Nome da Disciplina
LABORATÓRIO DE ENSINO DE MATEMÁTICA I
CÓDIGO
11260003
Carga Horária
60 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
4
CRÉDITOS
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

(Re) Construção de habilidades e conceitos de matemática pelos alunos do curso via experimentos em laboratório. Identificação de estratégias para o ensino de habilidades e conceitos de Matemática dos Níveis Básicos.

Objetivos

Objetivo Geral:

Manusear, criar, elaborar, analisar e avaliar diferentes materiais e métodos utilizados no ensino da matemática. Realizar pesquisa bibliográfica referente a métodos didáticos que envolvem a construção do conhecimento matemático.

Conteúdo Programático

Estratégias para levar alunos do Nível Fundamental de Ensino à construção de conceitos matemáticos, a representações simbólicas desses e à construção de algoritmos para desenvolvimento de cálculos, representações gráficas e soluções de problemas.
Representação de conjuntos
União e intersecção de conjuntos;
Classificação de elementos de um conjunto – subconjuntos de um conjunto;
Complementar de um conjunto;
Implicação lógica e sua relação com o conceito de conjunto;
Negação de sentença matemática e sua relação com o conceito de conjunto;
Silogismo disjuntivo;
Representação de números;
Operações com números naturais (divisão, multiplicação, subtração e adição);
Construção do conceito e da representação de fração;
Construção do conceito de equação;
Figuras geométricas: segmentos de reta, ângulos, polígonos;
Medidas de comprimento, perímetros e áreas.

Aspectos do processo de aprendizagem
O conceito de erro;
A subjetividade na observação;
A subjetividade na representação;
As experiências do aprendiz;
A troca de experiências entre os sujeitos envolvidos no processo de aprendizagem;
Limites e interesses individuais dos aprendizes;
A autoregulação e a regulação pelo grupo;
Aprendizagem x desenvolvimento histórico do conhecimento matemático.

Aspectos do processo de ensino
Planejamento de atividades;
Experimentação de estratégias;
Regulação do processo de ensino;
Avaliação da aprendizagem.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • BOYER, C. História da matemática. São Paulo: Edgar Blucher, 1974
  • BROUGERE, G. Jogo e Educação. Ed. ARTMED.
  • D’AMBRÓSIO, Ubiratan. Da realidade a ação. Campinas: Editora UNICAMP, 1986.
  • DIENES, Z. P. e GOLDING, E. W. Conjuntos, Números e Potências. Ed EPU
  • DIENES, Z. P. & GOLDING, E. W.. Exploração do espaço e prática de medição. Col. Os primeiros passos em matemática –Vol 3. (Trad. de Oclide José Dotto) São Paulo: Ed. Herder, 1969.
  • DIENES, Z. P. & GOLDING, E. W.. Lógica e jogos lógicos. Col. Osprimeiros passos em matemática -Vol. 1. (Trad. de Oclide José Dotto, rev. E adapt. De Ormil Alves Pilatti). São Paulo: Ed. Herder, 1969
  • CANDAU, Vera Maria. A didática em questão. São Paulo: Ed. Vozes, 1982.
  • CARVALHO, Dione L. Metodologia do ensino da matemática. São Paulo: Cortez, 1990
  • LAKATOS, Eva Maria, MARCONI, Marina. Técnicas de pesquisa. São Paulo: Atlas, 1988
  • LIMA, Elon Lages. Medida em geometria. Coleção do professor de matemática. Sociedade Brasileira de Matemática.
  • Parâmetros Curriculares Nocionais –Vol. 3 -Matemática (5a a 8a).MEC.
  • SINGER, Naomi E. & Miller, Matthew J.. Atividades educacionais I. Trad. de Marta Malvezzi Leal. São Paulo: Madras Ed. Ltda, 2002

Bibliografia Complementar:

  • BRETTAS, Luiz Alberto. Pesquisa e produção de novos materiais e métodos para o ensino de matemática. Tese de Doutorado em Mídia e Conhecimento. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. Florianópolis : UFSC, 2005.
  • CARRAHER, Terezinha Nunes (org.). Aprender pensando. Recife: SEC/UFPe, 1985.
  • CARRAHER, Terezinha N. , SCHLIEMANN, Ana Lúcia D. Álgebra na feira? In: CARRAHER, TEREZINHA, SCHLIEMANN, ANA LÚCIA, CARRAHER, DAVID. Na vida dez ,na escola zero. 10.ed. São Paulo: Cortez editora, 1995. Capítulo 7, p. 127-141.
  • FERREIRA, André Luis Andrejew. Processos cognitivosna diferenciação e aplicabilidade dos conceitos de equação e função na físico-química. Tese de Doutorado em Informática na Educação. Programa de Pós-graduação em Informática na Educação. Porto Alegre: UFRGS, 2010
  • FONSECA, Márcia Souza da. Sobre a matematização do mundo e a desmundanização matemática. Tese de Doutorado Em Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação. Porto Alegre: PUCRS, 2005
  • GERDES, Paulus. Sobre o despertar do pensamento geométrico. Curitiba: Editora UFPR, 1992. 105p
  • KOTHE, Siegfried. Pensar é divertido. São Paulo: E.P.U., 1970.
  • LOVELL, K. O desenvolvimento dos conceitos matemáticos e científicos na criança. Porto Alegre: Artes médicas, 1988
  • LUCKESI, Cipriano et al. Fazer universidade; uma proposta metodológica. São Paulo: Cortez, 1987.
  • PEREZ, Geraldo. A realidade sobre o Ensino da Geometria no 1º e 2º graus, no Estado de São Paulo. A Educação Matemática em revista, Geometria, Blumenau, n. 4, p. 54-62, 1º semestre,1995.
  • PIMENTA, Selma Garrido & GONÇALVES, Carlos Luiz. Revendo o ensino de 2º grau; propondo a formação de professores. São Paulo: Cortez, 1990.
  • PONTE J. P, BROCADO, J e OLIVEIRA, H. Investigações matemática em Sala de Aula. Ed. Autêntica.
  • ZERMIANI, Vilma J. Álgebra; brincando, redescobrindo, compreendendo. Blumenau: Editora da FURB, 1987.

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
LABORATÓRIO DE ENSINO DE MATEMÁTICA I Matemática (Licenciatura)

Página gerada em 14/11/2019 17:23:22 (consulta levou 0.154161s)