Nome da Atividade
ENFERMAGEM ONCOLÓGICA HOSPITALAR I
CÓDIGO
18890018
Carga Horária
576 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
576
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
576
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

A disciplina compreende módulos práticos progressivos em grau de complexidade e integrados entre si, através do reconhecimento da Estrutura e Gestão hospitalar; biossegurança e prevenção de acidentes em ambiente hospitalar e seus Serviços; realização da assistência de enfermagem em Unidades clínica e cirúrgica; Enfermagem Intensivista (em UTI);Realização do processo de enfermagem para pacientes oncológicos em ambiente hospitalar, consulta de enfermagem no serviços de radioterapia e, quimioterapia do Hospital Escola e ambulatótio da FM/ UFPel e visita domiciliar no Programa de internação domiciliar (PIDI) e em Unidade básica de saúde (UBS ).
A prática está norteada pelos princípios e diretrizes do SUS e nesta disciplina o residente desenvolve atividades de atenção primária, secundária e terciária.

Objetivos

Objetivo Geral:

OBJETIVOS: Capacitar os residentes da área da enfermagem para atividades em hospital especificamente no atendimento a pacientes oncológicos. Iniciando pelo reconhecimento prático do ambiente hospitalar e seus serviços, participando e auxiliando em atividades que envolvam as várias etapas do processo de enffermagem, tais como,levantamento de problemas, planejamento e atendimento do paciente oncológico no âmbito hospitalar, e em seus Serviços, de forma interdisciplinar e multiprofissional, em períodos que antecedem as terapêuticas anti-neoplásicas, durante e após a conclusão das mesmas, com o intuito de adequar as condições de saúde do paciente oncológico para receber os tratamentos antineoplásicos, minimizando ou evitando seqüelas, alterações ou comorbidades, evitando que as alterações se tornem severas ou permanentes, ou impeçam o paciente de finalizar o tratamento antineoplásico. Objetiva ainda, capacitar a reabilitação precoce do paciente oncológico visando melhorar a qualidade de vida dos mesmos, minimizando danos e o tempo de internação hospitalar, reintegrando o mais precocemente possível o paciente nas suas atividades de rotina e no convívio familiar e social. Neste módulo o residente R1 terá maior ênfase para a realização de atividades práticas e teórico-práticas de atenção primária e secundária de acordo com os princípios e diretrizes do SUS (prevenção e promoção à saúde), e participará ainda em atividades de atenção à saúde e reabilitação de acordo com sua capacitação teórica que se dará paralelamente e em grau de complexidade crescente.

Conteúdo Programático

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO PRÁTICO:

Em cada Cenário o Residente de Primeiro Ano (R1) irá desenvolver módulos de:
I. Reconhecimento da Estrutura e da Gestão hospitalar, e a prática de seus Serviços:
- Envolve o reconhecimento prático dos Serviços Hospitalares e sua estrutura administrativa (direção, comissões, profissionais, departamentos) e funcional;
- Reconhecimento e Interação teórico prático com o modelo administrativo hospitalar Público -SUS;
- reconhecimento prático de cenários hospitalares e associados (enfermarias, ambulatórios, UTI, centro cirúrgico, Serviço de Quimioterapia, UBS, Serviço de Radioterapia, PIDI) e sua inter-relação prática com as atuações multiprofissionais;
- reconhecimento do modelo de prática da Residência multiprofissional em Saúde e demais residências (em área profissional e médica) dentro do Hospital e seus Serviços;

II. Iniciação para a Atividade prática em ambiente hospitalar:

- Exercício práticos de atividades de Biossegurança, controle de infecções no exercício da prática profissional hospitalar específica da área profissional ou multiprofissional nos diferentes cenários hospitalares ou Serviços associados,

- Reconhecimento e utilização prática de protocolos de atendimento e condutas padrão para pacientes hospitalizados, oncológicos e especiais, condutas específicas, multidisciplinares e multiprofissionais.

III- Atuação clínica observacional, na prevenção primária e promoção da saúde:

- Consultas específicas e multiprofissionais visando observação e auxílio no atendimento do paciente: avaliação clínica do paciente, reconhecimento e prática de controle epidemiológico, registros em fichários, prontuários específicos e/ou multiprofissionais, atividades de pesquisa e vigilância, nos diferentes Serviços hospitalares na avaliação realizada por residente de segundo ano (R2) e sob supervisão de Preceptor e/ou Tutor da área profissional;

- Consultas, palestras e atividades educativas preventivas específicas e Multiprofissionais visando à atenção primária e promoção de saúde aos pacientes, seus familiares ou cuidadores;

- Consultas e atividades Multiprofissionais visando à atenção primária e promoção de saúde em profissionais do Hospital e seus Serviços.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • BARROS & CAMPOLONGO – Odontologia Hospitalar, Editora Santos – São Paulo, 2008. BRODY & LARNER – Farmacologia Humana da Molecular a Clínica, 2 ed. Ed.Guanabara-Koogan,Rio de Janeiro, 1987. CABRAL, C.; GODOY, C.; CAMPOS et al. Odontologia Social, Cariologia, Odontopediatria, Ortodontia e Endodontia. 2ª. Edição, 2006, 232 p. GREENBERG, M. S.; GLICK, M. Medicina Oral de Burket. São Paulo, Santos Editora, 2008. KATZUNG – Farmacologia e Clínica. 5ª Ed. Lang/Guanabara, 1994. LINDLE, J.; LANG, N.; KARRING, T. Tratado de periodontia clinica e implantologia oral. Guanabara Koogan. 5ª. Edição, 2010, 1321p. LOPES, H.P.; SIQUEIRA Jr, J.F. Endodontia - Biologia e Técnica - 3ª Ed., Guanabara Koogan, 2010. MILLER, O. Laboratório para o clínico. São Paulo: Editora Atheneu, 1999. NEVILLE, DAMM, ALLEN e BOUQUOT, Patologia Oral e Maxilo Facial (livro texto) Ed. Guanabara Koogan, 3ª ed., 2009

Página gerada em 27/11/2022 03:25:05 (consulta levou 0.059591s)