Nome da Atividade
HIDROGEOGRAFIA - B
CÓDIGO
10060082
Carga Horária
60 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

O ciclo hidrológico; O sistema Bacia Hidrográfica; Hidrologia de encostas; Fisiografia e dinâmicas fluviais; Águas subterrâneas; Aspectos da qualidade das águas; Impactos ambientais e gestão dos recursos hídricos.

Objetivos

Objetivo Geral:

Ao término da disciplina se espera que o (a) aluno (a) seja capaz de reconhecer importantes processos relacionados às dinâmicas hídricas no espaço geográfico e de discorrer sobre possibilidades de gestão dos recursos hídricos.

 

Objetivos Específicos:

Entender a importância dos recursos hídricos no processo de desenvolvimento regional.
Ressaltar a importância dos conhecimentos dos padrões da organização natural e da utilização adequada dos recursos naturais a fim de evitar um desequilíbrio sistêmico.

Conteúdo Programático

01. Considerações introdutórias à Hidrogeografia;

02. Água: ocorrência e demandas, consumo e perdas;

03. O ciclo hidrológico;

04. Bacia de drenagem/ Sistema bacia hidrográfica;

05. Hidrologia de encostas: interceptação da vegetação e infiltração;

06. Potamografia:

06.1. Fisiografia fluvial;

06.2. Processos fluviais;

06.3. Impactos, conservação e recuperação de ambientes fluviais;

07. Águas subterrâneas;

08. Aspectos da qualidade das águas;

09. Recursos hídricos: Água e saúde humana; Água e saneamento básico (ênfase às questões locais); Água no meio urbano (ênfase às questões locais); Água na agricultura e pecuária; Gestão de recursos hídricos (ênfase às questões regionais e locais).

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • CUNHA, S. B. Geomorfologia Fluvial In.: GUERRA, A. J. T.; CUNHA, S. B. (Orgs.). Geomorfologia: uma atualização de bases e conceitos. 7° ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2007. P. 211-52. MACHADO, P.. J. de O.; TORRES, F. T. P. A água na natureza (a água em números e os números da água). In: MACHADO, P.. J. de O.; TORRES, F. T. P. Introdução à Hidrogeografia. São Paulo: Cengage Learning, 2012. P. 09-23. _____________. Bacia Hidrográfica. In: MACHADO, P.. J. de O.; TORRES, F. T. P. Introdução à Hidrogeografia. São Paulo: Cengage Learning, 2012. P. 37-77. _____________. Ciclo hidrológico. In: MACHADO, P.. J. de O.; TORRES, F. T. P. Introdução à Hidrogeografia. São Paulo: Cengage Learning, 2012. P. 25-35. _____________. Introdução à Hidrogeografia. In: MACHADO, P.. J. de O.; TORRES, F. T. P. Introdução à Hidrogeografia. São Paulo: Cengage Learning, 2012. P. 01-07. NETTO, A. L. C. Hidrologia de encosta na interface com a Geomorfologia. In.: GUERRA, A. J. T.; CUNHA, S. B. (Orgs.). Geomorfologia: uma atualização de bases e conceitos. 7° ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2007. P. 105 – 126.

Bibliografia Complementar:

  • BOTELHO, R. G. M. Bacias Hidrográficas Urbanas. In.: GUERRA, A. T. G. (Org.) Geomorfologia Urbana. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2011. P. 71-116 GARRISON, T. Fundamentos de Oceanografia. São Paulo: Cengage Learning, 2010. 426p. HAAS, M. B. Capítulo1 - Definição de parâmetros para a proteção de nascentes em propriedades rurais no município de Rolante/ RS. In.: GASS, S. L. B.; DAL FORNO, M. A. R.; HASS, M. B. Áreas de Preservação Permanente - APPs: Legislação, Práticas Científicas e Conservação da Natureza. Ed. Unijuí, 2013. P. 19-56 HIRATA, R. Recursos hídricos. In.: TEIXEIRA, W. et. al. (Orgs.). Decifrando a Terra. São Paulo: Oficina de Textos, 2003. P. 421-70. KARMANN, I. Ciclo da água: água subterrânea e sua ação geológica. In.: TEIXEIRA, W. et. al. (Orgs.). Decifrando a Terra. São Paulo: Oficina de Textos, 2003. P. 113 – 38 MENEGAT, R.; KIRCHHEIM, R. E. Lagos, rios e arroios: as doces águas da superfície. In.: MENEGAT, R. (Coord. Geral). Atlas ambiental de Porto Alegre. 2° ed. Porto Alegre: Editora da UFRGS. P. 35-36 POLETO, C.; TASSI, R. & SILVEIRA, A. L.. Gestão de recursos hídricos. In.: POLETO (Org.) Introdução ao gerenciamento ambiental. Rio de Janeiro: Interciência, 2010. P. 01 - 20 REHBEIN, M. O.; FUJIMOTO, N. S. V. M. Análises de transformações morfodinâmicas em sitio urbano: o caso da Vila Augusta/ Região Metropolitana de Porto Alegre/ RS. Revista do Departamento de Geografia. N° 20. DEGEO, FFLCH, USP, 2010. P. 77-91. Disponível em: < https://www.revistas.usp.br/rdg/article/view/47243 > RODRIGUES, C.; ADAMI, S. Técnicas fundamentais para o estudo de bacias hidrográficas. In.: VENTURI, L. A. B. (Org.). Praticando geografia: técnicas de campo e laboratório. São Paulo: Oficina de Textos, 2005. P. 147 – 66. STEIFFERT. M. E. B. Gestão de recursos hídricos. In.: STEIFFERT. M. E. B. Gestão ambiental: Instrumentos, esferas de ação e educação ambiental. 1° Ed.. São Paulo: Atlas, 2010. P. 129 – 146 SILVEIRA, A. L. L. Ciclo hidrológico e bacia hidrográfica

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
T1 2021 / 1 25 22 Geografia (Bacharelado - Noturno)
Horários
ManhãTardeNoite
TER20:40 - 21:30
21:30 - 22:20
MOISES ORTEMAR REHBEIN
Professor responsável pela turma

Página gerada em 28/11/2021 09:28:59 (consulta levou 0.113817s)