Nome da Atividade
CONSERVAÇÃO E RESTAURAÇÃO DE PINTURA I
CÓDIGO
10790111
Carga Horária
60 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
3
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
1
CRÉDITOS
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Conceito de conservação preventiva, conservação curativa e restauração direcionadas para o trabalho com pinturas. Conhecimento de pesquisa, técnicas e políticas de conservação para pinturas. Vistoria e monitoramento de pinturas. Princípios e teorias da conservação e da restauração para a área de pinturas. Técnicas de higienização, manuseio, acondicionamento e transporte de pinturas. Identificação de patologias em pinturas. Intervenções diretas de conservação sobre pinturas em diferentes suportes: pintura de cavalete. Documentação e registro de informações relativas a pintura: ficha diagnóstico e cadastral, fotografias, exames, relatórios. Técnicas de pintura. Técnicas de conservação e restauração de pinturas.

Objetivos

Objetivo Geral:

Objetivo(s) geral(ais): Desenvolver no aluno o conhecimento de técnicas relacionadas conservação e restauração de pinturas.

Objetivo(s) específico(s): Desenvolver técnicas de higienização, limpeza, e acondicionamento; Estudar intervenções diretas de conservação sobre pinturas de cavalete em diferentes suportes; Desenvolver o conceito de conservação preventiva, conservação curativa e restauração, direcionados para o trabalho com pinturas de cavalete; Objetivar o conhecimento, a pesquisa, a elaboração de relatórios, de vistoria e monitoramento de pinturas; Desenvolver questões voltadas para a conservação de pinturas; Enfatizar o trabalho calcado nos princípios e teorias da conservação e da restauração; Realizar a documentação e registro de todas as informações relativas às pinturas, sua história, seu estado físico, as intervenções de conservação e restauração; Realizar o estudo sobre as propriedades das técnicas de pintura; Conhecer os materiais próprios para a conservação e restauração de pinturas; Discorrer sobre os diferentes suportes utilizados nas pinturas de cavaletee as interações que estes estabelecem com as diferentes técnicas de pintura; Exercitar as técnicas de reintegração pictórica.

Conteúdo Programático

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • BALDINI, Umberto. Teoria del Restauro e Unitá di Metodologia. Firenze: Nardini, 1982. 2v. BRAGA, Márcia. Conservação e Restauro: Madeira, Pintura sobre Madeira, Douramento, Estuque, Cerâmica, Azulejo, Mosaico. Rio de Janeiro: Rio, 2003. ___________ Conservação e Restauro: Pedra, Pintura Mural e Pintura em Tela. Rio de Janeiro: Rio, 2003. BRANDI, Cesare. Teoria da Restauração. São Paulo: Artes e Ofícios, 2004. CALVO, Ana. Conservación y Restauración: Materiales, Técnicas y Procedimientos de la A a la Z. 3 ed. Barcelona: Serbal, 2003. CALVO, Ana. Técnicas e Conservação de Pintura. Porto: Civilização, Centro de Investigação em Ciência e Tecnologias da Universidade Católica Portuguesa, 2006. CALVO, Ana e CASTRO, Laura. (Org.) Através da Pintura: Olhares sobre a Matéria – Estudos sobre Pintores no Norte de Portugal. Porto: Universidade Católica do Porto, CITAR, 2011. CALVO, Ana. Conservación y Restauración de Pintura sobre Lienzo. Barcelona: Serbal, 2002. CURIE, Pierre. (Coord. Cient.) Poussin: Restauração: Hymeneus Travestido Assistindo a uma Dança em Honra a Príapo. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, Instituto Totem Cultural, 2009. HAARTAMAN, Etrella Arcos Von; GORDILLO, José Rodríguez; NAVAS, Antonio Sánchez. Metodologia y Tecnologia en la Restauración de Obras Pictóricas del Siglo de Oro Español de la Catedral de Almeria. Granada: Universidad de Granada, 1992. Manual de Preservación y Primeros Auxilios. Bogotá: Instituto Colombiano de Cultura, 1985. MARTOS, Diaz. Restauración y Conservación del Arte Pictórico. Madrid: Arte Restauro, 1975. MAYER, Ralph. Manual do Artista de Técnicas e Materiais. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1999. MENDES, Marylka (Org.) et al. Conservação: Conceitos e Práticas. Rio de Janeiro: UFRJ, 2001. ______; BAPTISTA, Antônio Carlos Nunes (Org.). Restauração: Ciência e Arte. Rio de Janeiro: UFRJ/IPHAN, 1998. NICOLAUS, Kunt. Manual de Restauración de Cuadros. Verlagsgesellchaft: Könemann, 2003.

Bibliografia Complementar:

  • ARENAS, José Fernández. Introducción a la Conservación del Patrimônio y Técnicas Artísticas. Barcelona: Ariel, 1996. BURGI, Sergio; MENDEZ, Marylca e BAPTISTA, Antônio Carlos Nunes (Orgs.). Materiais Empregados em Conservação – Restauração de Bens Culturais. Rio de Janeiro: Banco de dados da ABRACOR, 1990. CENNINI, Cennino. El Libro del Arte. Madrid: Akal, 1988. DUVIVIER, Edna May. Como Preservar Pinturas, Papéis e Livros. Rio de Janeiro: Companhia Brasileira de Artes Gráficas, S/d. GONZÁLEZ-VARAS, Ignacio. Conservación de Bienes Culturales. Teoría, Historia, Principios y Normas. 6. ed. Madrid: Catedra, 2008. GÓMEZ GONZÁLEZ, Maria Luisa. Examen Científico Aplicado a la Conservación de Obras de Arte. Madrid: Instituto de Conservación y Restauración de Bienes Culturales, Baroa, S.L., 1994. ______. La Restauración: Examen Científico Aplicado a la Conservación de Obras de Arte. 2 ed. Madrid: Cátedra, 2000. HARR, Jonathan. O Quadro perdido: A Busca de uma Obra Prima de Caravaggio.Rio de Janeiro: Intrínseca, 2006. MIGUEL, Ana Maria Macarrón. Historia de la Conservación y la Restauración. Madrid: Tecno S. A., 1995. MORA, Laura. Comentarios al Problema de la Restauración de la Imagen.In: Seminário Taller de Actualización para la America Latina – Conservación de pinturas sobre tela. Mexico, 1987. MOTTA, Edson. Restauração de Pinturas em Descolamento. Rio de Janeiro: IPHAN, 1969. ______; SALGADO, Maria Luisa Guimarães. Restauração de Pinturas: Aplicações de Encáustica. Rio de Janeiro: Diretoria do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, 1969. ORTI, Maria Angustias Cabrera. Los Métodos de Análises Físico – Quimicos y la História del Arte. Granada: Universidad de Granada, 1994. RESCALA, João José. Restauração de Obras de Arte. Salvador: UFBA, 1985. REVISTA BIBLIOTECA MARIO DE ANDRADE. São Paulo: Biblioteca Mario de Andrade, n.52, 1994. ROSENFIELD, Lenora Lerrer. Glossário Técnico de Conservação e Restauração em Pintura. Porto Alegre: UFRGS, 1997.

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
M1 2020 / 1 30 15 Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis (Bacharelado - Noturno)
Horários
ManhãTardeNoite
TER19:00 - 19:50
19:50 - 20:40
20:40 - 21:30
21:30 - 22:20
ANDREA LACERDA BACHETTINI
Professor responsável pela turma

Página gerada em 30/10/2020 11:34:47 (consulta levou 0.186865s)