Nome da Atividade
GEOGRAFIA E INCLUSÃO ESCOLAR
CÓDIGO
10060154
Carga Horária
60 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CRÉDITOS
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

A disciplina Geografia e Inclusão escolar trata da produção de material didático necessário para a transmissão de conceitos geográficos voltada para alunos com deficiência, ou seja, as aulas de geografia na perspectiva da educação inclusiva.

Objetivos

Objetivo Geral:

Objetivo Geral:

Apresentar, conceitos da Geografia na perspectiva da Educação inclusiva, pesquisar e desenvolver uma linguagem gráfica visual e tátil a ser utilizada para tratamento e comunicação da informação.

Objetivos Específicos:

Desenvolver técnicas de construção e representação gráfica e tátil, buscando o aperfeiçoamento das formas de tratar e representar graficamente a informação geográfica em mapas e diagramas.

Conteúdo Programático

1.Geografia e Inclusão

2. Educação inclusiva – Legislação Brasileira

3. Introdução à representação gráfica visual e Tátil: Fundamentos, Conceitos, Perspectivas

4. Objetivos da representação gráfica visual e tátil

5. Linguagens gráficas visuais e Táteis

6. Recursos didáticos

7. Práticas pedagógicas

8. Desenvolvimento de materiais didáticos na perspectiva da educação inclusiva

9. Gráficos: construção e uso

10. Mapas: construção e uso

11. Uso dos mapas: leitura e interpretação

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • ALMEIDA, Rosângela Doin de; PASSINI, Elza Yasuko. Espaço geográfico: ensino e representação. São Paulo: Contexto, 1989. 90p (5 exemplares LabTATE – Laboratório de Cartografia Tátil e Escolar). ALMEIDA, L. C.; LOCH, R. E. N. Mapa tátil: instrumento de inclusão. In: XXII Congresso Brasileiro de Cartografia e Simpósio de Geotecnologias para o Petróleo, 22, 2005, Macaé. Anais...Macaé: 2005. ALMEIDA, R. A.. A cartografia tátil no ensino de Geografia: teoria e prática. In: ALMEIDA, Rosângela Doin de.Cartografia Escolar. São Paulo: Contexto, 2007. p. 119-144. MANTOAN, M. T. E. Inclusão escolar: o que é? porquê? como fazer? São Paulo: Editora Moderna, 2003. MANTOAN, M. T. E. O direito à diferença, na igualdade de direitos. MEC/SECADI, 2010. MANTOAN, Maria Teresa Églér. Caminhos pedagógicos da inclusão. São Paulo: Memnon, 2001. MANTOAN, Maria Teresa Églér. Teachers’ education for inclusive teaching: refinement of institutional actions. In: Revue Francophone de la Déficience Intellectuelle. Edition spéciale. Colloque Recherche Défi 1999. Montréal/Québec, Canadá, p. 52-54, 1999. MANTOAN, Maria Teresa Églér; VALENTE, José Armando. Special education reform in Brazil: an historical analysis of educational polices. In: European Journal of Special Needs Education, v. 13, n. 1, p. 10-28, 1998. NOGUEIRA, R. E. (org.). Geografia e inclusão escolar: teoria e práticas. Florianópolis: Edições do Bosque/CFH/UFSC, 2016. MENEGUETTE, A. A. C. Construção de material didático tátil. Revista de Geografia e Ensino, Belo Horizonte, v.6, n.1, p.58-9, 1997.

Bibliografia Complementar:

  • AMIRALIAN, M. L.T.M. Compreendendo o cego: uma visão psicanalítica da cegueira por meio de desenhos-estórias. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1997. BOER, M. B. R. Quatro estações: uma ferramenta de software para uma pessoa com baixa visão. Dissertação (mestrado profissional), Instituto de Computação, Universidade Estadual de Campinas, 2005. BOER, M. B. R.; D’ABREU, J. V.V. Internconexión para Portadores de Baja Visión: “4 CARMO, W. R.; SENA, C. C. R. G.. A Cartografia e a Inclusão de Pessoas com Deficiência Visual na Sala de Aula: construção e uso de mapas táteis no LEMADI – DG – USP. s/d. FREITAS S, M. I. C; VENTORINI, S. E. (org). Cartografia tátil: orientação e mobilidade às pessoas com deficiência visual. Jundiaí: Paco Editorial, 2011. IBGE. Censo Demográfico 2010: resultados preliminares. Disponível em: http://www.ibge.gov.br. MARCHESI, A. Da linguagem da deficiência às escolas inclusivas. In. COLL C.; MARCHESI, A.; PALÁCIOS, J. Desenvolvimento psicológico e educação: transtornos de desenvolvimento e necessidades educativas especiais. Tradução Fátima Murad, São Paulo: Ed. Artmed. 2 ed. v.3, 2004. MENEGUETTE, A. A. C.; EUGÊNIO, A. S. Iniciação cartográfica de pré-escolares e adolescentes portadores de deficiência visual. Revista de Geografia e Ensino, Belo Horizonte, v.6, n.1, 1997, p.62-64. OCHAÍTA, E. Ceguera y dessarrollo psicológico. In ROSA, A.; OCHAÍTA, E. (Org). Psicologia de la Cegueira. Madrid: Alianza Editorial, 1993. OCHAÍTA, E.; ES]PINOSA, M. A. Desenvolvimento e intervenção educativa nas crianças cegas ou deficientes visuais. In: COLL. C. et al. Desenvolvimento psicológico e educação: transtornos de desenvolvimento e necessidades educativas especiais. 2.ed. São Paulo: Artmed, 2004. OLIVEIRA, L. M.B. Cartilha do Censo 2010: pessoas com deficiência. Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) / Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SNPD) / Coordenação-Geral do Sistema de In
  • PASSINI, E. Y. Alfabetização cartográfica e o livro didático: uma análise crítica. Belo Horizonte: Lê, 1994. CARMO, W. R. Produção de mapas para portadores de deficiência visual da América Latina. In: X ENCONTRO DE GEÓGRAFOS DA AMÉRICA LATINA , 10, São Paulo. Anais... São Paulo: Universidade de São Paulo, 2005. p.13988-4002. SILVA, P. C; ESCANILLA, A. C. Los mapas táctiles y diseño para todos los sentidos. Trilogía. Ciencia, Tecnología, Sociedad, 22(32), 2010, p. 77-87. VENTORINI, S. E; SILVA, P. A.; FREITAS, M. I. C. Cartografia Tátil: Teoria e Prática. In: CARVALHO-FREITAS, Maria Nivalda de. Inclusão: possibilidades a partir da formação profissional. São João del-Rei: Ministério da Educação, 2015. p. 93-116. VENTORINI, S.E. Representação gráfica e linguagem cartográfica tátil: estudo de casos. 2012. Tese (Doutorado em Geografia) - Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2012. VIGOTSKI, L. S. Pensamento e linguagem. Trad. Jeferson Luiz Camargo. São Paulo: Martins Fontes, 1989. WARREN, D H. Blindness and children: an individual differences Approach. Cambridge: Cambridge University Press, 1994

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
T1 2021 / 2 46 38 Geografia (Licenciatura - Noturno)
Horários
ManhãTardeNoite
TER19:00 - 19:50
19:50 - 20:40
Vaneza Barreto Pereira
Professor responsável pela turma

Página gerada em 21/05/2022 07:14:27 (consulta levou 0.058461s)