Nome da Atividade
MONTAGEM TEATRAL II
CÓDIGO
05001095
Carga Horária
120 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
1
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
6
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
8
CRÉDITOS
8
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7
CARGA HORÁRIA EXTENSÃO
1

Ementa

Montagem de peça teatral ou continuidade do processo da disciplina de Montagem Teatral I, sob orientação do professor, com apresentação pública do espetáculo.

Objetivos

Objetivo Geral:

- Selecionar e definir a proposta cênica a ser montada ou dar continuidade ao processo da disciplina de Montagem Teatral I;
- Desenvolver e aprimorar um processo de criação e apresentação de montagem de peça teatral na condição de assistente de direção e/ou ator/atriz e/ou preparador/a corporal/vocal e/ou cenógrafo/a e/ou iluminador/a e/ou produtor/a;
- Realizar apresentações públicas do processo;
- Aplicar os conhecimentos e experiências desenvolvidas ao longo do curso;
- Compreender, aprofundar e ampliar as possibilidades das estéticas da cena teatral.

Conteúdo Programático

- Escolha de texto a ser montado ou continuidade da montagem anterior;
- Aplicação dos conhecimentos e experiências desenvolvidas ao longo da Montagem Teatral I;
- Estudo e análise – opções estéticas;
- Distribuição de funções e ensaios;
- Levantamento de necessidades técnicas e de produção;
- Convocatória e apresentação para o público;
- Relatório do processo, avaliação e análise final.

Esta disciplina atende à Resolução 62/2018 que estabelece a curricularização da Extensão na UFPel, e está vinculada ao projeto A Cena na Cidade.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • GOLDBERG, RoseLee. A arte da performance – do futurismo ao presente. São Paulo: Martins Fontes, 2006.
  • GROTOWSKI, J. & FLASZEN, L. O Teatro Laboratório de Jerzy Grotowski 1959-1969. São Paulo: Perspectiva/Sesc, 2007.
  • LEHMANN Hans-Thies. Teatro pós-dramático. São Paulo: Cosac Naify, 2007.
  • PAVIS, Patrice. A encenação contemporânea – Origens, Tendências, Perspectivas. São Paulo: Perspectiva, 2013.
  • UBERSFELD, Anne. Ler o teatro. São Paulo: Perspectiva, 2005.

Bibliografia Complementar:

  • BARBA, Eugenio e SAVARESE, Nicola. A arte secreta do ator. Campinas: Unicamp, 1995.
  • BOURRIAUD, Nicolas. Estética relacional. São Paulo: Martins Editora Livraria Ltda., 2009.
  • BROOK, Peter. A porta aberta. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.
  • BURNIER, Luís Otávio. A arte de ator: da técnica à representação. Campinas: Unicamp, 2001.
  • COHEN, Renato. Performance como linguagem. São Paulo: Perspectiva, 1989.
  • PAVIS, Patrice. Dicionário de Teatro. São Paulo: Perspectiva, 1999.

Página gerada em 21/02/2024 09:55:36 (consulta levou 0.051230s)