Nome da Disciplina
FUNDAMENTOS DE CIÊNCIAS SOCIAIS I
CÓDIGO
06560039
Carga Horária
30 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
2
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
2
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Apresentar conteúdo conceitual do conjunto da reflexão dos clássicos aos contemporâneos
das ciências sociais. Ciência e senso comum. Linguagem, postura e critérios científicos. O
enfoque da ciência social. As ciências sociais e sua história. A história dos costumes e
relação com a higiene. A Sociologia e a Antropologia: as preocupações diversas e os
caminhos diferentes no desenvolvimento das disciplinas e a especificidade de suas
abordagens sobre o corpo, a saúde e, em especial, a saúde bucal; o caráter político da
dimensão da profissão de odontólogo e, os limites entre mercado e saúde.

Objetivos

Objetivo Geral:

Promover o conhecimento das Ciências Sociais, visando a compreensão de diferentes
perspectivas na análise social.

 

Objetivos Específicos:

Possibilitar uma visão sociológica e antropológica do indivíduo e da sociedade. Refletir sobre
as ideias e os conceitos que fundamentam as ciências sociais e sua relação com o corpo, a
saúde, em especial, a saúde bucal. Refletir sobre a situação da saúde bucal no Brasil.

Conteúdo Programático

Contexto de surgimento das ciências sociais e da sociologia. Perspectivas sociológicas.
Ciências sociais e naturais. II) O Surgimento dos modelos de medicina social. III) Sociologia
e Antropologia do corpo. IV) O corpo na contemporaneidade. Modernidade, indivíduo e
corpo. Classes sociais e corpo. V) Sociologia da saúde bucal.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • ADAM, P.; HERSLICH, C. Sociologia da doença e da medicina. São Paulo: EDUSC, 2001. ARON, Raymond. As etapas do pensamento sociológico (Max Weber). pp. 447-458.. São Paulo: Martins Fontes, 2003. CANGUILHEM, G. Estudios sobre la medicina. Buenos Aires: Amorrotu, 2007. O normal e o patológico. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995. CASTRO, Anna M. de; DIAS, Edmundo F. (Orgs.). Introdução ao pensamento sociológico. Rio de Janeiro: Eldorado, 1983. CICOUREL, A. V. Le raisonnement medical. Paris: Du Seuil, 2002. DURKHEIM, Emile. Da divisão do trabalho social. Várias edições. (Livro I Capítulo VII: Solidariedade orgânica e solidariedade contratual). FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1979. O nascimento da clínica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1994. FRAZÃO, Paulo. Tecnologias em saúde bucal coletiva. In: ciências Sociais e saúde bucal: questões e perspectivas. pp. 127-141. Botazzo, Carlos (Org.) Bauru, SP: Editora Unesp. GIRALDO, L. Saúde, ambiente e desenvolvimento: desafios para a saúde pública. IYDA, M. “Saúde bucal: uma prática social”. In: BOTAZZO, C. & FREITAS, S. F. T. (orgs.) Ciências Sociais e Saúde Bucal: Questões e Perspectivas. São Paulo: Edusc/Unesp, 1998. KLEINMAN, A. The illness narratives (suffering, healing and the human condition). New York: Basic Books, 1988. KOVALESKI, Douglas Francisco; FREITAS, Sérgio Fernando Torres de BOTAZZO, Carlos. Disciplinarização da boca, a autonomia do indivíduo na sociedade do trabalho. Ciênc. Saúde Coletiva. 2006, vol.11, n.1, pp. 97-103. LACERDA, A.; GUIMARÃES, M. B.; MOURA LIMA.; VALLA, V. V. Cuidado integral e emoções: bens simbólicos. In: PINHEIRO, R.; MATTOS, R. A. Razões públicas para a integralidade em saúde: o cuidado como valor. Rio de Janeiro: UERJ, 2007. LIMA, N. et al. Saúde e democracia. História e perspectiva do SUS. Rio de Janeiro: FIOCRUZ, 2005. LUZ, M. Fragilidade social e busca e busca de cuidado na sociedade civil de hoje. In: PINHEIRO, R.; MATTOS, R. A. C
  • MARTINS, P. H.; ALEXANDRE, Kátia. A mercantilização da relação médico-paciente: crítica teórica do utilitarismo a partir do estudo sobre atendimento a família de baixa renda em hospitais públicos. MARX, K. Processo de Trabalho e Processo de produção de Mais-Valia. In: O Capital. (Parte III. 1867). MENDES, E. V. Uma agenda para a saúde. São Paulo: Hucitec, 1996. MINAYO, M. C. Qualidade de vida e saúde: um debate necessário. In: Revista Debate. Municipalização da saúde e poder local: sujeito, atores e políticas. São Paulo: Hucitec, 2004. NARVAI, Paulo Capela. Saúde bucal coletiva: caminhos da odontologia sanitária à bucalidade. Revista de Saúde Pública. São Paulo, v. 40, n. N Esp., p.141-147, 2006. NARVAI, P.C.; FRAZÃO, P. Saúde bucal no Brasil: muito além do céu da boca. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2008. PAULETO, A. R. C.; PEREIRA, M. L. T.; CYRINO, E. G. Saúde bucal: uma revisão crítica sobre programações educativas para escolares. Ciência e Saúde coletiva. 9 (1):121, 2004. PIGNARRE, P. O que é medicamento? Um objeto estranho entre ciência, mercado e sociedade. São Paulo: Editora 34. QUINTANEIRO, Tania; BARBOSA, Maria Ligia de Oliveira; OLIVEIRA, Márcia Gardênia de. Um toque de clássicos: Marx, Durkheim e Weber. 2. ed., Belo Horizonte, MG: Ed. UFMG, 2002. SFEZ, L. A saúde perfeita: crítica de uma nova utopia. São Paulo: Loyola, 1995. WEBER, Marx. Ensaios de Sociologia. Rio de Janeiro: Editora LTC. 1982. ZIONI, F.; WESTPHAL, M. O enfoque dos determinantes sociais de saúde sob o ponto de vista da teoria social. In: Revista Sociedade e Saúde, São Paulo, v. 16, n. 3

