Nome da Disciplina
GESTÃO DO PATRIMÔNIO E POLÍTICAS PÚBLICAS DE PRESERVAÇÃO
CÓDIGO
10790042
Carga Horária
60 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
CRÉDITOS
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

Conceituação de patrimônio cultural. Estudo da legislação brasileira para preservação de bens culturais nas três esferas dos Poderes, Análise crítica da legislação brasileira e sua aplicação prática em diferentes contextos. História da legislação brasileira. Estudo das cartas patrimoniais, dos órgãos de preservação Federal, Estadual e Municipal e seus instrumentos de preservação e órgãos de preservação internacional.

Objetivos

Objetivo Geral:

Discutir e analisar os conceitos de patrimônio, seus instrumentos e medidas de salvaguarda e as políticas públicas a ele envolvidas.

 

Objetivos Específicos:

Compreender a trajetória e a ampliação do conceito de patrimônio; Analisar os diferentes tipos de patrimônio; Entender a diferença entre bens culturais e bens patrimoniais; Conhecer os órgãos e instrumentos de proteção do patrimônio no contexto brasileiro e mundial; Analisar a trajetória da legislação brasileira acerca do patrimônio; Compreender as etapas envolvidas no processo de patrimonialização de um bem cultural; Relacionar conceitos de tradição e identidade ao conceito de patrimônio; Discutir o papel das comunidades com relação ao patrimônio; Compreender o que são políticas públicas.

Conteúdo Programático

Patrimônio cultural;
Legislação brasileira para preservação de bens culturais;
História da legislação brasileira;
Cartas patrimoniais;
Órgãos de preservação Federal, Estadual e Municipal;
Instrumentos de preservação;
Órgãos de preservação internacional.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • IPHAN - INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL (BRASIL). Coletânea de Leis sobre Preservação do Patrimônio. Rio de Janeiro: IPHAN, 2006.
  • FONSECA, Maria Cecília Londres. O Patrimônio em Processo: Trajetória da Política Federal de Preservação no Brasil. 2. ed. Rio de Janeiro: UFRJ/MINC-IPHAN, 2005.
  • MEIRA, Ana Lúcia Goelzer. O Passado no Futuro da Cidade: Políticas Públicas e Participação dos Cidadãos na Preservação do Patrimônio Cultural de Porto Alegre. Porto Alegre: UFRGS, 2004.

Bibliografia Complementar:

  • ASKAR, J. A. Reconstrução e Imitação como Alternativas da Conservação. In: Cadernos de Arquitetura e Urbanismo n.4. Belo Horizonte: Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, 1996.
  • ICOMOS - Conselho Internacional de Monumentos e Sítios. Carta de Burra. Austrália, 1980. Disponível em: . Acesso em: 20 mai. 2015.
  • CALDAS, Karen Velleda; SANTOS, Carlos Alberto Avila. Cartas Patrimoniais, legislação e a restauração do Grande Hotel de Pelotas: breves considerações. XII Seminário de História da Arte. Pelotas, Centro de Artes, UFPel, 2013. v.3, n.1 . Disponível em: Acesso em: 17 jun 2015.
  • CHAGAS, Mario. A Imaginação Museal: museu, memória e poder em Gustavo Barroso, Gilberto Freyre e Darcy Ribeiro. Rio de Janeiro: MinC/IBRAM, 2009.
  • CHOAY, Françoise. A Alegoria do Patrimônio. 4. ed. São Paulo: UNESP, 2011.
  • PELEGRINI, Sandra. Cultura e natureza: os desafios das práticas preservacionistas na esfera do patrimônio cultural e ambiental. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 26, n. 51, p. 115-140, 2006.
  • PELEGRINI, Sandra. A gestão do patrimônio imaterial brasileiro na contemporaneidade. História, São Paulo, v. 27, n. 2, p. 145-173, 2008.
  • MICHELON, Francisca Ferreira; JÚNIOR, Claudio de Sá; GONZÁLES, Ana María Sosa. Políticas Públicas do Patrimônio Cultural: ensaios, trajetórias e contextos. Pelotas: Ed. da UFPel/CAPES, 2012. Disponível em: Acesso em: 17 jun. 2015.

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
GESTÃO DO PATRIMÔNIO E POLÍTICAS PÚBLICAS DE PRESERVAÇÃO Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis (Bacharelado - Noturno)

Página gerada em 13/11/2019 08:02:22 (consulta levou 0.150213s)