Nome da Atividade
CUIDADOS PALIATIVOS E TERMINALIDADE
CÓDIGO
18890012
Carga Horária
34 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
34
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
34
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

Propiciar ao residente conhecimentos que fundamentem a assistência ao paciente com câncer fora de possibilidades de cura, articulando os princípios da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Instituto Nacional do Câncer - Brasil (INCA) voltados aos cuidados paliativos e terminalidade.

Objetivos

Objetivo Geral:

Propiciar ao residente conhecimentos que fundamentem a assistência ao paciente com câncer fora de possibilidades de cura, articulando os princípios da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Instituto Nacional do Câncer - Brasil (INCA) voltados aos cuidados paliativos e terminalidade.

Conteúdo Programático

1. As bases teóricas dos Cuidados Paliativos
2. Atenção ao paciente e família nos cuidados Paliativos
3.Interação multiprofissional e a família em Cuidados Paliativos
4. Projeto terapêutico singular (PTS)
5. Atenção no Controle de Sintomas do paciente em cuidado paliativo
6. Bioética e suas implicações com o final da vida
7. Diretivas antecipadas de vontade (DAV)
8. Discussão de artigos científicos

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • Academia Nacional de Cuidados Paliativos. Critérios de qualidade para os cuidados paliativos. 1ªed. Rio de Janeiro: Diagraphic, 2006, 60p. Academia Nacional de Cuidados Paliativos. Manual de cuidados paliativos. 1 ed. Rio de Janeiro : Diagraphic, 2009, 320p. BARBOSA ,Cássia Martins .; ALVES, Brenda Jacintho . Ética e humanização na comunicação sobre a morte: um projeto educativo na área da saúde. REVISTA M. Rio de Janeiro, v. 4, n. 8 p. 413-424, jul./dez. 2019 DADALTO ,Luciana.; TUPINAMBÁS ,Unai, GRECO, Dirceu Bartolomeu. Diretivas antecipadas de vontade: um modelo brasileiro. Rev. bioét. (Impr.) 21 (3): 463-76, 2013 DADALTO,Luciana. A necessidade de um modelo de Diretivas Antecipadas de Vontade para o Brasil: estudo comparativo dos modelos português e franceses. REVISTA M. Rio de Janeiro, v. 1, n. 2, p. 443-460, jul./dez. 2016 FLORIANI, Ciro Augusto; SCHRAMM, Fermin Roland . Casas para os que morrem: a história do desenvolvimento dos hospices modernos História, Ciências, Saúde. v.17, supl.1, jul. 2010, p.165-180. FLORIANI, Ciro Augusto; SCHRAMM, Fermin Roland. Cuidados paliativos: interfaces, conflitos e necessidades. Ciência e Saúde Coletiva, v.13, n.2, p.2123-2132, 2008. MABTUM, MM., and MARCHETTO, PB. Concepções teóricas sobre a terminalidade da vida. In: O debate bioético e jurídico sobre as diretivas antecipadas de vontade [online]. São Paulo: Editora UNESP; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2015, pp. 53-72. ISBN 978-85-7983-660-2. Available from SciELO Books MORITZ, Rachel Duarte et al. Terminalidade e cuidados paliativos na unidade de terapia intensiva. Revista brasileira de terapia intensiva. V.20, n.4, p.422- 428, 2008. National Institute of Nursing Research. Palliative care: the relief you need when you’re experiencing the symptoms of serious illness. 1 ed. NIH publication,2009,15p. Disponível

Página gerada em 30/09/2022 18:47:59 (consulta levou 0.053835s)