Bibliografia Complementar:

  • BOURDIEU, Pierre. A Distinção: crítica social do julgamento. São Paulo: Edusp, 2007. ELIAS, Norbert. O processo civilizador. Vol. II: Formação do Estado e Civiização. Rio de Janeiro: Zahar, 1993. GIDDENS, Anthony. Uma breve, porém, crítica introdução. Sociologia: Interpretações contrastantes. pp. 28-45. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1984. GIDDENS. Sociologia. Cap. 6. Sociologia do corpo: saúde, doença e envelhecimento. pp. 129149. Porto Alegre: Artmed, 2005b. LE BRETON, David. A sociologia do corpo. Campinas, Papirus, 2011. WIRTH, Louis. O urbanismo como modo de vida. In: VELHO, Otávio Guilherme (org.) O fenômeno urbano. pp. 90-113. Rio de Janeiro: Zahar, 1967. (Texto 5). SAMPAIO, Maria Leonor. A Consulta Médica e as Estratégias de Negociação de um Corpo Saudável. Revista Brasileira de Sociologia da emoção. Volume 10. Número 28. Abril de 2011. (pp. 503-519) SCRIBANO, Adrian. Cuerpo, emociones y teoría social clásica. In: Cuerpo y emociones desde América Latina. Grosso, José Luis, BOITO, María Eugenia (Orgs.). Córdoba, Universidad de Catamarca. 2010.

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
T12 2019 / 2 50 43 Odontologia (Bacharelado)
Horários
ManhãTardeNoite
SEX13:30 - 14:20
14:20 - 15:10
FRANCISCO EDUARDO BECKENKAMP VARGAS
Professor responsável pela turma

SIMONE DA SILVA RIBEIRO GOMES
Professor Regente

ELAINE DA SILVEIRA LEITE
Professor Regente

WILLIAM HECTOR GOMEZ SOTO
Professor Regente

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
FUND. SOCIO.ANTROPOLOGIA APL.ODONTOLOGIA Odontologia (Bacharelado)

Página gerada em 14/11/2019 04:29:24 (consulta levou 0.169895s)