  • FELDMAN-BIANCO, Bela; RIBEIRO, Gustavo Lins (Org.). Antropologia e poder: contribuições de Eric R. Wolf. Brasília: Editora da UnB, 2003.
  • ITURRA, Raul. A reprodução no celibato. In: A religião como teoria da reprodução social: ensaios de antropologia social sobre religião, pecado, celibato e casamento. Lisboa: Escher, 1991.
  • VVAA. História Social do Campesinato Brasileiro. São Paulo: Ed. UNESP, 2009. 9 v.

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
T1 2019 / 2 40 14 Antropologia (Bacharelado)
Horários
ManhãTardeNoite
SEG19:00 - 19:50
19:50 - 20:40
20:40 - 21:30
21:30 - 22:20
RENATA MENASCHE
Professor responsável pela turma

Página gerada em 13/12/2019 01:23:32 (consulta levou 0.235991s)